Página inicial
 
Mural de recados
24.06 | Kaio SGD
Olha nos desfalque só o que poder atrapalhar é o desfalque de Agenor o resto pod ...
23.06 | Antonio
Olha a quantidade de possíveis desfalques que o Central pode ter no jogo, é muit ...
23.06 | Danilo
http://sportv.globo.com/site/programas/ta-na-area/noticia/2017/06/empresario-ilu ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
24/04/2011
18h14 | esportes - Pernambucano 2011
PERNAMBUCANO 2011: Santa Cruz sai na frente do Porto: 2x1
Tricolor vence o Gavião e está a um empate da final

O Santa Cruz deu um passo importante para chegar à final do Pernambucano Coca-Cola depois de cinco anos. A equipe coral teve um início arrasador contra o Porto, com dois gols em três minutos, e venceu a primeira partida da semifinal por 2 a 1, na tarde deste domingo, no estádio Luiz Lacerda, em Caruaru.

Com o resultado, os tricolores do Recife jogam por um empate no Arruda para se garantirem na final. Uma derrota por 1 a 0 ainda dá a vaga ao Santa Cruz, um novo 2 a 1 para o Porto levaria a decisão para pênaltis e vitórias por 3 a 2, 4 a 3, em diante, também dariam a vaga aos caruaruenses pelo número de gols marcados fora.

O JOGO

Avassalador. É o mínimo que se pode dizer do início do Santa Cruz na partida. A equipe precisou de apenas 48 segundos para abrir o placar. O armador coral Weslley cobrou um escanteio, a zaga afastou e o volante Memo, de cabeça, recolocou a bola na fogueira. Então o zagueiro Thiago Matias apareceu na pequena área e, com um toque leve, tirou de Mondragón.

Pouco depois, em nova investida certeira, Landu recebeu de Weslley na ponta esquerda e cruzou. A defesa rebateu mal a bola e Renatinho entrando pelo meio ficou com ela, de frente para Mondragón. O lateral tocou por baixo do goleiro do Porto e ampliou aos 3 minutos. 2 a 0.

Surpreendido com os gols-relâmpago, o Porto tentou reagir, mas tinha dificuldade porque os seus dois principais jogadores, o meia Thiago Laranjeira e o atacante Paulista, estavam marcados individualmente por Memo e Everton Sena, respectivamente.

E a pressão coral não parou por aí. Gilberto recebeu nas costas da defesa aos nove minutos e tentou encobrir Mondragón, sem sucesso. Pouco depois, Renatinho recebeu de Gilberto e bateu. Mondragón defendeu e deu rebote para o artilheiro coral, que chutou em cima do arqueiro.

Só aos 16 minutos o Porto chutou ao gol, numa cobrança de falta de Sandro Miguel. A primeira grande chance aconteceu aos 18 minutos, com Naldinho, que recebeu livre no bico da pequena área coral e bateu cruzado para fora. Minutos depois, Baiano também assustou a torcida coral com uma arrancada do meio de campo interrompida apenas dentro da grande área por Memo na hora do chute.

O Santa Cruz ainda teve uma chance de fazer o segundo no fim do primeiro tempo, com Weslley, que recebeu de Landu e bateu no cantinho. A bola resvalou num defensor caruaruense e foi a escanteio.

PORTO REAGE

O segundo tempo começou com equilíbrio entre as duas equipes. O Porto em busca de diminuir e o Santa Cruz querendo aumentar a vantagem. Sandro Miguel arriscou de falta e Landu chutou do bico de fora da área, ambos mandando por cima. Gilberto não aproveitou uma jogada em que se viu no mano a mano com o zagueiro Sandro Miguel, aos 9.

Foi então que o artilheiro do Campeonato Pernambucano apareceu decisivamente. Primeiro, ele soltou um forte chute cruzado da esquerda e o goleiro Tiago Cardoso levou a melhor, com uma ótima defesa. Mas aos 15 minutos, numa ótima jogada coletiva, Douglas e Paulista saíram de frente para o gol e o chute do primeiro terminou virando um passe para o atacante, que tocou com a barra livre, fazendo 2 a 1. Alguns jogadores do Santa Cruz pediram impedimento de Paulista.

A reação tricolor foi rápida. Gilberto entrou na grande área pela esquerda e tocou para Renatinho, que enganou dois zagueiros e chutou em cima de Mondragón.

Porém o Porto chegou ainda mais perto do segundo, novamente com Paulista. Ele entrou pela direita e soltou um petardo defendido com uma mão só por Tiago Cardoso, mas que por pouco não entrou no gol, evitado por Leandro Souza debaixo da trave, aos 21 minutos. Lance sensacional.

Em cima do Santa, o Porto balançou as redes aos 25 minutos com Sandro Miguel, mas a arbitragem invalidou o lance por impedimento, num lance polêmico. Os jogadores do Porto reclamaram que a posição era legal.

O Santa Cruz ainda teve uma boa chance com Mário Lúcio, livre, dentro da grande área do Porto, e outros dois chutes de longe, de Memo e Mário Lúcio. Mas o placar permaneceu apontando a vitória por 2 a 1.

CRAQUE - O goleiro Tiago Cardoso foi eleito o craque da partida pelos internautas que acompanharam a cobertura do jogo em tempo real no Placar NE10. Ele recebeu 38% dos votos. O segundo lugar foi Renatinho, com 29% da votação. Atrás deles, vieram alguns jogadores empatados com 5%, entre eles Paulista, Gilberto, Thiago Laranjeira e Weslley.

FICHA DO JOGO

PORTO - Porto: Mondragon; Baiano, Marivaldo, Sandro Miguel e Altemar; Naldinho, Hélder (Lalá), Thiago Laranjeiras (Evandro) e Douglas; Kiros e Paulista.

SANTA CRUZ - Tiago Cardoso, Cleber Goiano, Thiago Matias, Leandro Souza, Renatinho; Everton Sena (André Oliveira), Jeovânio, Memo e Weslley (Weslley); Gilberto e Landu (Mário Lúcio).

Local: Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru. Árbitro: Émerson Sobral. Assistentes: Gleydson Leite e Aldir Pereira. Assistentes-auxiliares: Sebastião Rufino Filho e Eduardo Alcântara. Gols: Thiago Matias, aos 48 segundos, e Renatinho, aos 3 minutos do primeiro tempo; Paulista, aos 15 do segundo. Cartões amarelos: Evandro, Baiano, Douglas, Naldinho e Helder (P); Leandro Souza, Thiago Matias e Éverton Sena (S). Público: 9.353. Renda: R$ 118.500.

Do Blog do Torcedor 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker