Página inicial
 
Mural de recados
29.04 | Paulo alvinegro
Gostei muito da contratação de Marcelo bonan excelente goleiro. ...
28.04 | Antonio
Esse Danilo Costa parece ser um monstro na zaga ...
28.04 | Anderson
Esse zagueiro Danilo parece ser um bom jogador para a nossa PATATIVA!!!! ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
16/05/2011
01h21 | esportes - PERNAMBUCANO 2011
PERNAMBUCANO 2011: Estadual 2011, uma edição entre as maiores
Clique e confira!
Do Blog de Cássio Zirpolli

Santa Cruz, campeão pernambucano de 2011. Foto: Helder Tavares/Diario de Pernambuco

De 13 de janeiro a 15 de maio. Começo, meio e fim.

Foi um campeonato emocionante, além do que se esperava. Teve de tudo…

Começou com apagão, que se repetiu na última rodada, diga-se. Também teve tapetão, pagamento de dívida de “boi”, denúncia de suborno, briga insana pelo hexacampeonato, redenção de um clube popular e muita gente nas arquibancadas.

No desfecho, o maior público do ano no país. Com os 62.243 torcedores no decisivo Clássico das Multidões, o total chegou a 1.230.993 pessoas.

Número mais que expressivo. É, na verdade, um recorde na história do futebol pernambucano. Em 144 partidas, média de 8.548 torcedores, a maior do Brasil.

A arrecadação apenas com o borderô chegou a R$ 12.542.408. Outras receitas entraram na conta, como verba de televisão (Globo), patrocínio oficial (Coca-Cola) etc.

O campeonato pernambucano, tido como deficitário, se mostrou rentável, vivo, atrativo.

A qualidade técnica ainda não foi a desejada. Afinal, não temos representante algum na elite nacional. Porém, a organização mostrou que é possível sonhar com isso.

A edição de 2011 já está na história como uma das mais acirradas, desejadas, brigadas.

Ao campeão Santa Cruz, o mérito de derrubar os rivais com folhas milionárias. Juntos, rubro-negros e alvirrubros gastaram R$ 8 milhões com salários nesses quatros meses.

A modesta folha coral, de R$ 350 mil e bem montada com a prata da casa, garantiu um troféu que jamais será esquecido. Sorte de quem acompanhou de perto, in loco.

No campeonato do “hexa”, ganhou o povo. De todas as cores…

Pernambucano 2011, final: Santa Cruz 0x1 Sport. Foto: Gil Vicente/Diario de Pernambuco


.
 
 
 
eXTReMe Tracker