Página inicial
 
Mural de recados
22.02 | Centralino
Só me pergunto porque trouxeram esse raniere e o tal de Rafael 1 meia e 1 volant ...
22.02 | Carlos
O central joga com menos um com esse Luizão eita jogador ruim da porra. ...
22.02 | ailton
este luizão não presta e ruim de maisss ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
18/01/2018
10h49 | esportes - COPA DO NORDESTE
COPA DO NORDESTE --- Náutico volta a apresentar limitações e empata em 2 a 2 com Altos-PI
Após superar a pressão pela classificação à fase de grupos da Copa do Nordeste, era esperado uma evolução por parte do Náutico diante do Altos-PI, nesta quarta-feira, na Arena de Pernambuco. Porém, não foi o que se viu. Ainda com um futebol muito pobre tecnicamente, principalmente na parte ofensiva, os alvirrubros ficaram apenas no empate por 2 a 2 com a equipe piauiense na abertura do Grupo C da competição. No terceiro jogo da temporada, as atuações da equipe do técnico Roberto Fernandes já acendem a preocupação para o restante do ano.

 

 

Até porque não haverá muito tempo para corrigir as ainda muitas falhas existentes. O time já terá pela frente dois jogos seguidos pelo Campeonato Pernambucano. Na sexta-feira, estreia no Estadual contra o América, novamente na Arena (provavelmente com um time alternativo). E no domingo encara o Central, em Caruaru. Pelo Nordestão, o Náutico só volta a campo no dia 7 de fevereiro, contra o Botafogo-PB, em João Pessoa.

 

O jogo

Em busca de um maior entrosamento, o técnico Roberto Fernandes decidiu repetir a mesma escalação que entrou em campo no sábado passado contra o Itabaiana pela fase classificatória. O que, a exceção do zagueiro Camutanga que não foi titular no primeiro jogo diante dos sergipanos, significa que foi a terceira partida seguida com a mesma base.

No entanto, o que se viu nos primeiros minutos foram os mesmos erros já diagnosticados nesse início de temporada. Principalmente na parte ofensiva, que, sem transição entre os setores, mostrou mais uma vez tendo enormes dificuldades de criar. Assim, o modesto Altos começou melhor o duelo com direito a ter duas boas chances nos sete minutos iniciais.

Quando a pequena torcida alvirrubra na Arena já começava a dar sinais de inquietação com mais uma apresentação fraca da equipe, o Náutico contou com a ajuda do adversário para abrir o marcador. Após uma saída de bola errada do time piauiense pelo meio, a bola caiu nos pés de Daniel Bueno que rolou para Fernandinho tirar do alcance do ex-goleiro alvirrubro Gideão, aos 20 minutos.

A liderança no marcador poderia trazer uma maior tranquilidade para o time pernambucano, enfim, apresentar um futebol mais organizado. Porém, a vantagem durou pouco tempo. Seis minutos depois, após cobrança de escanteio, o zagueiro Leone foi mais rápido que a defesa e cabeceou sem chances para Jefferson. 

O primeiro gol marcado e tomado pelo Náutico de forma oficial em 2018 parece ter ajudado a quebrar o gelo do time alvirrubro, que, mesmo sem conseguir apresentar um padrão de jogo, enfim conseguiu criar uma boa jogada pela direita, que resultou no gol do meia Wallace Pernambucano, aos 29, aproveitando rebote da defesa piauiense. Foi o suficiente para descer para o vestiário na vantagem.

 Segundo tempo

Satisfeito com a atuação da sua equipe, Roberto Fernandes não promoveu mudanças para a etapa final. Porém, foi obrigado a fazer sua primeira alteração logo aos sete minutos, quando Fernandinho deixou o campo se sentindo mal para a entrada do prata da casa Robinho, um dos destaques do Náutico na última Copa São Paulo de Juniores. 

 

Porém, o baque maior veio pouco depois. Em cobrança de falta de muito longe, Dudu Trindade mandou no ângulo, sem defesa para Jefferson, voltando a empatar a partida.

Novamente com o resultado ruim em mãos, o técnico alvirrubro tentou fortalecer o setor ofensivo ao sacar o nulo Thiago Ennes para a entrada do meia-atacante Clebinho. Com isso, o volante Hygor foi deslocado para a lateral direita. A mudança, porém, não surtiu efeito, já que a equipe pernambucana seguia batendo em suas próprias limitações técnicas.

Nem quando as equipes passaram a ter mais espaço para criar, com as expulsões do zagueiro Rafael Ribeiro, por parte do Náutico, e Everton Moura, pelo lado do Altos, após disputa de bola que gerou uma grande confusão entre os times, mudou o cenário. O Náutico não merecia nada melhor que o empate em casa contra o Altos.

Ficha do jogo

Náutico 2

Jefferson; Thiago Ennes (Clebinho), Camutanga, Rafael Ribeiro e Gabriel Araújo; Negretti, Hygor, Wallace Pernambucano e Medina; Fernandinho (Robinho) e Daniel Bueno (Josa). Técnico: Roberto Fernandes.

Altos 2

Gideão; Vágner, Leone, Everton e Netinho (Douglas); Marconi, Américo, Dos Santos e Esquerdinha; Dudu Trindade (Bruno Aquino) e Manoel. Técnico: Waldemar Lemos.

Local: Arena de Pernambuco

Árbitro: Dênis da Silva Ribeiro Serafim (AL)

Assistentes: Esdras Mariano de Lima e Wagner José da Silva (ambos de AL)

Gols: Fernandinho (20 min do 1º), Leoni (26 min do 1º), Wallace Pernambucano (29 min do 1º), Dudu Trindade (14 min do 2º).

Cartões amarelos: Camutanga, Negretti (N)

Expulsões: Rafael Ribeiro (N) e Everton (A)

Público: 2.075

Renda: R$ 19.865

DO SUPER ESPORTES PE 

FOTO: Ricardo Fernandes/DP 


...
 
 
 
eXTReMe Tracker