Página inicial
 
Mural de recados
18.01 | centralino
Tem muito imbecil que tem prazer em vir fazer postagem aqui posando de torcedor ...
18.01 | Willians Maia
Amigos...fico estarrecido como todos os anos e toda troca de Presidente no Centr ...
18.01 | Glauco
Esse conformismo idiota dos torcedores do Central, é o que mais irrita, empatar ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
30/12/2017
10h50 | esportes - NÁUTICO
NÁUTICO --- Time tem base para enfrentar o Itabaiana, mas fica no 0 a 0 em jogo treino contra o Auto Esporte
A pouco mais de uma semana do decisivo jogo que abre a temporada 2018, o Náutico fez um jogo-treino com o Auto Esporte da Paraíba, nesta sexta-feira, no CT do clube. A movimentação foi importante para o técnico Roberto Fernandes fazer suas observações sobre o time titular do Timbu. Ao que parece, a base está pronta, pois ele voltou a escalar algumas peças usadas anteriormente. O resultado de 0 a 0, porém, mostrou que a equipe precisa crescer muito ofensivamente ainda.

O Náutico começou o treino com Jefferson, Thiago Ennes, Rafael Ribeiro, Camacho e Gabriel Araújo; Hygor, Negretti, Wallace Pernambucano; Clebinho, Odilávio e Fernandinho. É a mesma base que foi utilizada nos outros jogos-treino e coletivo realizados. Sendo assim, é muito provável que, no dia 8, contra o Itabaiana, o Timbu utilize essa equipe desde o início.

Como o Auto Esporte atrasou uma hora para chegar ao CT, a movimentação teve apenas um tempo corrido. Foram 60 minutos de bola rolando. Tempo suficiente para se perceber que o Náutico ainda procura uma forma de jogar, principalmente, ofensivamente. Wallace Pernambucano voltou a se destacar na criação, com o volante Hygor se sobressaindo na marcação ao lado de Negretti. O Timbu mostrou inconsistência na defesa no lado de Rafael Ribeiro e nas laterais, que pouco criaram. No ataque, a equipe claramente carece de uma referência. O garoto Odilávio, da base, não conseguiu contribuir como o esperado. As jogadas de perigo ao gol adversário foram praticamente inexistentes.

No decorrer da movimentação, Roberto Fernandes fez algumas alterações, procurando observar jogadores. Kevin, lateral esquerdo da base, foi o primeiro a entrar, na vaga de Odilávio, passando a jogar no meio. Logo depois, Cal Rodrigues foi acionado no lugar de Hygor. Clebinho saiu para a entrada de Jobson. Por fim, William Gaúcho substituiu Fernandinho.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

...
 
 
 
eXTReMe Tracker