Página inicial
 
Mural de recados
25.07 | Patativa
Respondendo esse rapaz chamado franco,sou torcedor e sócio do central desde 1986 ...
25.07 | MARCOS LEITE
O CENTRAL TEM Q FAZER LOGO A ELEIÇÃO, PRA SE ESTRUTURAR PRA 2018 Q JÁ TÁ GARANTI ...
25.07 | luciano
pra resolver o problema do central, não é preciso fechar as portas , e sim os só ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
16/01/2011
20h35 | esportes - PERNAMBUCANO 2011
(PERNAMBUCANO 2011) - Santa Cruz venceu o Ypiranga de virada e lidera o estadual.
No reencontro com a torcida, no Arruda, Tricolor bateu mais um adversário por 2 x 1.
Foi de virada, com muito suor, mas o Santa Cruz conseguiu bater o Ypiranga por 2 x 1, neste domingo, no Arruda. Os dois gols corais aconteceram na etapa final da partida. O primeiro foi marcado pelo atacante Thiago Cunha e o segundo pelo zagueiro Thiago Matias. 

Com o resultado, a equipe coral chega aos seis pontos, mantêm 100% de aproveitamento e termina a segunda rodada do Campeonato Pernambucano como líder da competição. O Ypiranga segue sem somar pontos no Estadual. Na estreia o time também perdeu para o Central, em Santa Cruz do Capibaribe.

Na próxima terça-feira, o Santa Cruz volta a entrar no gramado do Arruda, desta vez, para enfrentar o América pela terceira rodada do Campeonato Pernambucano. 

O jogo - Nos primeiros dez minutos de bola rolando ficou nítido que o Santa Cruz teria muita dificuldade na partida. É que o Ipiranga fazia uma marcação muito forte. Atuando com um falso 3-5-2, a Máquina de Costura anulava a principal jogada da equipe coral: as investidas com Landu pelo lado direito. A partida ficou concentrada no meio-campo com o domínio tricolor, mas sem conseguir furar o bloqueio adversário. 

Apesar do maior volume de jogo e da posse de bola exagerada, o Santa Cruz não colocava velocidade no jogo. O time parecia amarrado e preso na marcação adversária. O time roubava a bola, mas saia muito lento do meio-campo para o ataque. As poucas chances criadas viam em bolas alçadas na área. Foi assim aos 9, 17 e 24 minutos do primeiro tempo. Nas duas primeiras, a conclusão do atacante Laécio foi fraca. Na terceira, Alexandre dominou a bola no peito dentro da grande área, mas chutou cruzado para fora.

A melhor chance do Santa Cruz no primeiro tempo veio aos 39 minutos. Mário Lúcio cobrou uma falta, com muita categoria, no travessão. Sem alardes, o Ypiranga foi chegando. Nos minutos finais levou alguns perigos a meta de Thiago Matias. Até que, aos 43 minutos, em uma falha geral do setor defensivo tricolor, a Máquina de Costura abriu o placar. Ailton enfiou bola para Nino Guerreiro, que invadiu a área e chutou forte, rasteiro, no canto direito. Ypiranga 1 x 0.

Virada - No retorno para o segundo tempo, o técnico Zé Teodoro mudou a equipe. Sacou, de uma vez só, o lateral Bruno Leite e o atacante Landu. Jackson e Thiago Cunha, respectivamente, entraram em campo. E o time passou a fazer tudo que não fez na primeira etapa. Logo aos 6 minutos, em jogada individual de Wesley, o meio-campista lançou Thiago Cunha. O atacante invadiu a área e chutou, cruzado, na saída do goleiro para empatar a partida. 1 x 1.

O gol tricolor aumentou a temperatura dentro de campo. O Santa Cruz foi para cima do adversário e a virada seria uma questão de tempo. E ela chegou aos 19 minutos. Novamente o meia Wesley cruzou na área, a zaga do Ypiranga falhou e Thiago Matias, livre de marcação, chutou forte para fazer Santa 2 x 1. 

Ficha Técnica
SANTA CRUZ
Thiago Cardoso; Bruno Leite (Jackson), Thiago Matias, Leandro Souza e Alexandre; Jeovânio, Memo, Wesley e Mário Lúcio (Renatinho); Landu (Thiago Cunha) e Laécio. Técnico: Zé Teodoro.

YPIRANGA
Cleyton; 2Evanilson (Diguinho), 3Sidney, 4Everton e 6Ailton; 5 Gil (Felipe Espada), 8 Souza, 7 Márcio,10 Miller; 11 Cristiano e 9 Nino Guerreiro (Ila). Técnico: Adelmo Soares.

Local: Estádio do Arruda. Árbitro: Nielson Nogueira. Assistentes: Ubirajara Ferraz e Alcides Lira.Gols: Thiago Cunha e Thiago Matias (SC); Nino Guerreiro (Y). Cartões amarelos: Márcio, Evanilson, Souza, Ailton e Felipe Espada(Y);  Público: 22.442 Total. Renda: R$ 223.060,00. 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker