Página inicial
 
Mural de recados
21.04 | Paulo alvinegro
Aleluia,aleluia a paz voltou ao central será mesmo vamos aguardar. ...
21.04 | Manoel
AGORA VAI GERA UMA NOVA PESPEQUITIVA NO CENTRAL COM A UNIÃO DA DIRETORIA, SÓ NÃO ...
20.04 | Manoel
Agora não há mais tempo para fazer mudanças acho que Lucius foi o pior president ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
29/04/2011
00h23 | esportes - PERNAMBUCANO 2011
PERNAMBUCANO 2011: Suposto suborno vira caso de polícia
Clique e confira!

O genro do vice-presidente de futebol do Sport Severino Otávio (Branquinho), Daniel Eufrásio, prestou queixa na delegacia de Boa Viagem, no fim da tarde de ontem, contra o vice-presidente de futebol do Náutico, Toninho Monteiro. Segundo o boletim de ocorrência, Daniel teria sido agredido fisicamente e ameaçado pelo dirigente alvirrubro no estacionamento do Restaurante Famiglia Giuliano, por volta das 15h. À noite, Daniel foi ao Instituto de Medicina Legal (IML) para se submeter ao exame de corpo de delito.

No boletim de ocorrência, que tem a filha de Branquinho (Flávia Monteiro) como testemunha, não é mencionado o nome do pai do meia Eduardo Ramos. Na delegacia, Daniel Eufrásio disse apenas que havia almoçado na companhia de sua esposa e de mais uma terceira pessoa, e que preferia manter a identidade dela em sigilo. Agora, caberá ao delegado titular de Boa Viagem, João Gustavo Godoy, abrir um inquérito para investigar o caso e intimar os envolvidos para depôr em um prazo médio de 30 dias.

Toninho Monteiro se defendeu, ontem à noite, dizendo não ter agredido fisicamente Daniel, nem o ameaçado. O vice de futebol do Náutico garantiu que tem testemunhas para amparar sua versão na polícia. “Eu sabia que eles (Daniel e o pai do meia) estavam reunidos, pois o pai de Eduardo Ramos havia me avisado. Mesmo assim, fiz um teatro para mostrar espanto com aquele encontro. Falei apenas que aquilo era um absurdo, mas não agredi ninguém. Tenho testemunhas disso, pois estávamos em um local público”, garantiu. “Ele deve ter pedido para outra pessoa bater nele antes de ir ao IML fazer o exame de corpo de delito para tentar criar uma história que não existe”, completou.

O vice-presidente de futebol alvirrubro confessou um certo temor com a sua integridade física a partir de agora e prometeu entrar na Justiça contra Daniel Eufrásio. “Eu vou processar esse cidadão, pois ele não pode me acusar de algo que não fiz. Quero ver ele provar alguma coisa contra mim”, completou Toninho.

Confira vídeo amador em que Toninho Monteiro teria encontrado Daniel Eufrásio e sua esposa na saída do restaurante Famiglia Giuliano:

 

 Do Blog do Torcedor


.
 
 
 
eXTReMe Tracker