Página inicial
 
Mural de recados
25.05 | Ze ligado
É muito desespero mesmo, Gildo de volta?? 6 opções de ataque que era melhor pega ...
25.05 | Centralino Histórico
Warley, cadê os nossos valores revelados no PE 2017: Tomás e Paulinho Curuá???? ...
24.05 | Antonio
Araújo pedindo 400,000 R$ pro Central !!! Isso é um absurdo, o cara jurou amor a ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
22/01/2011
23h01 | esportes - PERNAMBUCANO 2011
(PERNAMBUCANO 2011) - Araripina 2x0 Sport - Leão perde mais uma no estadual.
João Paulo e Germano (contra) marcaram os gols da merecida vitória do Bode.
Do JC online 
 
Atropelado no primeiro tempo, o Sport perdeu por 2 a 0 para o Araripina na tarde deste domingo, no Chapadão do Araripe, na cidade sertaneja. João Paulo e Germano (contra) marcaram os gols da partida, válida pela quinta rodada do Campeonato Pernambucano 2011. Foi a primeira vitória do Bode e a segunda derrota do Leão na competição.

Desde o começo, o Araripina mostrou um bom toque de bola no meio de campo e velocidade no ataque. Já o Sport, assim como os primeiros jogos do Estadual, tinha dificuldade para construir jogadas, com pouca movimentação e muitos passes errados. 

Controlando o jogo, o Bode do Araripe não demorou para abrir o placar. Em boa jogada individual, Marcelinho passou por dois defensores rubro-negros e chutou para o gol; o goleiro Magrão espalmou para a frente, e quem primeiro chegou a bola foi o atacante João Paulo, que mandou de bico para as redes. 1 a 0 aos 10 minutos.

O lateral-esquerdo Janílson ganhava todas de Renato e infernizava na ponta esquerda, enquanto Marcelinho aparecia bem na ponta direita. No ataque, o atacante Cristóvão e o meia-atacante Marcelinho também pintavam e bordavam.

Assim como nos últimos jogos, a principal forma de ataque do Sport eram as jogadas aéreas. Meio de campo com três volantes era muito lento, pregado em campo, e também errava passes. Sentindo a dificuldade, o técnico Geninho sacou o zagueiro Igor César e pôs o meia Élton aos 30 minutos. Assim o volante Tóbi foi cumprir o papel de zagueiro.

Logo após Élton entrar, o volante Odilon arriscou de longe e o goleiro Magrão deu rebote de novo. Quase Marcelinho chegou antes do goleiro.

Em seguida, um lance polêmico. Marcelinho, com um pé dentro da área e outro fora da área, sofreu falta. O Araripina pediu pênalti. O Árbitro Ricardo Tavares marcou fora da área. Na cobrança, Marcos Mendes chutou em cima da barreira.

O Araripina quase chegou ao segundo gol aos 36. Mas Magrão fez grande defesa em chute de Cristóvão e evitou.

De tanto tentar, o Bode terminou chegando ao segundo gol já no finzinho da primeira etapa. O lateral-esquerdo Janílson — um dos melhores em campo — passou como quis por Renato e cruzou em direção a Cristóvão; Germano se antecipou e tentou colocar para escanteio e marcou contra.

SEGUNDO TEMPO

As equipas voltaram sem substituições, mas o Sport — depois da bronca no vestiário — voltou com a postura que deveria ter tido no primeiro tempo, com mais pegada, movimentação e iniciativa no ataque.

Élton soltou um bom chute aos 5 minutos, e Fabrício levava perigo em cruzamentos à área. Aos 13, Alessandro recebeu lançamentoe ajeitou de cabeça para Bala, que entrou na área e bateu. Ádson fez grande defesa. 

O Araripina se fechava para aproveitar os contra-ataques. Quando podia, tentava a valorizar a posse da bola. Mas já não tinha o controle do meio-de-campo.

Aos 18, Alessandro recebeu lançamento longo, ganhou na corrida do zagueiro e tocou na saída do goleiro Ádson, mas para fora. 

Aos poucos, o gás do Sport ia acabando. Mas a entrada do atacante Ruan, aos 24 minutos, colocou fogo na partida. Ele trouxe o fogo que o ataque rubro-negro precisava. Aos 28, em uma boa jogada com Bala, Ruan deu o passe para o campanheiro, que entrou na cara do gol e soltou a bomba à queima-roupa. O goleiro Ádson e espalmou e Marcos Mendes tirou para a linha de fundo. 

Mas o Araripina não estava morto. E quase ampliou aos 36. Em contra-ataque puxado por Alcimar, Marcelo Paraíba recebeu na área e chutou em cima de Magrão. 

Nos últimos dez minutos de jogo, o Sport foi só vontade, sem sucesso nas investidas ao ataque. E terminou derrotado de forma merecida.

.
 
 
 
eXTReMe Tracker