Página inicial
 
Mural de recados
23.05 | Central de coraçao
Eu nao tou entendendo mais nada dessa direçao , a parceria com o las vegas foi d ...
23.05 | Ze ligado
Mas não é com esse ataque de nervos com azul que é um dos piores jogadores que ...
23.05 | Patativa
Esta mensagem vai para o ingrato jogador Araújo,este ex jogador em atividade que ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
09/02/2011
07h33 | esportes - PERNAMBUCANO 2011
PERNAMBUCANO 2011 ---> Vitória x Salgueiro, Araripina x Petrolina e Ypiranga x Cabense.
Todas estas partidas começam a partir das 20h.
Vitória x Salgueiro 
 
O Vitória começou cambaleando no Campeonato Pernambucano. Os primeiros três pontos da equipe só puderam ser conquistados na quinta rodada e, mesmo assim, os taboquitos ainda amargaram mais duas derrotas na sequência. Mas, ao que parece, a "maré baixa" já não é mais vista pelas bandas de Vitória de Santo Antão. Nos dois últimos confrontos, os comandados do técnico Peu Santos somaram seis pontos. Para reafirmar a boa fase, os tricolores têm compromisso, hoje, contra o Salgueiro, às 20h, no Estádio Carneirão.

 

Para a partida, Peu Santos não vai mudar radicalmente os titulares. A única alteração é a saída do volante Da Silva, que tomou o terceiro amarelo na vitória, por 2x1, contra o Araripina, para a entrada do cabeça de área Felipe. Apesar dos dois bons resultados, o treinador detectou um problema que, segundo o próprio, pode ser bastante perigoso contra o Salgueiro. "Não podemos errar passes. As vitórias foram importantes, nas últimas rodadas. Mas esse defeito ficou claro na nossa equipe", disse Peu. "Caso o nosso passe não saia da maneira correta, com certeza, o Salgueiro vai aproveitar. Eles têm uma equipe muito qualificada".

 

No Carcará, a tática do técnico Cícero Monteiro será a mesma: "Em time que se ganha, não se mexe". A equipe que vai a campo, no Carneirão, será a mesma da última partida, contra o Araripina, vencida por 1x0. Mesmo assim, existia a possibilidade de alterações para o jogo de hoje. Mas o Departamento Médico do clube sertanejo continua com dois jogadores considerados titulares.

 

Esse é o caso do lateral-direito Rogério Serra. Com um estiramento na coxa esquerda, o jogador permanece de fora. A vaga continua com o xará Rogério Rios. O mesmo acontece com o meia Paulinho. O jogador permanece na vaga do armador Edu Chiquita, que continua com problemas na região lombar. A volta do jogador está prevista para a próxima rodada. Quem vai passar mais um tempinho de molho é o atacante Júnior Ferrim. Ele teve os ligamentos cruzados do joelho esquerdo rompidos.

Araripina x Petrolina

 Nos últimos dois jogos, o pessoal do Araripina tem saído meio na bronca quando o assunto é arbitragem. Três penalidades não marcadas no empate por 0x0 diante do Salgueiro, na oitava rodada, e mais duas, na derrota por 2x1 para o Vitória, na nona, se configuraram em fortes dores de cabeça para a equipe do técnico Júnior Caruaru, neste Estadual. Mas para a partida contra o Petrolina, às 20h de hoje, no Estádio Chapadão do Araripe, o nome de Ricardo Tavares parece que soou como música aos ouvidos do Bode sertanejo.

 

Foi quase uma unanimidade a aceitação do árbitro para comandar a partida. Segundo o presidente de honra do Araripina, Walmy Bezerra, o duelo ficará em boas mãos. "Ricardo (Tavares) é considerado por todos aqui como o melhor juiz deste Estadual. Confiamos no trabalho dele e acredito que não vamos nos arrepender", falou o mandatário.

 

Sobre os possíveis erros cometidos pela arbitragem no último jogo, Walmy já adiantou que vai recorrer à comissão de arbitragem. "O que aconteceu foi vergonhoso. Conseguimos provar que houve falhas na partida diante do Salgueiro, e vamos fazer o mesmo, com relação ao jogo contra o Vitória", disse.

 

Enquanto o mandatário trabalha nos bastidores, o Araripina segue se organizando para o Clássico Sertanejo contra o Petrolina. A novidade é a volta do lateral-esquerdo Janilson. O jogador estava de fora da equipe titular, por conta de uma virose. Assim, o ala Michael volta para o banco de reservas. O resto da equipe será a mesma do último jogo.

 

No Petrolina, o técnico Neco também deve repetir a mesma formação do jogo diante do Salgueiro. As únicas modificações acontecem na defesa e no meio de campo. O zagueiro Fábio sofreu uma pancada violenta na atuação contra o Carcará e teve de levar três pontos na região abaixo do joelho. Assim, Lau forma dupla com Wilton. Na proteção de zaga, o volante Bruno Maranhão sai por opção do próprio Neco. Segundo o treinador, ele precisa aprimorar a parte física. O meia Abuda assume a posição.

Ypiranga x Cabense

O duelo entre Ypiranga e Cabense poderia ser um jogo comum, não fosse por uma figura marcante para as duas equipes neste Pernambucano: Adelmo Soares. O treinador começou o ano à frente da Máquina de Costura, perdeu o cargo e foi contratado pelo Azulão. Um verdadeiro reencontro entre criatura e criador, hoje, às 20h no Otávio Limeira, em Santa Cruz do Capibaribe.

 

 

Em 23 de janeiro, o Ypiranga perdeu para o Vitória e Adelmo saiu do comando. Para a vaga chegou Roberto de Jesus. Em 4 de fevereiro, o treinador Paulo Júnior foi derrotado pelo Petrolina e deixou a Cabense. No dia seguinte, Adelmo foi chamado para chefiar o elenco do Azulão.

 

O comandante azulino esteve em apenas quatro treinos com o grupo. Só marcou presença em um jogo com a Cabense, a vitória sobre o Porto. Já no comando da Máquina de Costura, foram cinco partidas. Ou seja, o treinador conhece melhor o adversário, que o próprio time. "Não tive muito tempo para treinar com o grupo, desde que cheguei, a correria está muito grande. E nós sabemos da dificuldade em enfrentar o Ypiranga, lá (em Santa Cruz), mas vamos determinados para conseguir um bom resultado", disse Adelmo.

 

Apesar das fartas informações que o "espião" adversário possui, o rival Roberto de Jesus confia em surpreender o rival e não revelou o time titular. O único desfalque é o atacante Felipe Espada, expulso no último confronto e cumpre suspensão. A dúvida está entre os reservas Naldinho ou Gil.

 

Na Cabense, a situação é mais complicada. Rosivaldo, Thiago Almeida, Fernando Belém e Fernandes estão sentindo a fadiga da competição. Mas apenas o último deve ficar fora. Entra o volante Madson, improvisado na lateral esquerda. E Caça-rato sai para a entrada de Gilson Costa.

 

Já a situação do atacante azulino Cláudio é bem pior. O atleta sofreu uma lesão no tornozelo e um exame feito ontem acusou um problema mais grave. O jogador precisará passar por cirurgia e não deve mais atuar neste Pernambucano.


.
 
 
 
eXTReMe Tracker