Página inicial
 
Mural de recados
21.08 | júnior
já pensou se não tivesse vaidade,e todos se unir-se como seria maravilhoso para ...
21.08 | MARCOS LEITE
GUSTAVO, PELO Q ACOMPANHO O FUTEBOL DOS 26 ESTADOS DO BRASIL E MAIS O DF, O ATLÉ ...
21.08 | Antonio do Salgado
Que vaidade danada desses empresarios em ser presidente do Central, porque nao a ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
27/02/2011
00h56 | esportes - Campeonato Pernambucano Coca-Cola 2011
(PERNAMBUCANO) -> Santa Cruz perde por 1 x 0 do Araripina e pode deixar a liderança do estadual
Equipe não apresentou um bom futebol na noite deste sábado e só não deixará a liderança do Estadual caso o Central não vença e o Timbu não pontue neste domingo

Do Super Esportes

 Uma noite para ser esquecida pela torcida tricolor. Com um futebol sem objetividade e nenhuma organização tática, o Santa Cruz terminou sendo derrotado por 1x0 pelo Araripina, no Arruda. O resultado inesperado pode custar caro aos tricolores. Isso porque se o Náutico vencer a Cabense, no Cabo, ou o Central ganhar do América, em Caruaru, no complemento da rodada, hoje, os corais deixam mais uma vez a liderança do Campeonato Pernambucano. Se os dois adversários diretos na luta pela primeira colocação vencerem, o Mais Querido termina a rodada em terceiro lugar.


O Santa Cruz iniciou a partida tentando se impor em campo. Dentro do Arruda e empurrado pela torcida, os tricolores pressionaram o Araripina em busca do primeiro gol ainda nos minutos iniciais. Mas a estratégia não deu certo. Isso porque o time comandado pelo técnico Zé Teodoro não tinha velocidade no toque de bola do meio de campo para o ataque e ainda contava com uma noite sem inspiração dos laterais Marquinhos e Jackson.

Além disso, o técnico Flávio Barros montou um verdadeiro 'ferrolho' com duas linhas de quatro na marcação. O resultado não poderia ser diferente. As jogadas ofensivas ficaram escassas e dos três únicos lances de perigo do Santa Cruz na etapa inicial, dois foram em chutes de fora da área com Jeovânio e Weslley.

O futebol do Santa Cruz só começou a melhorar quando Zé Teodoro sacou o terceiro volante Marcus Vinícius para a entrada de Natan, ainda aos 30 do primeiro tempo. O garoto incendiou a partida e dos seus pés saíram as principais jogadas do time. Rápido, ele começou a municiar o veloz Landu e por pouco eles não fizeram a jogada que poderia configurar o gol Tricolor, mas Gilberto errou a finalização.

Após um primeiro tempo abaixo da média, o técnico Zé Teodoro decidiu tirar Jackson para a entrada do estreante Têti no intervalo. Com isso, Weslley foi para a ala. A alteração não mudou em absolutamente nada o jogo. Pelo contrário. O Araripina ganhou espaço em campo e só não abriu o placar com Léo Olinda porque o atacante cabeceou por cima do gol de Diego Lima.

Com facilidade no toque de bola, o Bode não demorou muito para abrir o placar. Aos 16 minutos, Léo Olinda recebeu na esquerda e cruzou rasteiro para Serginho Baiano entrar em velocidade na área e chutar para o fundo das redes do goleiro Diego Lima.

Atrás do placar, o Santa Cruz tentou partir para o ataque em busca do empate, mas estava totalmente desorganizado, sem meio de campo, sem laterais e com um ataque inoperante. Para piorar, o meia Têti sentiu uma lesão muscular desde os 20 minutos e precisou permanecer em campo porque o tricolor já tinha realizado todas as alterações.

No final do confronto, o Santa Cruz pressionou o Araripina, que terminou a partida com apenas dez jogadores em campo, pois o zagueiro Alex Xavier foi expulso. Porém o gol não saiu. A torcida não perdoou e vaiou os jogadores.

Ficha do jogo

Santa Cruz

Diego Lima; Jackson (Têti), Leandro Souza, André Oliveira e Marquinhos; Jeovânio, Cléber (Rodrigo Gral), Marcus Vinícius (Natan) e Weslley; Landu e Gilberto. Técnico: Zé Teodoro.

Araripina

Adson; Romário, Alex Xavier, Oliveira e Janílson; Gideon, Marcelo Pitbul, Odilon (Serginho) e Marcelinho (Evaldo Bahia); Léo Olinda e Serginho Baiano (Marcelo Paraíba). Técnico: Flávio Barros.

Local: Arruda. Árbitro:Gleydson Leite. Assistentes: Pedro Wanderley e Wilton Lins. Gols: . Serginho Baiano (A). Cartões amarelos: Jeovânio (S), Serginho, Gideon e Alex Xavier (A). Cartões vermelhos: Alex Xavier (A). Público: 14.036. Renda: R$ 93.270.

.
 
 
 
eXTReMe Tracker