Página inicial
 
Mural de recados
25.09 | MARCOS LEITE
SOROCABA 580 MIL HABITANTES A 101 KM DE S. PAULO, LÁ OS TIMES DO INTERIOR RECEBE ...
24.09 | Rayby
O sao bento de sorocaba com 104 anos de historia conseguiu pela primeira vez na ...
24.09 | KLEBER
ESTA PREFEITA NAO FAZ NADA PELA CIDADE,IMAGINE PELO CENTRAL,LAMENTAVEL ISTO. ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
06/10/2015
20h29 | esportes - PE 2016
Campeonato Pernambucano de 2016 muda fórmula e agora terá uma primeira fase mais enxuta
Em um conselho arbitral tumultuado, foi aprovado nesta terça-feira a fórmula do Campeonato Pernambucano de 2016. O modelo é semelhante ao adotado nos dois últimos anos, com Santa Cruz, Salgueiro, Sport e Náutico iniciando a competição apenas na segunda fase, com a primeira rodada no dia 31 de janeiro. A mudança veio com relação à primeira fase, que contará com a participação dos demais oito clubes. Ao invés de todos se enfrentarem em ida e volta, com o Estadual começando em dezembro, essas equipes serão separadas em dois grupos de quatro times, com os campeões de cada chave avançando para o hexagonal do segundo turno (e garantindo as vagas na Série D). Os demais disputarão um outro hexagonal, contra o rebaixamento.

Assim, no Grupo A estão Central, Porto, Atlético Pernambucano e o campeão da Série A2 ainda a ser definido. Já no Grupo B figuram Serra Talhada, Pesqueira, América e o vice campeão da Série A2. Os time se enfrentam dentro dos seus grupos, em jogos de ida e volta. Essas fases começam em 10 de janeiro e vai até 27 de janeiro. 

O motivo para a mudança na primeira fase do Pernambucano foi financeiro. Isso porque a competição não contará com o programa governamental Todos com a Nota e os clubes do interior alegaram não ter condições de assumir três meses a mais de folha salarial, com a reapresentação dos elencos em novembro e o campeonato começando em dezembro. Porém, mesmo com a mudança, a decisão não foi totalmente bem recebida.

O mais indignado era o presidente do Central, Jandoval Bezerra, que chamou de "vergonha" a decisão. Ao ponto de garantir que está deixando o futebol. "O Central detestou esse modelo. É uma fórmula injusta, ditatorial, que não condiz com o futebol. É uma vergonha o Central terminar em quarto lugar na edição passada e ter que disputar um classificatório, enquanto o Náutico já está classificado não pode ser rebaixado. Por tudo isso eu estou me retirando do futebol e não piso mais nessa federação", reclamou.

Vale lembrar que Santa Cruz, Salgueiro e Sport não disputam a primeira fase por disputarem paralelamente a Copa do Nordeste. Já o Náutico recebeu o benefício por disputar a Série B do Campeonato Brasileiro, com término em novembro.

Nem mesmo o autor da ideia de reformulação da primeira fase saiu totalmente satisfeito do conselho arbitral. Para o presidente do Serra Talhada, José Raimundo, "dos males, o menos". "Pela regra do conselho arbitral, nós teríamos menos poder do que os Santa Cruz, Sport, Salgueiro e Náutico juntos pelo peso dos votos de cada um (40x38). Nós chegamos a sugerir o campeonato em turno único com pontos corridos, mas não foi possível. Não foi o ideal, mas foi um meio termo. Até porque reduzimos os gastos em 45 dias", pontuou.
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker