Página inicial
 
Mural de recados
21.04 | Paulo alvinegro
Aleluia,aleluia a paz voltou ao central será mesmo vamos aguardar. ...
21.04 | Manoel
AGORA VAI GERA UMA NOVA PESPEQUITIVA NO CENTRAL COM A UNIÃO DA DIRETORIA, SÓ NÃO ...
20.04 | Manoel
Agora não há mais tempo para fazer mudanças acho que Lucius foi o pior president ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
16/04/2011
10h37 | esportes - PERNAMBUCANO 2011
(PERNAMBUCANO 2011) -> Clássico dos Pendurados
Juntos, Náutico e Sport têm 16 atletas com dois cartões amarelos
Não era o que todos imaginavam para a última rodada do PE2011 quando a tabela foi divulgada e nela constava um clássico entre Náutico e Sport. O que todos esperavam ou torciam era uma partida cercada de emoção, que poderia definir o destino das equipes na competição. Foi quase isso. Na rodada passada, uma parte das expectativas foi aplacada pela classificação antecipada dos quatro times para as semifinais. Sobrou a definição pelos confrontos na etapa seguinte do Estadual. E o risco de perder jogadores para a próxima fase.

Uma ponta de emoção, se comparada àquilo que todos imaginavam. Cada um dos times tem sua particularidade para este clássico. O Sport, por exemplo, deve mandar a campo um time misto. O motivo são os vários jogadores “pendurados” com dois cartões amarelos. Como as punições não são zeradas para a fase seguinte, o técnico Hélio dos Anjos não vai querer se arriscar a mandar peças importantes do time a campo.

Hélio dos Anjos não quis confirmar e até realizou um treino secreto para esconder o que está planejando. Mas não deve mandar a campo o zagueiro Alex Bruno, o volante Hamilton, o meia Marcelinho Paraíba e o atacante Bruno Mineiro. Esta é a tendência. Os reservas Montoya, Fabrício e Germano também estão pendurados. Podem jogar até mesmo porque o grupo rubro-negro não é tão grande.

O Náutico enxerga o duelo como oportunidade de retomar a confiança do torcedor, abalada após a goleada sofrida diante do Vasco, pela Copa do Brasil. “Veio em boa hora”, declarou o volante Derley. Outro combustível para o Timbu é a longa briga com o Santa Cruz para encerrar a primeira fase como líder e largar na frente para decidir as finais nos Aflitos. Vencer o Sport e torcer por tropeço dos corais são as metas. Os alvirrubros possuem os mesmos 44 pontos dos tricolores, mas têm uma vitória a menos.

Entretanto, o técnico Roberto Fernandes garantiu mesclar o time principal com reservas. Até porque o Náutico tem nove atletas pendurados. Entre o total, vários titulares, como o lateral esquerdo Aírton e os volantes Derley e Éverton. Completam a lista o zagueiro Jorge Felipe, os cabeças-de-área Élton e Rodolfo Potiguar, o meia William e os atacantes Kieza e Silas.

Independentemente do esvaziamento, o clássico é encarado de meneira séria pelas duas equipes. Além dos pontos na tabela, o jogo tem também o lado psicológico. O Timbu vem da dura derrota na Copa do Brasil, enquanto o Leão vem de uma primeira fase do Estadual cambaleante. As semifinais batem à porta e chegar com o moral em alta à fase final do campeonato pode contar pontos a favor dos dois times. É por isso que, por mais que sobrem motivos que tendam a tirar a emoção deste jogo, o confronto entre Náutico e Sport nunca será vazio.
 
Do Diario de Pernambuco 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker