Página inicial
 
Mural de recados
21.04 | Paulo alvinegro
Aleluia,aleluia a paz voltou ao central será mesmo vamos aguardar. ...
21.04 | Manoel
AGORA VAI GERA UMA NOVA PESPEQUITIVA NO CENTRAL COM A UNIÃO DA DIRETORIA, SÓ NÃO ...
20.04 | Manoel
Agora não há mais tempo para fazer mudanças acho que Lucius foi o pior president ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
20/08/2013
21h33 | esportes - SUL-AMERICANA
COPA SUL-AMERICANA > Superior, Sport vence Náutico por 2 a 0 e sai na frente na competição internacional
Oferecimento: Rádio Liberdade AM (910)
Foi a vitória de um time sobre um grupo de jogadores. O Sport venceu o Náutico por 2 a 0, nesta terça-feira, na Ilha do Retiro, na base da organização. O Leão foi superior durante os 90 minutos, diante de um Timbu que transparece cada vez mais desespero. Mas foi apenas o primeiro jogo. Na próxima semana, tem a volta, agora na casa alvirrubra, a Arena Pernambuco. A missão não é fácil. O Rubro-negro saiu na frente e tem uma ótima vantagem. Mas não acabou.

Os times refletiram dentro de campo os momentos por que passam fora dele. Sport entrou leve, usando a pressão a seu favor. O Náutico estava tenso e se deixou levar pela pressão. O Leão nem precisou apertar muito para sofrer o primeiro gol. Logo aos 4, após uma blitz rubro-negra, Felipe Azevedo mandou de carrinho para o gol, após bate rebate dentro da área.

O gol só reforçou a tranquilidade de quem entrou solto e aumentou a pressão de quem veio para o jogo pressionado. E isso ficava claro em campo. O Sport era muito mais organizado. O Náutico apático, sem esquema tático definido, nem ofensiva, nem defensivamente. Mais entrosado, o Leão tocava bem a bola e atacava no principal ponto fraco alvirrubro: o lateral esquerdo de Eltinho. Patric dominou o setor, aproveitando da péssima atuação do adversário.


Foi justamente por esse lado (esquerdo do Náutico e direito do Sport) que saiu o segundo gol rubro-negro, já no final do primeiro tempo. Roger achou bem Patric, livre de marcação, dentro da área, pelo lado direito. Ele dominou e bateu forte, cruzado, sem defesa para Berna. Fez 2 a 0, um placar justo a esta altura, pelo que as equipes apresentaram na etapa inicial.

O caminho natural era que o Náutico tentasse mudar o jogo, mostrando, pelo menos, um pouco mais de vontade em campo, na volta para o segundo tempo. A entrada de Hugo na vaga de Maikon Leite tinha, em parte, esse objetivo. Não foi o que aconteceu. Continuou prevalecendo a maior organização do Sport, que manteve o domínio da partida, sempre com um bom toque de bola.

Também foi natural a diminuição do ritmo de jogo do Sport, com uma vantagem no placar. O Leão marcava bem, principalmente no meio campo, conseguindo segurar o Náutico, que pouco chegava à meta de Magrão - o máximo que o Alvirrubro conseguia era trocar bolas na intermediária. E por meio dos contra-ataques o Rubro-negro era ainda mais perigoso que o Timbu.

O Náutico ainda tentou uma pressão final. As entradas de Olivera e, principalmente, de Peña, bem mais presente em campo do que Tiago Real, ajudaram a dar um pouco mais de lucidez ao time. Não foi, no entanto, o suficiente. As jogadas de perigo ainda foram poucas. E inofensivas. Os velozes contra-ataques do Sport, por sua vez, continuavam perigosos.

Ficha do jogo

Sport
Magrão; Patric, Tobi, Gabriel e Pery; Anderson Pedra (Renan), Rithely, Camilo e Lucas Lima; Roger (Diego Maurício) e Felipe Azevedo. Técnico: Marcelo Martelotte

Náutico
Ricardo Berna; Auremir, Jean Rolt, João Filipe e Eltinho; Derley, Elicarlos, Martinez e Tiago Real (Peña); Maikon Leite (Hugo) e Rogério (Olivera). Técnico: Jorginho

Estádio: Ilha do Retiro. Árbitro: Sandro Meira Ricci (FIFA-PE). Assistentes: Alessandro Rocha Matos (FIFA-BA) e Emerson Carvalho (FIFA-SP). Gols: Felipe Azevedo (aos 4 minutos do 1o T), Patric (aos 42 minutos do 1oT). Cartões amarelos: Rogério, Auremir, Derley, Elicarlos (N), Patric, Rithely e Renan (S). Público: 16.125. Renda:R$ 348.500
Do Super Esportes 
.

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker