Página inicial
 
Mural de recados
21.06 | Zezé
Tem muita gente animado rumo ao larcedao avante central ...
21.06 | Ze ligado
Warley onde estão vendendo a rifa do carro para ajudar? ...
21.06 |
Espero que a diretoria reveja esse preço dos ingressos, pois se for esse mesmo p ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
14/05/2011
19h10 | esportes - PERNAMBUCANO 2011
PERNAMBUCANO 2011: Seja tricolor ou rubro-negro, título deste domingo vai para a história
Clique e confira!
Agora não há mais espaço para analisar o que passou, recuperar os contundidos e dizer que o árbitro fez isso ou aquilo. Depois do apito final de Sálvio Spínola Fagundes Filho só em 2012. Por isso, Santa Cruz e Sport trazem seus 25 jogos anteriores no Campeonato Pernambucano para dentro do Arruda, neste domingo (15), a partir das 16h. Todos os erros precisam ser corrigidos. Os acertos, mais afiados. Do contrário, o adversário é quem vai ficar com a taça.

Taça que tem significados bem diferentes para os dois clubes. Para os tricolores, seria uma espécie de renascimento. Afinal, na última vez em que foi campeão estadual o time do Arruda subiu de divisão no mesmo ano - Série B para a Série A. Agora, no inferno da Série D, uma nova conquista daria o impulso necessário para começar a voar alto nacionalmente.

Para o Sport é impossível que ninguém ainda não saiba o que seria uma conquista. Com os cinco campeonatos conquistados anteriormente, o Leão igualaria o único feito que não detém no futebol do Estado: o de maior sequência de títulos. Esta pertence ao Náutico e atende pelo nome de hexacampeonato.

Com o cardápio posto, vale agora ressaltar o panorama em que se encontram os dois times. O primeiro capítulo desta decisão foi escrito no último domingo (8), na Ilha do Retiro e o Santa largou com boa vantagem. Gilberto e Landú marcaram os gols da vitória por 2x0. Por isso, os corais podem até perder por um gol de diferença e ainda assim, festejarem o que pode ser seu 25º Pernambucano.

Como consequência direta, o prejuízo é grande para o Sport. Precisa vencer por dois gols de diferença a partir de 3x1 (4x2, 5x3, etc.). Se devolver o mesmo placar ao adversário, a definição vai para os pênaltis, da mesma forma que cinco anos atrás venceu o próprio Santa, só que na Ilha - foi a última vez em que ambos encontraram-se numa final.

ESTATÍSTICA - Agora chegou a vez dos números. E eles favorecem os corais, aliás com boa vantagem. No atual campeonato, o tricolor do Arruda sequer tomou gol de seu quase centenário rival. Nos três jogos anteriores, o placar se repetiu: 2x0. No jogo de ida, no José do Rego Macial, Renatinho e Thiago Cunha garantiram a vitória. O segundo round foi no Adelmar da Costa Carvalho e Gilberto, duas vezes, definiu a partida. O terceiro encontro foi o primeiro da decisão, citado algumas linhas atrás.

Também pesa em favor do Santa - e obviamente contra o Sport - o péssimo desempenho dos rubro-negros como visitantes. Foram parcos 30% de aproveitamento. Mas nem tudo são espinhos para os lados da Ilha. O retrospecto recente do Santa em finais decididas em seu campo é fraco desde a virada do século. Em 2001, 2002 e 2004, o segundo jogo da decisão foi no Mundão e nas três oportunidades os donos da casa viram os visitantes fazerem a festa. Nas três vezes o autor da façanha foi o Náutico, tendo sido a última delas (2004) sob o comando de Zé Teodoro, hoje no banco vermelho, preto e branco.
 
Do Blog do torcedor

.
 
 
 
eXTReMe Tracker