Página inicial
 
Mural de recados
22.07 | MARCOS LEITE
NA SÉRIE A2 SÓ SOBE O CAMPEÃO, ESPERO SEJA O PORTO GAVIÃO DO AGRESTE. OU PESQUEI ...
21.07 | jose arruda
Warley, obrigado pela informação atualizada sobre o Sub 20-2017. A FPF divulgou ...
21.07 | Adalgisio
Warley relembra aquela campanha do central na serie D que o time era comandado p ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
20/03/2011
18h26 | esportes - PERNAMBUCANO 2011
PERNAMBUCANO 2011 ---> Sport tropeça diante do Vitória: 2 a 1
Pior para o Leão, que acumulou uma derrota que, certamente, não estava nos planos. O jeito é buscar a recuperação na quarta-feira, contra o Cabense.
Do Super Esportes 
 
Foi na raça. Em condições adversas na tabela, o Vitória conseguiu um importante resultado positivo neste domingo. Venceu o poderoso Sport, por 2 a 1, no Carneirão, feito que muitos diziam ser impossível. Pior para o Leão, que acumulou uma derrota que, certamente, não estava nos planos. O jeito é buscar a recuperação na quarta-feira, contra o Cabense.

O jogo teve um primeiro tempo de pouquíssimas emoções. O gramado do Carneirão, mais uma vez, merece destaque... negativo. O campo não ajuda em nada no futebol das equipes, que tiveram uma apresentação sem brilho. Sem condições de construir jogadas, os chutes de fora da área foram a tônica dos dois lados. A pontaria, no entanto, esteve péssima.

E assim, numa partida de nível técnico baixo, Sport e Vitória fizeram um primeiro tempo equilibrado. A primeira chance real do jogo só veio aos 33 minutos, quando Tadeu saiu de frente com o goleiro Eduardo e finalizou para a grande defesa do arqueiro. Se o primeiro susto coube ao Leão, o time da casa respondeu da melhor maneira, com gol. Aos 37, Aleandro foi lançando na frente, lutou contra a marcação e o gramado, mas conseguiu bater na saída de Magrão e fazer 1 x 0.

O gol deu uma leve movimentada na partida, que andava sonolenta até então. O Sport partiu em busca do empate, enquanto o Vitória, animado pelo marcador, buscava sair nos contra-ataques. Nessa levada, o Leão se deu melhor. No último lance do primeiro tempo, já nos acréscimos, aos 47, Thiaguinho tocou para Fabrício que, da entrada da área, dominou e girou e bateu para o gol, empatando a partida.

O segundo tempo começou com um pouco mais de movimentação que o primeiro, com as equipes procurando mais o jogo. Pelo lado do Sport, o meia Fabrício conseguiu se movimentar melhor, o que fez o Leão a ter um leve domínio da partida. Este domínio, no entanto, não conseguiu se traduzir em oportunidades de gol, problema da primeira etapa que voltou a se repetir.

Após a boa arrancada do Sport no início da etapa final, o Vitória voltou equilibrar a partida. O time teve o mérito de conseguir segurar a bola no campo de ataque, utilizando a velocidade, a principal qualidade da equipe, e aproveitando a dificuldade que o Leão tinha em tocar a bola. As falhas da defesa também foram um problema sério enfrentado pelos rubro-negros. Igor e Alex Bruno não passaram confiança nenhuma. 

E foi justamente num erro de saída de bola da defesa leonina que o Tricolor das Tabocas conseguiu marcar o gol da vitória. Assis entrou na área, desviou de Magrão, mas acabou se chocando com o goleiro rubro-negro. O juiz interpretou como pênalti. Nando cobrou com estilo, de cavadinha, e marcou o tento do importante triunfo para o time do interior. 

Vitória
Eduardo; Bruno, Cleyton, Marcelo e Nando; Edvan, Aguimeron, Da Silva e Sinho (Paulo Victor); Aleandro e Felipe Feitosa (Robertinho). Técnico: Charles Muniz

Sport
Magrão; Thiaguinho, Igor, Alex Bruno e Dutra (Ciro); Tobi (Daniel Paulista), Hamilton, Fabrício, Wellington Saci; Carlinhos Bala (Bruno Mineiro) e Tadeu. Técnico: Hélio dos Anjos

Local: Carneirão (Vitória de Santo Antão). Árbitro: Sebastião Rufino Filho. Assistentes: Ubirajara Ferraz e Pedro Wanderley. Gols: Aleandro (aos 37 minutos do 1oT), Fabrício (aos 47 minutos do 1oT) Cartões amarelos: Tobi, Magrão, Ciro (S), Cleyton (V). Cartão vermelho: Público: 6.280. Renda: R$ 37.520.

.
 
 
 
eXTReMe Tracker