Página inicial
 
Mural de recados
20.11 | CLEO
VERDADE MARCONDES ESTA É A HORA DA MASSA ALVINEGRA CHEGAR JUNTO. ...
20.11 | Carlos
Concordo com vc patativa, esse Alcindo não entende nada de futebol,o que disse P ...
20.11 | MARCONDES
COM ESSE EVENTO DA FEIJOADA A GALERA CENTRALINA TEM Q IR EM MASSA AJUDAR O CENTR ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
26/01/2011
22h58 | esportes - PERNAMBUCANO 2011
(PERNAMBUCANO 2011) - Salgueiro 0x0 Sport - Empate ruim para os dois.
Leão não passa do 0 a 0 com o Salgueiro, no Cornélio de Barros, e continua sem conseguir vencer em jogos na região
Do pe360graus 
 
O Sertão não fez mesmo bem ao Sport. Na terceira partida que fez na região, o Leão não saiu do 0 a 0 com o Salgueiro, na noite desta quarta-feira (26), no estádio Cornélio de Barros. Nos jogos anteriores, o Leão ficou no empate com o Petrolina e perdeu para o Araripina.

Com o resultado, a equipe rubro-negra vai a oito pontos, enquanto os sertanejos ficam com um a menos. O Sport só volta a campo na próxima segunda-feira (31), quando recebe o Vitória, às 19h30, na Ilha do Retiro. Já o Salgueiro encara o América, às 16h do domingo (30), no estádio Ademir da Cunha.

A curiosidade ficou por conta da invasão de mariposas provocada pelas chuvas que caíram na cidade nos dias anteriores a partida. O professor da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Severino Mendes Júnior, doutor em ecologia, explicou que é nesta época, durante as chuvas de verão, que as mariposas entram em período de reprodução.  “Elas procuram áreas de mata e por isso, nas cidades, elas são menos comuns.”

Ele disse também que como os insetos são atraídos pela luz, os refletores são atrativos. “A solução para amenizar o problema é o clube ligar os refletores duas noites antes da partida. Como as mariposas não sobrevivem a tanta luz, a quantidade iria diminuir.”

O JOGO
O Sport iniciou a partida com uma formação ofensiva, com o técnico Geninho mandando a campo três atacantes: Bala, Alessandro e Ruan. Com isso, o Leão foi em busca do gol e logo aos 4 minutos veio a primeira chance. Fabrício cobrou falta para a área e o lateral Rogério Serra desviou de cabeça para trás, obrigando o goleiro Marcelo a fazer uma grande defesa.

Um minuto depois, num lance muito parecido, o arqueiro sertanejo voltou a trabalhar. A bola foi cruzada para a área, Tobi subiu, mas quem acabou desviando de cabeça foi a zaga do Salgueiro. Atento, Marcelo se esticou e mando para escanteio.

O Sport seguiu em busca do gol e aos 10 minutos Dutra arriscou de fora da área. A bola passou, com perigo, no canto esquerdo do gol do Salgueiro. O Carcará só veio responder aos 17 minutos, quando Fagner roubou uma bola no meio de campo, avançou até a entrada da área e bateu para a boa defesa de Magrão.

O Leão não se intimidou e continuou em busca do gol. Aos 21 minutos, Ruan recebeu na entrada da área e bateu com perigo. A bola passou, com perigo, do lado direito do gol sertanejo.

Quatro minutos depois, foi a vez do Carcará assustar. Ao contrário do que Magrão esperava, numa cobrança de falta de longe, Clebson mandou direto para o gol. A bola bateu na trave.

O primeiro lance de perigo do segundo tempo veio logo aos 4 minutos, após um erro de Tobi. O volante rubro-negro errou ao tentar dominar e a bola sobrou para Hugo Henrique, que viu Magrão adiantado e tentou por cobertura. O atacante do Carcará bateu muito mal e a bola foi por cima do gol.

O Salgueiro seguiu pressionando e, aos 12 minutos, Fagner limpou na entrada da área e bateu com perigo. A bola passou próximo da trave esquerda de Magrão. Um minuto depois foi a vez de Hugo Henrique desperdiçar. A bola sobrou para ele, livre na área. O atacante bateu de primeira, mas mandou para fora.

O Carcará tomou gosto pela partida e, aos 15 minutos, Clebson soltou a bomba de fora da área. Magrão se esticou e, com uma mão, mandou para escanteio. O Sport só conseguiu chegar aos 22 num chute de fora da área de Ruan, defendido por Marcelo.

Aos 30 minutos, o Sport chegou a mandar a bola para a rede com Tobi, mas o árbitro Carlos Costa anulou ao marcar um impedimento de Fabrício. O Leão seguiu apático, assim como Geninho que só começou a mudar a equipe, aos 38 minutos, com a saída de Daniel Paulista para a entrada de Joedson. Já nos minutos finais, Elvis entrou na vaga de Ruan. Sem tempo para qualquer reação, o Leão ficou mesmo no empate sem gols, no Cornélio de Barros.

FICHA DO JOGO

SALGUEIRO
Marcelo, Rogério Serra (Rogério Serra), Eridon, Henrique e Josa; Lismar, Wendel (Neto Maranhão), Edu Chiquita e Clebson; Hugo Henrique (Jorginho) e Fagner.
Técnico: Cícero Monteiro

SPORT
Magrão, Igor, Astorga, Tobi e Dutra; Daniel Paulista (Joedson), Germano e Fabrício; Carlinhos Bala, Alessandro e Ruan (Elvis).
Técnico: Geninho 

Local: Estádio Cornélio de Barros, Salgueiro
Árbitro: Carlos Costa
Assistentes: Jossemar Diniz e Pedro Wanderley

.
 
 
 
eXTReMe Tracker