Página inicial
 
Mural de recados
25.09 | Freddy Renner
Eu só tô vendo números positivos para o Náutico, com essa parceria. Algum torced ...
25.09 | Severino
Prefeita de Caruaru? Quem tiver notícias dela, ganha um prêmio!!! ...
25.09 | MARCONDES
VAMOS APOIAR E ACREDITAR COM NOVA DIRETORIA, O CENTRAL VAI SE ORGANIZAR, NÁUTICO ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
30/03/2014
20h21 | esportes - PE 2014
PE 2014 -> Situações inéditas nas semifinais do Campeonato Pernambucano
Clique e Confira.
Ilustrações: Portal NE10

Ilustrações: Portal NE10

SportXSantaCruz-650x600

As semifinais do Campeonato Pernambucano reservam duas situações inéditas desde que o atual formato de mata-mata para definir os finalistas foi adotado, em 2010. Sport e Santa Cruz, que definiram a competição nos últimos dois anos, desta vez anteciparam o confronto, que nunca aconteceu. O Sport enfrentou Central (2010), Náutico (2011 e 2012) e Ypiranga (2013). Os corais encararam Náutico (2010 e 2013), Porto (2011) e Salgueiro (2012).

A dupla acrescentará mais duas partidas à overdose vista neste mês de março. No total serão seis clássicos, que de multidões não tem sido nada recentemente. Além de acirrar ainda mais a rivalidade dos velhos rivais, os próximos dois jogos também funcionarão como um desafio às duas maiores torcidas do Estado.

O que se pode chamar de vantagem é dos rubro-negros: decidir em casa. Saldo de gols não significa vantagem para ninguém e se terminar tudo empatado a disputa vai para as cobranças de pênaltis. Para o Santa vai valer a quebra de um tabu. Nas quatro vezes em que se enfrentaram até o momento, o leão ganhou três vezes e a última terminou empatada. Será o duelo da melhor defesa (Sport) contra o melhor ataque (Santa).

No outro confronto, o Náutico, pela primeira vez não terá um clássico para tentar uma vaga na final. Em 2010 e 2013 enfrentou o Santa Cruz. Em 2011 e 2012 o adversário foi o Sport. O grande desafio dos alvirrubros será acabar com o retrospecto ruim na Arena Pernambuco. Este ano já foram nada menos do que quatro derrotas na nova casa, inclusive para o Salgueiro, o adversário da semifinal.

O Carcará sobrou no primeiro turno, quando os três grandes estavam na disputa da primeira fase da Copa do Nordeste. Não é o mesmo time de anos anteriores, mas tem o fator casa como grande trunfo. Por coincidência, a sua única derrota no Cornélio de Barros para um grande foi justamente diante do Náutico, na semana passada. Em compensação, não se intimidou na Arena Pernambuco e venceu. O time de Cícero Monteiro também carrega consigo a esperança de um interiorano voltar à final do Estadual, algo que não acontece desde 1998.

Do Blog do Torcedor 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker