Página inicial
 
Mural de recados
27.05 | Alex
É o fim da picada a contratação de Candinho, juntando todos os atacantes não dá ...
26.05 | marcelo
Concordo plenamente com voce paulo esses reporteres das radios de caruaru sao do ...
26.05 | Davi
Infelizmente o editor desse blog não publicou meu comentário, so sei de uma cois ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
27/03/2011
18h46 | esportes - PERNAMBUCANO 2011
(PERNAMBUCANO 2011) - Náutico não encontra dificuldade para vencer o Ypiranga por 3x0
O resultado foi construído com um bom volume de jogo no primeiro tempo e equilíbrio defensivo na etapa final.

Jogando com inteligência e aproveitando bem a fragilidade do adversário, principalmente no primeiro tempo, o Náutico venceu o Ypiranga sem dificuldade por 3x0 neste domingo (27), em Santa Cruz do Capibaribe. O resultado foi construído com um bom volume de jogo no primeiro tempo e equilíbrio defensivo na etapa final.

O Náutico manteve-se fiel ao seu estilo de iniciar os jogos procurando marcar o adversário em seu campo defensivo. E deu certo, ainda mais porque o miolo da defesa do Ypiranga apresentava quase tantos buracos quanto o gramado do Otávio Limeira. Assim, aos cinco minutos, Éverton marcou o primeiro. Aírton bateu escanteio e o volante apareceu completamente livre para cabecear forte, sem chance para Geday.

Sem dar chance para o adversário respirar, o timbu manteve-se no campo ofensivo e não demorou para marcar o segundo. Aos 13, Aírton estava na intermediária, pelo lado esquerdo, e fez lançamento longo. Derley recebeu já dentro da área, pelo lado direito e, de primeira, soltou uma bomba rasteira. Quando Geday atirou-se a bola já havia passado.

O Ypiranga só conseguiu sair para o jogo depois dos 25 minutos, mas a dupla Wescley e Jorge Fellipe não deu muitos vacilos. A melhor chance aconteceu aos 42. Novito fez boa jogada pela lateral direita e foi à linha de fundo. Cruzou para Jair, somente com o goleiro à frente, completar de joelho, por cima.

Veio o segundo tempo e o técnico Roberto Fernandes sabia que seu time não precisava de correria para administrar o resultado. Por isso, o timbu marcou mais no meio de campo e o Ypiranga exerceu o que se costuma chamar de falso domínio: teve mais posse de bola, mas não conseguia finalizar. E quando o fazia não levava grande perigo para Douglas.

Na verdade, o time da casa abusou das jogadas aéreas e lançamentos longos. Mesmo assim, os primeiros lances de perigo saíram dos pés dos alvirrubros. Aos seis, Ricardo Xavier arriscou jogada individual e mandou para fora. Dois minutos depois, Eduardo Ramos lançou Bruno Meneghel. O baixinho tentou de bico mas a bola foi em cima de Geday, que saiu bem da meta.

Depois disso, a Máquina de Costura teve mais a bola em seu poder. Porém as finalizações não surtiam grande efeito. Aos 24, Ila, que entrara há pouco, avançou pela direita mas o chute foi para fora. Quatro minutos depois, Willian não perdoou. Recebeu do lado esquerdo da meia-lua e bateu rasteiro. A força parecia que não estava com Geday, já que ele meteu a mão na bola, mas mesmo assim ela passou.

Depois do gol, o jogo ficou até certo ponto monótono. Os dois times não conseguiam concluir as jogadas e deram mostras de que o placar não mais se mexeria. O que acabou acontecendo.

Ficha do jogo:

Ypiranga: Geday; Novito, Diguinho, Sidney e Marcelo Piauí; Adelmo, Jair, Dinho Souza e Diego; Fabrício Ceará e Gil. Técnico: Levi Gomes.

Náutico: Douglas; Rodrigo Heffner, Wescley, Jorge Fellipe e Aírton; Éverton, Derley, Hélton (Willian) e Eduardo Ramos (Elicarlos); Bruno Meneghel (Rogério) e Ricardo Xavier. Técnico: Roberto Fernandes.

Local: Otávio Limeira (Santa Cruz do Capibaribe). Árbitro: Sebastião Rufino Filho. Assistentes: Ubirajara Ferraz e Pedro Wanderley. Gols: Éverton, aos cinco; Derley, aos 13 do primeiro tempo. Willian, aos 28 do segundo. Cartão amarelo: Sidney.



.
 
 
 
eXTReMe Tracker