Página inicial
 
Mural de recados
22.02 | Centralino
Só me pergunto porque trouxeram esse raniere e o tal de Rafael 1 meia e 1 volant ...
22.02 | Carlos
O central joga com menos um com esse Luizão eita jogador ruim da porra. ...
22.02 | ailton
este luizão não presta e ruim de maisss ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
30/01/2018
10h34 | esportes - NÁUTICO
Por cota de R$ 600 mil, Náutico encara jogo contra Cordino como ´prioridade`
O jogo contra o Cordino, nesta quarta-feira, é apenas a estreia do Náutico na Copa do Brasil. Mas, desde a pré-temporada alvirrubra, vem sendo considerado uma das prioridades do time nesse início de 2018. Não é para menos. Afinal, a classificação a segunda fase da competição nacional irá render aos cofres do clube uma cota de R$ 600 mil, maior inclusive a que o Timbu obteve com a passagem a fase de grupos da Copa do Nordeste, que foi de R$ 500 mil. A folha salarial do atual elenco timbu é de aproximadamente R$ 200 mil.
 
Para este ano, todas as cotas da Copa do Brasil receberam um aumento por parte da CBF. Para ser ter uma ideia, se alcançar a terceira fase da competição, em um possível confronto contra o Santa Cruz, que enfrenta o Fluminense-BA, a premiação será de R$ 1,4 milhão.

"Desde as primeiras reuniões que fizemos na pré-temporada, foi feita uma avaliação de todas as competições e essa foi considerada primordial para o Náutico devido à questão financeira. Estamos cientes disso e por isso estamos indo para lá com o intuito de voltarmos classificados", afirmou o volante Josa. 

Para se classificar, basta ao Náutico um empate contra o Cordino, que na temporada ainda não venceu nenhum jogo (soma dois empates e duas derrotas). Além disso, como o seu estádio tem capacidade para apenas 1.500 torcedores, o Cordino terá que atuar em São Luís, a 439 quilômetros de distância de Barras do Corda. 

Mesmo assim, o volante alvirrubro não quis falar em favoritismo. "A gente vai com o intuito de buscar a classificação. Esse é o nosso pensamento. Se o Náutico vai entrar em campo como favorito, que seja para eles. Estamos encarando esse jogo com muita seriedade. Não podemos substimar nenhuma equipe, principalmente quando a gente não conhece bem o adversário", destacou.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker