Página inicial
 
Mural de recados
25.07 | Patativa
Respondendo esse rapaz chamado franco,sou torcedor e sócio do central desde 1986 ...
25.07 | MARCOS LEITE
O CENTRAL TEM Q FAZER LOGO A ELEIÇÃO, PRA SE ESTRUTURAR PRA 2018 Q JÁ TÁ GARANTI ...
25.07 | luciano
pra resolver o problema do central, não é preciso fechar as portas , e sim os só ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
15/11/2016
15h15 | esportes - Eliminatórias
ELIMINATÓRIAS - Peru 0x2 BRASIL - Seleção termina o ano na liderança das Eliminatórias e iguala recorde de 1969
Seis partidas, seis vitórias. O ano de Tite na seleção, iniciado logo após uma eliminação na Copa América para o Peru, termina com uma marca histórica. O técnico igualou o recorde de seis vitórias consecutivas em Eliminatórias, conquistado por João Saldanha em 1969.  Cinco meses depois, o pessimismo e o temor de ficar de fora da próxima Copa do Mundo foram substituídos por uma melhora substancial no futebol e resultados que deixam o Brasil, a seis rodadas do fim da competição, precisando de um ponto para garantir vaga na Rússia em 2018.

Contra o Peru, nesta terça-feira, o Brasil não fez um primor de partida, mas soube controlar o jogo e converter quando teve a oportunidade. Como brinde, garantiu a liderança isolada das Eliminatórias Sul-americanas, quatro pontos à frente do Uruguai, segundo colocado.

O jogo
Foi o Peru quem começou a partida em cima, apertando a saída de bola brasileira. Logo aos sete minutos, em tabela com Cueva, Carrillo invadiu a área e bateu na trave esquerda de Alisson. Dois minutos depois, o Brasil respondeu com Paulinho, que chutou de primeira após passe de Neymar e obrigou Gallese a fazer boa defesa.

Após o mau início, a seleção igualou o controle das ações da partida na segunda metade do primeiro tempo. Ainda chegou com perigo aos 14 minutos, em cruzamento de Renato Augusto que Gabriel Jesus quase aproveitou, e aos 36, quando Neymar cobrou escanteio e Fernandinho, livre de marcação, cabeceou para fora. A primeira etapa, porém, terminaria sem um grande volume de jogo por parte das duas equipes.

O segundo tempo teve um roteiro que começou parecido, com pressão peruana. Logo com dois minutos, Guerrero escorou cruzamento e Alisson evitou o gol. Novamente, o Brasil respondeu. E com gol. Aos 12, Philippe Coutinho tentou um passe dentro da área. A defesa cortou mal e a bola sobrou nos pés de Gabriel Jesus. Livre dentro da área, ele não perdoou e abriu o placar.

O Peru ainda quase empatou em saída errada de Alisson que sobrou na cabeça de Ramos. Mas a festa de Tite e seus comandados não seria estragada. Pelo contrário: ainda aumentaria. Aos 33, qualquer chance dos mandantes se esvaziou quando Gabriel Jesus serviu Renato Augusto na área. O meia dominou e colocou no canto de Gallese, dando números finais à partida.

FICHA DO JOGO
PERU
Pedro Gallese; Aldo Corzo (Advincula), Christian Ramos, Alberto Rodríguez e Nilson Loyola; Andy Polo (Joel Sánchez), Pedro Aquino, Yoshimar Yotún e André Carrillo (Ruidíaz); Christian Cueva e Paolo Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca.

BRASIL
Alisson, Daniel Alves, Miranda, Marquinhos e Filipe Luís; Fernandinho, Paulinho, Renato Augusto e Philippe Coutinho (Douglas Costa); Neymar e Gabriel Jesus (Willian). Técnico: Tite.

Estádio: Nacional, em Lima (Peru)
Data: 15/11/16 (quarta-feira)
Horário: 23h15 (do Recife)
Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia)
Assistentes: Cristian de la Cruz (Colômbia) e John Alexander León (Colômbia)
Cartões amarelos: Renato Augusto (Brasil), Loyola, Cueva (Peru)
Gols: Gabriel Jesus, aos 12’ do 2º tempo, e Renato Augusto, aos 33’ do 2º tempo.
 
DO SUPER ESPORTES PE

.
 
 
 
eXTReMe Tracker