Página inicial
 
Mural de recados
26.06 | Gustavo
Muita gente acha que a soluçao pra o central é subir pra serie C,so que nao adia ...
26.06 | A verdade nua e crua!
Vi aqui alguns comentários sobre se gastar R$ 500 mil em uma atração do São João ...
26.06 | beto
CENTRAL DEVIA ERA ACABAR DEMOLIR E NIGUEM NUNCA MAIS LEMBRA QUE EXISTIU ESSE LIX ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
13/02/2013
23h27 | esportes - COPA NORDESTE
COPA NORDESTE: Em jogo cheio de reviravoltas, Santa Cruz empata em 3 a 3 com o Fortaleza
Clique e confira!

Do Super Esportes.

O resultado poderia ter sido melhor. Mas o empate foi lucro, principalmente por ser fora de casa. O Santa Cruz chegou a estar vencendo o Fortaleza por 2 a 0, permitiu a virada para 3 a 2, mas foi buscar o 3 a 3, placar final da partida desta quarta-feira, no estádio Presidente Vargas, no Ceará. Agora, o Tricolor pernambucano decide em casa, no domingo, a vaga na semifinal da Copa do Nordeste. Tem três resultados de empate a seu favor: 0 a 0, 1 a 1 e 2 a 2.


O Santa Cruz foi ousado no primeiro tempo de jogo. O Tricolor adiantou a marcação e surpreendeu o Fortaleza, que não conseguiu, no início do jogo, se encontrar em campo. A equipe coral se aproveitou bem disso. Encaixava bons contra-ataques em velocidade, com uma rápida transição até o campo ofensivo. Foi assim que nasceu o primeiro gol coral, logo aos 15 minutos. Paulo César cruzou da direita e Renatinho, aparecendo nas costas da defesa, tocou para o gol.

O gol atordoou ainda mais o Fortaleza. E o Santa Cruz não parou. Continuou jogando da mesma maneira. Aos 20, ampliou, agora por meio da bola parada. Luciano Sorriso cobrou falta na área e Paulo César tocou de cabeça para o gol. O placar de 2 a 0 antes da metade do primeiro tempo surpreendeu, principalmente quem esperava uma equipe coral fechada na defesa. Não foi o que aconteceu.

Depois disso, o Fortaleza, enfim, acordou em campo. Naturalmente, o Santa Cruz encolheu a marcação e o adversário avançou. Achou o gol em pouco tempo. Aos 25, Esley chutou prensado de fora da área. A bola foi fraca, mas Tiago Cardoso falhou e só a viu passar para o fundo das redes.

Os donos da casa se empolgaram. Queriam o empate antes do final do primeiro tempo. Mas quem teve a chance real de marcar foi a equipe coral. Aos 42, Danilo Santos foi seguro dentro da área. Pênalti. Quem partiu para a cobrança foi o lateral direito Marquinho. Ele mandou na direita, mas o goleiro caiu bem no canto e defendeu. Poderia ser o gol da tranquilidade coral. Mas era apenas o início do tormento. Em seguida, Tiago Costa foi expulso de campo.

Com um jogador a menos, Marcelo Martelotte optou por fechar o time. Tirou o atacante Danilo Santos para colocar o zagueiro Éverton Sena. Iniciou o segundo tempo assim e não foi feliz. Logo aos 3, o Fortaleza empatou. João Henrique cruzou da direita e Assisinho, aproveitando indecisão da defesa coral, apareceu para tocar para o gol.

O Santa Cruz continuava acuado. E o Fortaleza ávido pela virada, com um time ofensivo, tentando se aproveitar da superioridade numérica. Aos 25, atingiu o objetivo. Marinho Donizete, da entrada da área, arriscou de pé esquerdo e marcou um bonito gol. Resultado justo, pelo crescimento e domínio do jogo por parte dos donos da casa. Mas não estava terminado.

Uma nova reviravolta veio com a expulsão de Lucas, do Fortaleza, foi expulso, aos 30. O Santa Cruz voltou ao jogo. Conseguiu novamente tocar a bola e atacar conscientemente. Melhorou ainda mais com a entrada de Flávio Caça-Rato, que prendia a bola no ataque. A recompensa veio aos 38. Everton Sena, de fora da área, acertou um belo chute de muito longe. A bola tocou na trave e entrou. Era o empate em 3 a 3. O ato final de um jogo que teve de tudo. 

Ficha jogo

Fortaleza

João Carlos; Rafinha, Ronaldo Angelim (André Luiz), Gabriel e Marinho Donizete; Esley (João Henrique), Lucas, Jackson e Caucaia; Assisinho e Júlio Madureira (Éverton). Técnico: Vica

Santa Cruz

Tiago Cardoso; Marquinho, César, Vágner e Tiago Costa; Anderson Pedra, Luciano Sorriso, Renatinho (Sandro Manoel) e Natan; Danilo Santos (Éverton Sena) e Paulo César (Flávio Caça-Rato). Técnico: Marcelo Martelotte

Estádio: Presidente Vargas (Fortaleza-CE). Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (SE). Assistentes: Pedro Santos de Araújo e Esdras Mariano de Lima (ambos do SE). Gols: Renatinho, Paulo César, Esley, Assisinho, Marinho Donizete e Everton Sena. Cartões amarelos: Esley, Ronaldo Angelim, Éverton Sena. Cartão vermelho: Tiago Costa e Lucas. Público e renda não divulgados.

.
 
 
 
eXTReMe Tracker