Página inicial
 
Mural de recados
24.06 | Kaio SGD
Olha nos desfalque só o que poder atrapalhar é o desfalque de Agenor o resto pod ...
23.06 | Antonio
Olha a quantidade de possíveis desfalques que o Central pode ter no jogo, é muit ...
23.06 | Danilo
http://sportv.globo.com/site/programas/ta-na-area/noticia/2017/06/empresario-ilu ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
18/10/2011
21h29 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B: Náutico sofre, mas volta a vencer e está a três vitórias da Primeira Divisão - 4x2 no Vila Nova
CLIQUE e CONFIRA!!!
Faltam três jogos para o Náutico subir para a Primeira Divisão. Fazendo uma boa partida cheia de altos e baixos, o Timbu foi guerreiro para bater o Vila Nova, na noite desta terça-feira, nos Aflitos, por 4 a 2. Se não teve o artilheiro Kieza, suspenso, Derley apareceu e fez dois gols no jogo. Peter e Eduardo Ramos fizeram um, cada. Apesar de não ter marcado, o atacante Rogério, por sua vez, fez a melhor partida dele pelo clube da Rosa e Silva, foi o melhor em campo e saiu aplaudido de pé pela torcida alvirrubra. Com a vitória, o Náutico não só quebrou o jejum de quatro jogos sem vencer, como também voltou a terceira posição com 53 pontos e agora está somente a nove pontos da retornar à elite. No clima da contagem regressiva, o Alvirrubro vai a Salvador enfrentar o Vitória, no próximo sábado.

O jogo começou a mil nos Aflitos. Pressionado pelo jejum de quatro jogos sem vitórias, o Timbu partiu para o abafa desde os primeiros minutos para cima do Vila Nova. Se a escalação apontava um time com cinco meio-campistas e um só atacante, enganou-se quem achou que os alvirrubros seriam defensivos. Com o volante Elton fazendo a função de atacante ao lado de Rogério, o time ficou mais soltou. Nem parecia que o artilheiro do campeonato, Kieza, estava desfalcando o Náutico. Porém, quando o Timbu pressionava e tudo parecia conspirar para um triunfo tranquilo, eis que o Tigre resolveu surpreender. No primeiro ataque goiano, aos 11 minutos, o escanteio cobrado teve a bola foi desviada pela zaga alvirrubra e Roni, debaixo da barra, abriu o placar.

A torcida alvirrubra imediamente respondeu dando apoio ao time. Os gritos e o gol do adversário surtiram efeito positivo aos alvirrubros. Depois de tentar com Elton, Rogério e Derley, aos 23 minutos saiu o gol de empate. O primeiro golaço do Náutico. Cruzamento perfeito de Derley para Peter, que matou no peito e deu de voleio: 1 a 1. Dois minutos depois, a virada. Aírton cobrou falta curtinha para Eduardo Ramos, que puxou o zagueiro e soltou uma bomba de fora da área, de canhota. Golaço. Se já era o bastante para fazer explodir a massa alvirrubra, ainda tinha mais para o primeiro tempo. Aos 42, grande jogada de Rogério, que deu um drible humilhante no zagueiro do Vila e tocou para Derley, que chegou chutando. Fim da louvável primeira etapa para os pernambucanos.

Na volta para o segundo tempo, o Vila Nova voltou disposto a dificultar a vida do Timbu. O técnico Roberto Cavalo sacou um zagueiro e botou o atacante Betinho, ex-Náutico. A mudança surtiu efeito e o atacante, aos cinco minutos, livre na entrada da área soltou uma bomba no cantinho, sem chances para Gideão. Os goianos seguiam melhores e aos 10, Jô cruzou e Henrique, por pouco, não empata. O susto acordou o Náutico. Melhor jogador da partida, Rogério fez mais uma grande jogada e foi derrubado na área. Pênalti, que Peter cobrou no canto e o goleiro Michel Alves foi buscar. Ótima defesa. 

O jogo ficou dramático. Rogério seguia puxando as principais jogadas ofensivas alvirrubras. Aos 15 e aos 20 chutou com força para duas boas defesas de Michel Alves. O Vila, apesar de ter o então pior ataque da Série B, seguia assutando, mesmo que com pouca eficiencia. Aos 26, o alívio para a torcida alvirrubra. Adílson fez falta dura em Derley, tomou o segundo amarelo e foi expulso. Ainda deu tempo para, aos 34, Derley fazer o gol que sacramentou a vitória. Bola cruzada na área, a zaga do Vila cortou mal, a bola sobrou nos pés do volante, que soltou a bomba para o gol: 4 a 2.

Ficha do jogo

Náutico 4

Gideão, Peter, Marlon, Ronaldo Alves, Aírton, Everton, Elicarlos, Derley e Eduardo Ramos (Moisés); Rogério (Philip) e Elton (Lennon).
Técnico: Waldemar Lemos.

Vila Nova 2
Michel Alves; Henrique, Ben-Hur (John Lennon) e Gabriel; Victor Ferraz, Adílson, Ricardinho (Betinho), David e Túlio Souza; Roni (Bergson) e Jô.
Técnico: Roberto Cavalo

Local: Estádio dos Aflitos, no Recife.
Árbitro: Charles Ferreira (AL). 
Assistentes: Pedro de Araújo (AL) e Otávio Neto (AL).
Gols: Derley (2), Peter e Eduardo Ramos (N); Roni (VN)
Cartões amarelos: Derley, Aírton, Elicarlos (N); Adílson, Gabriel Ben-Hur (VN)
Cartão Vermelho: Adílson
Público: 13.554
Renda: R$ 73.830

.
 
 
 
eXTReMe Tracker