Página inicial
 
Mural de recados
22.05 | Davi
Essa Racreche sei não viu... ...
22.05 | Aldery
Alguém lembra aqui da Série B de 1997? Da parceria entre Central e Cadimo Barros ...
22.05 | Israelito Almeida
Maravilhosa Graça! E a saga de vergonha continua. Até quando senhores alvinegr ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
03/04/2011
18h31 | esportes - PERNAMBUCANO 2011
(PERNAMBUCANO) - Santa Cruz vence o Sport novamente e mantém liderança
O Santa Cruz venceu o Sport pela segunda vez nesse Campeonato Pernambucano por 2x0.

 

Gilberto comemora gol com a torcida na Ilha do Retiro - Foto: Rodrigo Lôbo/JC Imagem

O Santa Cruz venceu o Sport pela segunda vez nesse Campeonato Pernambucano por 2x0. E dessa vez, em plena Ilha do Retiro, no clássico disputado neste domingo (3). O resultado manteve o tricolor na prirmeira colocação, agora com os mesmos 44 pontos do Náutico, mas na vantagem pelos critérios de desempate. Já o Sport não deixou o G4. Continua em quarto lugar com 33 pontos, um a mais que o Central.

Logo na saída, o Santa mandou a bola para o ataque, mas a jogada não rendeu nada. A partir daí o Sport conseguiu empurrar o adversário para o campo defensivo, situação que perdurou por pouco mais dos dez minutos iniciais. No entanto, apesar da pressão, o time da casa não conseguiu criar uma situação para que seus homens de frente finalizassem para o gol de Tiago Cardoso.

Destaque-se também o bom posicionamento dos zagueiros Thiago Mathias e Leandro Souza para impedir lances mais perigosos dos rubro-negros. Após os dez minutos, o tricolor conseguiu achar seu espaço. Natan mexeu-se mais e procurou o jogo. Com isso, e o auxílio de Renatinho pela esquerda, o tricolor equilibrou a posse de bola. Porém, sofreu do mesmo problema que seu rival: não conseguia chegar em condição de finalizar.


Foto: Guga Matos/JC Imagem


O primeiro lance de perigo veio do lado dos visitantes aos 25 minutos. Natan recebeu de Cléber Goiano pelo lado direito da grande área e chutou rasteiro. Magrão mandou a escanteio. Os donos da casa não demoraram a responder. Dois minutos depois, Marcelinho passou por um adversário e chutou. Tiago Cardoso mandou para fora. Na sequência da cobrança de escanteio, Ciro cruzou e Igor cabeceou para o chão. Novamente, o camisa 1 coral defendeu.

O terceiro milagre veio aos 31. Marcelinho bateu falta da direita e Tadeu tirou uma "casquinha" da bola. Cardoso estava atento e mandou para fora. O Santa estava muito calado e voltou a mostrar força com Gilberto aos 40 minutos. O atacante, que estava bem apagado, cortou dois adversários e mandou uma bomba de fora da área. Magrão espalmou. A essa altura o Sport já havia perdido o atacante Ciro, com uma entorse no tornozelo esquerdo. Fabrício entrou em seu lugar.

Como o volante Jeovânio estava com cartão amarelo, o técnico Zé Teodoro o tirou para entrada de mais um meia, Mário Lúcio. A alteração também trocou o marcador do camisa 10 leonino. Éverton Sena ganhou a função. Mesmo marcado, o paraibano continuou dando trabalho. Aos 14, ele bateu falta no canto direito e Thiago Cardoso, mesmo encoberto, fez grande intervenção.

A principal jogada do início de segundo tempo ter saído numa cobrança de falta foi uma prova do equilíbrio e da redução da correria mais forte da etapa inicial. Prova disso foram as faltas em maior quantidade e muitos erros de passes. Mesmo assim, o jogo não ficou desinteressante. Tornou-se aquele tipo de partida em que qualquer erro pode ser punido da pior forma possível.

E ela veio para o Sport aos 32. Germano dormiu no ponto e Gilberto não. O artilheiro coral dominou na marca do pênalti, girou e chutou forte no canto esquerdo. A marcação do tricolor foi levando mais e mais vantagem ao ponto de Marcelinho ser completamente apagado. Isso abriu espaço para ampliar o marcador. Aos 38, Weslley bateu falta da direita e Gilberto mergulhou para fazer 2x0.

A partir daí o Sport passou a tentar mais no desespero do que qualquer outra coisa. O resultado foram cruzamentos longos sem maiores efeitos contra o gol de Tiago Cardoso.


Foto: Rodrigo Lôbo/JC Imagem


Foto: Guga Matos/JC Imagem

FICHA DO JOGO
 
Sport: Magrão; Vítor, Igor, Alex Bruno e Wellington Saci; Hamilton, Daniel Paulista, Germano (Bruno Mineiro) e Marcelinho Paraíba; Ciro (Fabrício) e Tadeu (Pablo Pereira). Técnico: Hélio dos Anjos.
 
Santa Cruz: Tiago Cardoso; Cleber Goiano, Leandro Souza, Thiago Matias e Renatinho; Jeovânio (Mário Lúcio), Éverton Sena, Weslley e Natan (Marcos Vinícius); Landu (André Oliveira) e Gilberto. Técnico: Zé Teodoro.
 
Local: Ilha do Retiro. Árbitro: Cláudio Mercante. Assistentes: Ubirajara Ferraz e Alcides Lira. Gols: Gilberto, aos 32 e 38 do segundo tempo. Cartões amarelos: Wellington Saci, Pablo Pereira, Thiago Mathias e Jeovânio. Público: 29.015. Renda: R$ 463.920.

Do Blog do Torcedor 

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker