Página inicial
 
Mural de recados
22.11 | MARCONDES
TODOS UNIDOS PELO CENTRAL, IMPRENSA, DIRETORIA E TORCIDA SÓ ASSIM O CENTRAL VAI ...
22.11 | paulo
ESSE BABACA DA PATATIVA DEVE SER TORCEDOR DO SPORTE RECIFE ...
22.11 | CLEO
VERDADE MARCOS LEITE ESSA É A HORA DO VERDADEIRO ALVINEGRO AJUDAR O CENTRALZAO. ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
18/01/2011
22h26 | esportes - PERNAMBUCANO 2011
(PERNAMBUCANO 2011) - Santa Cruz vence América e se mantém no topo da tabela.
3x1 foi o placar.
Com um futebol envolvente e objetivo, o Santa Cruz definiu sua vitória sobre o América ainda no primeiro tempo. Apesar de o público ter ficado aquém do esperado pela diretoria coral, os tricolores mostraram que a liderança do Pernambucano não é obra do acaso, e venceram o Periquito ontem à noite, no Arruda, por 3 x 1. Na primeira oportunidade que teve de jogar como titular, o atacante Thiago Cunha mostrou que não pretende voltar para o banco de reservas, e marcou duas vezes. O outro gol dos anfitriões foi de Weslley,
enquanto Silvano descontou para a equipe alviverde.

Seguindo a estratégia traçada pelo técnico Zé Teodoro, o Santa Cruz começou o jogo partindo para cima do  adversário, principalmente em jogadas pelas pontas.
Como nos jogos anteriores, a distribuição dos lances ficou sob o encargo do meia Weslley, que municiava o setor ofensivo, ora com Mário Lúcio, ora com Thiago Cunha. Tímido, o América era pressionado em seu próprio campo e desperdiçava as poucas subidas que fazia ao ataque em passes errados.

A persistência tricolor rendeu o primeiro fruto aos 20 minutos. Em jogada iniciada por Thiago Cunha, o atacante encontrou Jeovânio dentro da grande
área, com espaço para dominar. Na hora de chutar, o volante foi travado, mas a bola acabou sobrando para o atacante, na marca do pênalti, que bateu firme, abrindo o placar. O América ainda não havia se recuperado do golpe inicial, quando foi atingido mais uma vez. Em cobrança impecável de Weslley, o meia colocou a bola no ângulo direito de Gleibison, que chegou a tocar na bola, mas precisou buscá-la no fundo do gol.

Diante da desvantagem, o Periquito arriscou uma pressão, mas acabou pagando caro pela opção. Depois de a zaga tricolor recuperar uma bola na sua grande
área, o meia Weslley lançou o atacante Laécio da intermediária. O atacante ganhou na velocidade dos marcadores e invadiu a área alviverde pela direita. O
chute cruzado saiu um pouco fraco, mas, oportunista, Thiago Cunha apareceu na segunda trave e encostou para marcar o seu segundo gol e o terceiro do Santa
Cruz. Aos 43, o América chegou ao seu gol, explorando o ponto fraco da zaga tricolor: as bolas alçadas em sua grande área. Da direita, Batata cruzou e Silvano  aproveitou o cochilo do sistema defensivo coral, cabeceando livre para o fundo do gol de Tiago Cardoso.

No segundo tempo, a partida esfriou, apesar de o Santa Cruz ter tido a chance de ampliar sua vantagem logo aos três minutos. Thiago Cunha tabelou com o meia Mário Lúcio e recebeu dentro da grande área. O atacante tricolor foi travado pelo zagueiro Davi e o árbitro Ricardo Tavares marcou pênalti. Capitão da equipe, Thiago Matias enfeitou na hora de cobrar, mas isolou, chutando pramuito longe, pelo alto. A reação americana tornou-se ainda mais inviável quando o zagueiro Davi foi expulso, depois de receber o segundo cartão amarelo por falta dura em Landu.

Com o resultado, o Santa Cruz chegou aos nove pontos, mantendo os 100% de aproveitamento e a liderança do Estadual. A reapresentação do grupo está marcada para hoje à tarde, quando o grupo já viaja para Araripina. O próximo compromisso coral é contra o Bode do Araripe, amanhã, às 20h.

Santa Cruz
Tiago Cardoso; Jackson, Thiago Matias, Leandro Souza e Alexandre; Jeovânio, Memo, Weslley e Mário Lúcio (Diego Biro); Laécio (Gilberto) e Thiago Cunha (Landu). Técnico: Zé Teodoro

América
Gleibson; Roma, Negueti, Davi e Ronaldo; Givaldo (Leo) (Lúcio), Mousinho, Batata e Edmilson; Silvano e Branquinho (Carioca). Técnico: Luciano Ribeiro

Estádio: Arruda
Árbitro: Ricardo Tavares
Assistentes: Jossemar Diniz e Pedro Wanderley
Gols: Tiago Cunha (2) e Weslley
Cartões amarelos: Ronaldo, Edmilson e Davi (A) e Gilberto, Thiago Matias e
Leandro Souza (S)
Cartão vermelho: Davi (A)
Público: 20.621
Renda: R$ 117.465,00

.
 
 
 
eXTReMe Tracker