Página inicial
 
Mural de recados
25.09 | Freddy Renner
Eu só tô vendo números positivos para o Náutico, com essa parceria. Algum torced ...
25.09 | Severino
Prefeita de Caruaru? Quem tiver notícias dela, ganha um prêmio!!! ...
25.09 | MARCONDES
VAMOS APOIAR E ACREDITAR COM NOVA DIRETORIA, O CENTRAL VAI SE ORGANIZAR, NÁUTICO ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
24/08/2012
11h02 | esportes - CLÁSSICO DOS CLÁSSICOS
SPORT x NÁUTICO > Separados por agosto: Com três vitórias e um empate no mês, Náutico se distanciou na classificação do Sport, que perdeu os cinco duelos
Clique e Confira >>>

 

Do Diario de Pernambuco/Super Esportes 

 
O mês de agosto reservou momentos distintos para Náutico e Sport. Enquanto o Timbu atingiu seu melhor momento na Série A, o Leão não poderia ter alcançado um desempenho pior. Os caminhos foram inversos. O Alvirrubro subiu na tabela, se distanciando do rival, que só fez cair, até chegar à zona de rebaixamento. No domingo, as equipes se enfrentarão. Se cruzam num momento chave da competição. O Náutico tenta se consolidar. O Sport, se recuperar. Pontos valiosíssimos no fechamento do primeiro turno da Série A.

O início da caminhada foi titubeante. Com um elenco em formação, o Náutico oscilou bastante. Em agosto, enfim, encontrou o tão perseguido equilíbrio. A vitória sobre o Santos por 3 a 0 abriu os caminhos. O empate em 0 a 0 diante do Internacional, no Beira-Rio, mostrou que estava no rumo certo. Mas a derrota para o Flamengo logo em seguida foi um alerta: erros são fatais na Série A.

O Náutico aprendeu a lição. E depois dali usou a sua principal arma neste campeonato, os Aflitos. Em casa, atingiu o ápice com uma vitória diante do São Paulo: 3 a 0 incontestável. No jogo seguinte, contra o Bahia, porém, o time atuou com cinco desfalques. E sentiu as ausências. Mas não deixou de lutar. Foi recompensada por isso com uma vitória aos 42 minutos do segundo tempo.

Para os rubro-negros, o mês de agosto agravou consideravelmente a crise que já rondava a Ilha do Retiro. O Leão, que já vinha de uma sequência de quatro partidas sem vencer, entrou em campo cinco vezes, alcançando a “façanha” de não conseguir ponto algum. Pressionado, o então técnico Vágner Mancini testou várias formações, mas o time não respondeu e o treinador perdeu o emprego.

Na Ilha do Retiro ou longe dela, o Sport até conseguiu fazer frente a adversários complicados, mas sofreu com as falhas de seus sistemas defensivo e ofensivo. A chegada de Waldemar Lemos trouxe uma tênue esperança de que agosto possa terminar de maneira diferente para o Leão. Restam os confrontos com o Náutico e com o Flamengo.

 

 

Arte Diario de Pernambuco
 

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker