Página inicial
 
Mural de recados
25.05 | Ze ligado
É muito desespero mesmo, Gildo de volta?? 6 opções de ataque que era melhor pega ...
25.05 | Centralino Histórico
Warley, cadê os nossos valores revelados no PE 2017: Tomás e Paulinho Curuá???? ...
24.05 | Antonio
Araújo pedindo 400,000 R$ pro Central !!! Isso é um absurdo, o cara jurou amor a ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
03/02/2011
22h16 | esportes - PERNAMBUCANO 2011
(PERNAMBUCANO) - Porto ofusca aniversário do Santa Cruz e vence por 3 a 1 no Lacerdão
Gols: Douglas, aos 4, e Paulista, aos 27 minutos do primeiro tempo; Laécio, aos 33, e Thiago Laranjeiras, aos 43 do segundo.

 

Fotos: Robert Fabisak/JC Imagem

No aniversário de 97 anos do Santa Cruz, o parabéns ficou para o Porto. Com um estilo de jogo calcado na velocidade, na movimentação constante e no toque de bola, o Tricolor de Caruaru construiu uma boa vantagem no primeiro tempo e venceu um desfalcado Tricolor do Arruda por 3 a 1, na noite desta quinta-feira, no Lacerdão. Douglas e Paulista marcaram pelo Porto, Laécio diminuiu no segundo tempo, e Thiago Laranjeira no finzinho fez o terceiro para o time da casa.

O Porto abriu o placar logo aos 5 minutos, com um belo gol de Douglas. A jogada nasceu na meia direita com Thiago Laranjeira, que deu um passe para Paulista na área; o atacante cruzou e o meia Douglas, vindo de trás, chegou primeiro na bola, mandando para as redes.

O Santa buscou reagir. Os atacantes Laécio e Landu tentavam penetrar a bem postada retaguarda do Gavião. Aos 8 minutos, Laécio tocou na área para Landu, que rolou para trás para Diego Biro chegar chutando. Para fora. Douglas respondeu pelo Porto chutando de fora da área, aos 10.

O Santa Cruz tentava pressionar, mas não conseguia criar boas chances de finalizar para o gol. Landu tentou entrar tabelando com Mário Lúcio pela ponta direita, mas a defesa do Porto afastou seu cruzamento.

Mário Lúcio tentou cavar um pênalti aos 16 minutos, sem sucesso. O Tricolor do Arruda teve algunas faltas laterais para cobrar e levantou em todas a bola para a área. Mas não conseguiu finalizar para o gol.

O Santa sentia muito os desfalques de cinco titulares (Tiago Cardoso, Tiago Matias, Leandro Souza, Weslley e Thiago Cunha) e não levava grande perigo à meta defendida por Mondragón.

Com a vantagem no placar, o Porto tocava a bola com tranquilidade no meio de campo e, quando sem a bola, marcava no ataque para tentar o contra-ataque. Quando partia para cima, levava grande perigo. Os caruaruenses perderam chance claríssima de fazer o 2 x 0 aos 22 minutos. Théo recebeu livre, na área, mas demorou pra bater e a defesa travou o chute.

Mas aos 27 mintos não teve jeito. Em uma linda jogada, Paulista fez corta-luz para Douglas e correu para a área. Douglas cruzou e Paulista chutou com a bola no ar, no cantinho direito de André Zuba. 2 x 0.

O gol abalou o Santa Cruz, que ficou perdido em campo. Sem conseguir entrar na área do Porto, o jeito era tentar de longe. Diego Biro chutou de longe e mandou perto do ângulo esquerdo de Mondragón, aos 35 minutos.

Já o Porto administrava a vantagem, mas não se furtava de atacar. E quase marcou o terceiro no finzinho do primeiro tempo. Douglas recebeu de Paulista, entrou na área e chutou para a defesa de André Zuba. Paulista foi para o rebote e furou, e a bola sobrou limpa para Théo, que pegou mal mandou para fora.


SEGUNDO TEMPO

O Santa Cruz voltou com a substituição de Diego Biro por Renatinho. O substituído poderia ter sido Mário Lúcio, que estava mais apagado que o filho de Biro Biro.

Logo com um minuto o Santa teve uma boa chance de diminuir. Após cobrança de escanteio, Laécio subiu no primeiro poste e desviou. Mondragón espalmou por cima do gol.

O Porto adotava uma postura defensiva, saindo menos até para os contra-ataques. O Santa aproveitou e se mandou para cima.

Aos 8 minutos, Laécio perdeu a melhor chance de gol do Santa Cruz na partida! Recebeu de Mário Lúcio livre na marca penal e não conseguiu tirar do goleiro Mondragón, que amorteceu o chute. A zaga limpou.

O Santa Cruz seguiu tentando o gol a partir de jogadas de bola parada. Aos 12, Renatinho bateu falta para a área. Éverton Sena cabeceou, Mondragón defendeu e Sena chutou por cima do gol.

O Santa teve outra boa chance de marcar aos 16 minutos. Renatinho recebeu na área excelente passe de Laécio e bateu para fora.

Aos 17 minutos, os times fizeram substituições que não acrescentaram. Marquinhos entrou na vaga de Mário Lúcio, pelo Santa, e Kiros substituiu Théo, que jogou mal, pelo time da casa. Aos poucos, o jogo foi esfriando, como se o Santa tivesse acabado o gás. O domínio tricolor já não era o mesmo. O Porto voltou a tocar a bola no meio.

Na tentativa do empate, o técnico Zé Teodoro colocou o time num esquema tático mais ofensivo apenas aos 27 minutos. Foi quando sacou o volante Jeovânio e pôs o atacante Neto. O time ficou com Renatinho e Marquinhos na marcação e Neto se juntou a Laécio e Landu no ataque.

Mesmo sem técnica, o Santa buscava o empate na vontade. E conseguiu um importante passo aos 31 minutos. Alexandre Black ganhou a disputa de bola com Landu, que caiu na área pedindo pênalti. Não houve falta, mas o árbitro Gleydson Leite marcou a penalidade. Na cobrança, Laécio bateu à equerda de Mondragón, que pulou para a direita. 2 a 1.

Paulista desperdiçou grande chance de liquidar a partida. Recebeu na área um ótimo passe de Kiros, mas penteou demais a bola, e a defesa chegou. Então o atacante rolou para Thiago Laranjeira, que bateu por cima.

Mas dois minutos depois, Thiago Laranjeira acertou em cheio um chute de fora da área e garantiu a vitória do Porto. Um belo gol deste ex-jogador tricolor, dispensado do Arruda no fim da temporada passada. Presente de grego no aniversário coral.

 
FICHA DO JOGO

Porto - Mondragon; Edy, Alexandre, Sandro Miguel e Altemar; Helder, Vagner Rosa, Douglas (Marivaldo), Tiago Laranjeiras; Teo (Kiros) e Paulista (Diogo). Técnico Laelson Lima
 
Santa Cruz - André Zuba; Jackson, Everton Sena, Thiago Pereira e Alexandre; Jeovânio (Netto), Memo, Diego Biro (Renatinho) e Mário Lúcio (Marquinhos); Landú e Laécio. Técnico: Zé Teodoro.
 
Local: Estádio: Luiz Lacerda. Árbitro: Neilson Santos. Assistentes: Elan Vieira e Aldir Pereira. Gols: Douglas, aos 4, e Paulista, aos 27 minutos do primeiro tempo; Laécio, aos 33, e Thiago Laranjeiras, aos 43 do segundo. Cartões amarelos: Theo, Kiros, Vagner Rosa, Douglas e Thiago Laranjeiras. Público: 7.125. Renda: R$ 56.100,00.
 
Do Blog do Torcedor 

 

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker