Página inicial
 
Mural de recados
21.07 | jose arruda
Warley, obrigado pela informação atualizada sobre o Sub 20-2017. A FPF divulgou ...
21.07 | Adalgisio
Warley relembra aquela campanha do central na serie D que o time era comandado p ...
20.07 | Carlos
É verdade patativa é muita decepção, era melhor fechar as portas do que tanta hu ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
09/08/2011
10h29 | esportes - CLÁSSICO DOS CLÁSSICOS
CLÁSSICO DOS CLÁSSICOS: Nos últimos cinco anos, cinco treinadores foram demitidos após o encontro de Náutico e Sport no Brasileiro
Clique e Confira.

Redação Giro dos Esportes, do Super Esportes 

Uma coincidência tem marcado o Clássico dos Clássicos no Campeonato Brasileiro. Desde 2006, inevitavelmente o técnico de algum rival perde o emprego após um desses encontros. O tom da sina - ou maldição - que começou alvirurbro passou a ser rubro-negro nos últimos anos. A partir da queda de Emerson Leão em 2009. Os ex-alvirrubros Paulo Campos, Paulo César Gusmão e Leandro Machado o antecederam. Mazola Júnior chega numa situação muito semelhante à de Cerezo no ano passado: estreante e pressionado. Aquele foi o primeiro clássico de Cerezo em Pernambuco. O desta terça-feira será o primeiro de Mazola, que tenta afastar a pressão com otimismo.

No retorno da delegação rubro-negra após a derrota para o Boa Esporte, em Minas Gerais, Mazola se disse tranquilo e ainda mandou um recado ao rival. A declaração repercutiu: "O Leão está ferido, morto não. Agora o jogo será na jaula." A confiança ganha respaldo nos números. Apesar do aproveitamento inferior ao do antecessor Hélio dos Anjos, o ex-interino contabiliza três vitórias e apenas um empate em quatro jogos na Ilha do Retiro.

A força do estádio rubro-negro é a carta na manga do ex-interino. Uma vitória do Sport deve dar sobrevida ao já questionado Mazola. Derrota, ou até mesmo empate, a depender das circunstâncias, deverão confirmar a sina dos últimos cinco anos.

Outra coincidência em relação ao clássico que determinou a queda de Cerezo é a situação confortável do técnico alvirrubro. Waldemar Lemos chega em momento parecido ao vivenciado por Alexandre Gallo, ano passado. Ainda mais incontestável, pode-dizer. Bastante questionado ao ser anunciado para substituir Roberto Fernandes, Waldemar tem calado os críticos.

Não é injusto tratá-lo como principal responsável pela boa campanha do Náutico nesta Série B. Ele tem tirado o máximo de cada jogador. Além disso, tem sido hábil para contornar os problemas financeiros do clube, sendo capaz de fazer o time render mesmo com os rotineiros atrasos de salário. Isso sem falar na ausência dos reforços. Nenhum resultado será capaz de abalar a situação do técnico alvirrubro. Já Mazola depende diretamente de um dos três possíveis.

As cinco vítimas

21/10/2006 - Paulo Campos
Sport 2 x 0 Náutico
No ano em que voltaram juntos à Serie A, os rivais deram início à maldição dos técnicos demitidos após o Clássico dos Clássicos.Em sua melhor fase no Sport, Fumagalli marcou os dois gols da vitória rubro-negra. O técnico alvirrubro Paulo Campos, que já vinha sendo alvo de críticas pela torcida, não resistiu à derrota para o rival e acabou demitido, dando lugar a Hélio dos Anjos.

28/6/2007 - PC Gusmão
Sport 4 x 1 Náutico
Os dois times estavam em situação delicada na Série A. A vitória impulsionou o Leão para o distanciamento da zona de rebaixamento. O resultado teve efeito contrário para o Náutico, que demitiu o técnico PC Gusmão e cinco jogadores: Marcel, Gléguer, Baiano, Cris e Beto.

13/7/2008 - Leandro Machado
Náutico 0 x 2 Sport
Carrascos do Náutico, o atacante Carlinhos Bala e o zagueiro Durval marcaram os gols que levaram o Sport à vitória e, consequentemente, fizeram a diretoria alvirrubra a demitir o técnico Leandro Machado na ressaca pela derrota.

26/7/2009 - Emerson Leão
Sport 3 x 3 Náutico
Após o empate na Ilha do Retiro, a diretoria do Sport demitiu o técnico Emerson Leão. A saída, porém, teve como estopim o choque do treinador com os dirigentes relacionado ao interesse rubro-negro em Marcelo Ramos. A cúpula leonina, porém, destacou na época que a decisão também levou em consideração os resultados em campo.

07/08/2010 - Toninho Cerezo
Náutico 1 x 1 Sport
Depois de um breve início animador, Toninho Cerezo chegou ao seu primeiro clássico pressionado pela campanha medíocre à frente do Sport. O empate foi o motivo que a diretoria rubro-negra esperava para ir buscar Geninho, demitido seis meses depois após uma derrota em outro clássico, o das Multidões, contra o Santa Cruz.


...
 
 
 
eXTReMe Tracker