Página inicial
 
Mural de recados
21.07 | jose arruda
Warley, obrigado pela informação atualizada sobre o Sub 20-2017. A FPF divulgou ...
21.07 | Adalgisio
Warley relembra aquela campanha do central na serie D que o time era comandado p ...
20.07 | Carlos
É verdade patativa é muita decepção, era melhor fechar as portas do que tanta hu ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
19/10/2011
07h16 | esportes - LUTO
LUTO: Morreu, aos 48 anos, o técnico Maurício Simões
CLIQUE e CONFIRA!!!

 

O futebol nordestino perdeu, nesta noite de terça-feira, um grande expoente da beira das quatro linhas. Morreu, aos 48 anos, Maurício Simões, ex-técnico dos times pernambucanos Santa Cruz, Central, Vitória, Vera Cruz e Salgueiro. O ex-treinador sofreu um infarto durante a tarde do último domingo e ficou internado em estado grave em Aracaju. 

Depois dos primeiros socorros no Hospital Primavera, seguiu ao Hospital Cirurgia, onde realizou uma operação longa (de aproximadamente dez horas) e delicada, incluindo aplicação de pontes de safena. Manteve-se desacordado durante os dias de tentativa de recuperação médica.

Segundo a família, Simões teve os primeiros sintomas de dores no peito enquanto dirigia o carro. Conseguiu parar em um posto de gasolina para pedir ajuda. De lá, partiu para o hospital. A cirurgia ocorreu por volta das 15h da segunda-feira, enquanto o falecimento ficou registrado às 22h de ontem. A trágica notícia pegou de surpresa parentes e amigos.

Maurício Simões se tornou figura de peso na região. Apelidado de “Rei do Nordeste”, conquistou 12 títulos estaduais. Destacou-se a partir da década de 90. Faturou três Piauienses com o Picos e seis Sergipanos - três com o Sergipe, três com o Confiança. Foi tricampeão consecutivo em solo paraibano: em 2004, com o Campinense, e em 2005 e 2006, com o Treze. 

Comandou o Santa Cruz durante a Série A do Brasileiro de 2006. Entrou em fase crítica depois do período e amargou resultados inexpressivos. Em 2011, envolveu-se em polêmica, após deixar o Central em excelente fase ao longo do Pernambucano para ir ao Campinense. Ainda treinou o Salgueiro nesta Série B, mas por apenas quatro rodadas.

Matéria do Super Esportes 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker