Página inicial
 
Mural de recados
24.05 | Antonio
Araújo pedindo 400,000 R$ pro Central !!! Isso é um absurdo, o cara jurou amor a ...
23.05 | Central de coraçao
Eu nao tou entendendo mais nada dessa direçao , a parceria com o las vegas foi d ...
23.05 | Ze ligado
Mas não é com esse ataque de nervos com azul que é um dos piores jogadores que ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
16/05/2011
23h14 | esportes - PERNAMBUCANO 2011
PERNAMBUCANO 2011: Goleiro Tiago Cardoso é o craque do estadual 2011. Confira a seleção do campeonato!
Clique e confira!
Do pe360 graus 
 
Um dia após levantar o título de Campeão Pernambucano, o Santa Cruz voltou a festejar. Desta vez, a comemoração foi na 9ª edição do Troféu Lance Final, que aconteceu nesta segunda-feira (16), no Teatro da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Além de ter o craque da competição, o goleiro Tiago Cardoso, o Tricolor foi maioria na seleção do Estadual.

O Santa Cruz teve seis jogadores na Seleção do Pernambucano. Completaram o time dois jogadores do Sport, um do Náutico, um do Porto e um do América A equipe coral ficou ainda com o prêmio do Gol do Povo, conquistado por Gilberto.

Ouro destaque da noite foi o atacante Paulista, que defende o Porto e assinou contrato com o Sport. Ele também ficou com três troféus: artilheiro, jogador revelação e atacante da seleção do Pernambucano.

TROFÉU LANCE FINAL
O primeiro prêmio da noite homenageou o presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Carlos Alberto Oliveira. Ele está no comando da FPF desde 1994 e esteve à frente de todos os recordes que o Campeonato Pernambucano atingiu este ano.

O Estadual de 2011 foi de fato especial para Pernambuco e para o Brasil. Foram nos estádios pernambucanos que as torcidas bateram todos os recordes. Com mais de 1 milhão de torcedores, o Pernambucano deste ano ganhou destaque na mídia nacional. Além disso, esta edição entra para a história como a mais emocionante.

Como forma de reconhecimento pelo desempenho, Carlos Alberto Oliveira recebeu o troféu das mãos do diretor regional da Globo Nordeste, Celso Coli. “Quero agradecer e como forma de agradecimento a essa empresa amiga, correta, leal do futebol pernambucano, quero anunciar que o nome do troféu do próximo campeonato será Troféu Globo Nordeste”, disse.

TROFÉU J. RAPOSO
A segunda homenagem da noite foi para o técnico Reynaldo Nikita, campeão brasileiro e sulamericano de natação e responsável por formar atletas há 40 anos. Ele recebeu o Troféu Jota Raposo, que leva o nome do idealizador da festa, das mãos das nadadoras Etiene Medeiros e Adriana Salazar. “Quero agradecer essa homenagem sincera e dizer que lutamos desde 1961. Ou seja, há 50 anos. Agora, desde 1971 luto como técnico, enfrentando muitas dificuldades”, afirmou.

GOL DO POVO
A disputa pelo gol mais bonito do Campeonato Pernambucano foi vencida pelo Santa Cruz. Ao todo foram 362 gols durante todo o Campeonato. E a escolha foi dura. Durante quatro meses, mais de 100 mil pessoas votaram pela internet e pelo telefone. E o grande vencedor foi o atacante coral Gilberto, com o gol marcado contra o Porto, com 42,6% dos votos.

ARTILHEIRO
O quarto prêmio da noite já não era surpresa. Com 15 gols anotados, o atacante do Porto, Paulista, foi o artilheiro do Campeonato Pernambucano e faturou um título para o interior. Ele subiu ao palco acompanhado da prima para receber o troféu.

REVELAÇÃO
Logo em seguida, Paulista voltou ao palco para receber mais um prêmio. Agora, como jogador revelação do Campeonato Pernambucano. Ao receber o troféu, Rembrandt Júnior lembrou que o atacante foi gandula na Ilha do Retiro e hoje se tornou um dos principais jogadores da competição.

ARBITRAGEM
A difícil tarefa de apitar um jogo de futebol também valeu prêmios. O Troféu Lance Final elegeu como o melhor árbitro da competição Emerson Sobral. Os melhores assistentes foram: Erich Bandeira e Ubirajara Ferraz. O trio recebeu o prêmio das mãos do ex-árbitro da Fifa, Sebastião Rufino.

SELEÇÃO
Um dos prêmios mais aguardados da noite foi justamente a formação da seleção do Campeonato Pernambucano. E o Santa Cruz foi maioria na lista. Os melhores da competição foram eleitos por um time de cronistas desportivos do estado. A formação foi a seguinte:

Goleiro: Tiago Cardoso (Santa Cruz)
Lateral-direito: Roma (América)
Zagueiros: Leandro Souza e Thiago Cardoso (Santa Cruz)
Lateral-esquerdo: Renatinho (Sana Cruz)
Volantes: Hamilton (Sport) e Everton (Náutico) 
Meias: Marcelinho Paraíba (Sport) e Weslley (Sana Cruz)
Atacantes: Gilberto (Santa Cruz) e Paulista (Porto)

TÉCNICO
E para comandar essa seleção de craques, o melhor treinador do Campeonato. O título ficou com Zé Teodoro, responsável por formar e liderar o Santa Cruz na conquista do Pernambucano, título que o clube não levantava desde 2005. Com um orçamento apertado e a dificuldade de disputar uma Série D, o treinador conseguiu garimpar talentos e reinventar a categoria de base coral.

CRAQUE
O último prêmio da noite também foi o mais aguardado: o de Craque do Pernambucano. Além do troféu, o vencedor levou para casa um carro 0km. E mais uma vez brilharam as cores vermelha, branca e preta e o título ficou com o goleiro Tiago Cardoso.

Ao todo, foram 24 jogadores – dois de cada time – escolhidos numa votação popular pela internet e por urnas da Rede Globo Nordeste que percorreram cidades do interior representadas na competição. Após 80 mil votos, a lista com os selecionados foi entregue a uma seleção de cronistas que escolheram o vencedor. 

Feliz e nervoso ao mesmo tempo, o goleiro comemorou muito a indicação. “Estou tremendo. É mais fácil com 60 mil no Arruda, mas quero agradecer muito. Como jogador do Santa Cruz é até difícil falar isso, mas recebi muito apoio também dos torcedores do Sport e do Náutico e isso me deixou muito feliz. Meus companheiros e algumas pessoas na rua diziam que eu seria craque, mas eu só acreditei agora com o troféu nas mãos”, afirmou o goleiro.

MÚSICA
O futebol que tanto desperta paixões também foi imortalizado fora dos gramados. O esporte mais popular do País inspirou músicas que ultrapassaram os limites dos estádios. E elas não poderiam ficar fora da festa do Troféu Lance Final.

A primeira a subir no palco é considerada um craque. No piano. Krystal do Espírito Santo executou o hino de Pernambuco. A partir daí, o futebol tomou conta dos microfones. O vocalista Canibal foi de ‘Eu quero ver gol”; seguido por Gerlane Lops com “Gol anulado”, Maciel Melo com “Siri jogando bola”, Ortinho com Umbararauma”, de Jorge Benjor, e Geraldo Maia com “O futebol”. A orquestra regida pelo Maestro Spok fechou a noite com “Fio maravilha”, também de Jorge Benjor.

.
 
 
 
eXTReMe Tracker