Página inicial
 
Mural de recados
19.09 | cleo
QUARTA DIA 20 , AS 16HS NO ANTONIO INÁCIO PORTO X DECISÃO D BONITO, VAMOS GANHAR ...
18.09 | MARCONDES
O PORTO MOSTROU Q TRABALHO E ORGANIZAÇÃO DÃO BONS FRUTOS, ESPERO Q O CENTRAL SE ...
18.09 | MARCOS LEITE
PARABENS O PORTO FEZ BARBA E CABELO COMO SE DIZ NA GIRIA DO FUTEBOL, GANHOU SÁBA ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
13/09/2012
23h26 | esportes - SÉRIE C
SÉRIE C: Em jogo fraco, Santa Cruz e Salgueiro empataram sem gols
Clique e Confira >>>
Santa Cruz e Salgueiro ficaram num monótono 0x0 na noite desta quinta-feira (13), no Arruda, pela 11ª rodada do grupo A da Série C. O resultado deixou os corais em terceiro lugar na chave, com os mesmos 15 pontos do Paysandu. Já o Salgueiro, que criou as melhores chances de gol, está em quinto, com 14.

O Salgueiro tentou surpreender os tricolores nos primeiros minutos com uma forte marcação na saída de bola. E levaram perigo duas vezes com o meia Clébson. Na segunda tentativa, aos quatro minutos, ele recebeu belo passe de Júnior Ferrim de calcanhar. Chutou forte, de primeira, mas a bola foi por cima. A dificuldade dos corais era tamanha que na hora de reiniciar o jogo no tiro de meta, o goleiro Fred era obrigado a dar chutão para o meiko de campo.

A partir dos dez minutos, os donos da casa começaram a tocar a bola com mais calma e aliviaram a pressão. O objetivo era dar um ritmo mais veloz à partida, calcado em Leozinho e Leandro Oliveira. O Carcará resolveu retardar a partida sempre que possível, inclusive trocando passes laterais na linha defensiva. O jogo ficou equilibrado mas sem que as duas equipes criassem chances de mudar o 0x0.

O panorama era o seguinte: os dois times trocavam passes até a penúltima linha de ataque. Quando chegavam lá as defesas levavam ampla vantagem. A tal ponto de sequer sair o passe para alguém tentar finalizar. Quem mais sofreu, obviamente, foi quem exercia a função de atacante. E nem adiantava recuar para buscar o jogo no meio.

Para piorar a situação dos tricolores, uma de suas melhores válvulas de escape, o lateral-direito Maisena, saiu machucaodo aos 20 minutos. Ao invés de entrar com Ramalho e deslocar Memo para o setor - já que ele exerceu esse papel em outras oportunidades - o técnico Zé Teodoro preferiu mandar o zagueiro Éverton Sena. Assim, o tricolor ficou com um 3-5-2 torto, pois esse esquema pede um bom trabalho ofensivo dos homens que atuam pelos lados.

Os corais voltaram para o segundo tempo com Renatinho no lugar de Leozinho. Mas, assim como na primeira etapa, foi o Salgueiro time que começou mais aceso. Tanto que aos cinco minutos teve duas boas chances. Na primeira, Júnior Ferrim cabeceou cruzamento de Tamandaré. Fred tocou na bola que ia entrando quando Édson Borges afastou. Os jogadores do Salgueiro reclamaram, alegando que abola ultrapassara a linha fatal. Na sequência da jogada, Clébson chutou para Fred espalmar.
 
Desta vez a resposta tricolor foi mais rápida. Dênis Marques finalmente deu o ar da graça aos 11 minutos ao acertar um belo chute da entrada da área. Luciano estava bem colocado e espalmou. Com o equilíbrio e a torcida pedindo o atacante Flávio Recife, Zé Teodoro não teve outra alternativa a não ser sucumbir aos apelos. O atacante foi acionado, mas não no lugar do apagadíssimo Paulista e sim no posto do lateral-esquerdo Tiago Costa que saiu vaiado injustamente.

Só aos 23 alguém conseguiu superar a limitação. Peri inverteu o lado e foi para a direita. Fez boa jogada na linha de fundo e cruzou para trás. Fernando Belém recebeu livre de marcação. Mas, como o zagueiro que é, mandou uma bomba por cima da meta. Enquanto isso, o Santa se enrolava cada vez mais nas próprias pernas. Nenhuma das substituições feitas pelo treinador coral surtiram efeito. Aliás, pioraram. A equipe ficou desarticulada, sem jogadas pelos lados do campo e com uma deficiência crônica na cobertura, principalmente pelo lado esquerdo de sua defesa.

Ficha do jogo:

Santa Cruz: Fred; Anderson Maizena (Éverton Sena), Édson Borges, William Alves e Tiago Costa (Flávio Recife); Memo, Sandro Manoel, Leozinho (Renatinho) e Leandro Oliveira; Paulista e Dênis Marques. Técnico: Zé Teodoro.

Salgueiro: Luciano; Marcos Tamandaré, Fernando Belém, Luiz Eduardo e Peri; Dinho, Rodolfo e Vítor Caicó; Clébson (Kássio), Elvis (Edmar) e Júnior Ferrim (Marciano). Técnico: Neco.

Local: Arruda. Árbitro: Emerson Sobral. Assistentes: José Wanderley e Clóvis Amaral..Cartões amarelos: Sandro Manoel e Elvis .
 
Do Blog do Torcedor 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker