Página inicial
 
Mural de recados
18.10 | MARCOS LEITE
É VERDADE PAULO RICARDO, DIRETORIA VAI ARRUMAR A KSA, ISSO NÃO PODE SER FEITO DA ...
18.10 | Paulo R
! Antônio, amigo a nova diretoria só faz 15 dias que assumiu o club e vc pergunt ...
17.10 | Antonio do Salgado
Sim entrou uma nova diretoria conversa bonita danada, reformaram a concentraçao ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
14/06/2011
21h45 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B: Náutico bate o Salgueiro por 2 a 0, no Ademir Cunha
Clique e confira!
Em um jogo nervoso onde qualquer falha poderia ser fatal, o Náutico soube aproveitar dois vacilos do adversário e acabou batendo o Salgueiro por 2 a 0, nesta noite de terça-feira no estádio Ademir Cunha, em Paulista. Os gols da partida surgiram apenas no segundo tempo. Kieza marcou o primeiro e Eduardo Ramos, cobrando pênalti, fechou o marcador para os alvirrubros.


Com o resultado, o Náutico passa a somar 8 pontos na tabela de classificação e se aproxima um pouco mais do G-4, a zona de classificação para a Série A do Brasileiro. Já o Salgueiro continua com os mesmos 5 pontos e, agora, bem próximo da zona de rebaixamento à Série C nacional. Na próxima rodada, o Timbu vai enfrentar o Paraná Clube e não contará com o volante Derley expulso na partida de hoje. Já o Salgueiro vai encarar o Goiás sem o meia Clébson, que também recebeu um cartão vermelho.

O jogo – Quando a bola começou a rola a estratégia traçada pelo técnico do Náutico, Waldemar Lemos ficou bem clara: diminuir os espaços no meu campo para provocar o erro do adversário. Para isso trouxe sua equipe com três volantes: Everton, Elicarlos e Derley. O treinador alvirrubro sabia da velocidade do adversário do meio para frente. E foi assim, jogando rápido, que o Salgueiro chegou com perigo logo com três minutos de jogo. Depois de uma falta pela direita, a bola foi alçada na área, Fabrício Ceará desviou para Henrique cabecear raspando à trave de Glédson.

O Náutico respondeu dois minutos depois com uma cruzamento de Eduardo Ramos fechado que a zaga cortou para escanteio. E teve, aos 7 minutos, uma chance claríssima no pés de Rogério. O atacante aproveitou a indecisão da zaga do Carcará, invadiu a área e na hora do chute foi prensado.

Porém, com o jogo truncado pelo meio e repleto de passes errados, a partida caiu demais de ritmo depois dos 20 minutos inicias.  Assim, o jogo ficou burocrático, chato e sem emoção. A melhor chance do primeiro tempo aconteceu aos 38 minutos e foi do Náutico. E é claro que surgiu em um vacilo da zaga do Salgueiro. A bola sobrou para Peter, na direita, invadir a área e chutar cruzado para fora.

Etapa final – Foi o Salgueiro quem tomou a iniciativa da partida. O Carcará voltou implantando mais velocidade no jogo, mas foi o Timbu quem teve a primeira chance. Aos 5 minutos Kieza chutou forte, da entrada da área, com muito perigo. Aí os vacilos começaram a entrar em campo. Eduardo Ramos perdeu uma bola na intermediária e, aos 9 minutos, o baixinho Clébson ligou o contra-taque enfiando uma excelente bola para Fágner. O atacante entrou em velocidade na área e chutou cruzado para fora.

De morgado no primeiro tempo, o jogo cresceu em emoção na etapa final. Aos 11 minutos, Rogério dominou bola dentro da área e chutou forte. O goleiro Marcelo defendeu em dois lances praticamente em cima da linha evitando o que seria o primeiro gol alvirrubro. Mas, não demorou para o Náutico abrir o placar. Aos 18 minutos, depois de uma falha da defensiva do Salgueiro, Eduardo Ramos tocou de cabeça para kieza, que invadiu a área e chutou cruzado no canto direito de Marcelo para abrir o marcador. 1 a 0.

O Náutico se intimidou e foi para cima. Eduardo Ramos perdeu uma boa chance aos 21 minutos e, aos 27, o lateral-esquerdo Piauí puxou Peter na área. Pênalti para o Náutico muito bem marcado pelo árbitro candango Wilton Sampaio. Eduardo Ramos cobrou com categoria, rasteiro e no canto esquerdo de Marcelo. Náutico 2 a 0. Em meio a comemoração do gol, o volante Derley, que já tinha o amarelo, chutou a placa de publicidade recebeu o segundo amarelo e foi expulso por atitude anti-desportiva.

O Salgueiro tentou ir para o ataque em busca de diminuir o marcador, mas encontrava duas dificuldades: uma defesa alvirrubra bem postada e um nervosismo incrível dos seus atacantes. Assim, a partida ficou fácil para o Náutico administrar até o apito final. Aos 47 minutos, Neno derrubou Juninho Cearense na área. Pênalti para o Salgueiro. Fágner cobrou muito mal e a bola foi por cima do travessão.

Ficha do Jogo

SALGUEIRO
Marcelo; Tamandaré, Alemão, Henrique e Piauí (Juninho Cearense); Josa (Edmar), Pio, Mateus e Clébson; Fágner e Fabrício Ceará. Técnico: Neco.

NÁUTICO
Glédson; Peter, Marlon, Ronaldo Alves e Airton; Everton, Elicarlos, Derley e Eduardo Ramos (Neno); Keiza (Elton) e Rogério (Philip). Técnico: Waldemar Lemos.

Local: Estádio Ademir Cunha (Paulista). Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF).  Assistentes: Albert Júnior (PE) e Clóvis Amaral (PE). Gols: Kieza e Eduardo Ramos (N). Cartões Amarelos: Alemão, Marcelo, Piauí, Clébson e Fabrício Ceará (S); Ronaldo Alves, Derley e Rogério (N). Cartão Vermelho: Clébson (S); Derley (N). Público: 9.714 (total) Renda: R$ 75.140,00

Do Super Esportes 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker