Página inicial
 
Mural de recados
24.11 | Kaio
Tbm tem q trazer o Naldinho e Caça Rato e trazer um zagueiro experiente ...
22.11 | CLEO
VERDADE MARCONDES ESSA É A HORA DA MASSA ALVINEGRA AJUDAR O CENTRALZÃO. ...
22.11 | MARCONDES
TODOS UNIDOS PELO CENTRAL, IMPRENSA, DIRETORIA E TORCIDA SÓ ASSIM O CENTRAL VAI ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
13/10/2017
13h56 | esportes - NÁUTICO
Maior esperança do ataque, William causa preocupação no Náutico por histórico de lesões
A relação do Náutico com a posição de centroavante nesta temporada foi ruim. Depois de dispensar Anselmo no começo do ano e perder Rafael Oliveira, Gilmar e Vinícius, por lesões, o Timbu sofre com a instabilidade de William. O experiente jogador é visto com uma condição física limitada por não ter feito uma pré-temporada e ainda passar por um período de inatividade antes de assinar contrato com o Alvirrubro. Com isso, mesmo sendo a maior esperança de gols, o atleta será usado com cuidado nos jogos.

"A questão do William é a seguinte. É um baita profissional. Com sua experiência, pode ajudar para caramba dentro e fora de campo. Só que tudo na vida tem um preço e o preço é de um conjunto de uma obra, de não ter feito pré-temporada, de ter sido contratado vindo de um período de inatividade. Vamos ter uma sequência de três jogos em sete dias. Se William jogar esses jogos, com certeza, deve se lesionar. E num desses jogos vai jogar mais com a experiência porque não tem essa preparação. Quero muito que William possa nos dar o máximo. Mas, talvez, o máximo que ele pode não seja jogar os dez jogos. Talvez, tem que saber administrar. Se ele for para a terceira lesão, acho que perde outro centroavante na Série B", disse o técnico Roberto Fernandes. 

A questão física, de fato, preocupa ao técnico Roberto Fernandes, que detalhou as lesões sofridas pelo jogador. Todas, por sinal, foram musculares."A hora do William ela chegou desde que eu cheguei. Quando eu cheguei aqui, meu primeiro jogo foi contra a Luverdense. Ali, eu cheguei faltando dois dias para o jogo. Precisava ouvir a comissão técnica. Então, o departamento físico disse que William não estava pronto para o jogo. Aí, contra o América, era pra ele ir no banco e voltar aos poucos. Só que isso, pela logística, ele perderia dois dias de treino se não jogasse. Optamos para ele melhorar a preparação. Fez isso e foi bem. Mas se lesionou e voltou contra o Brasil (de Pelotas). Acabou o jogo lesionado. Ficou de novo fora e foi para o jogo contra o  Oeste. Em 15 minutos, perdi ele lesionado."

Com 34 anos, William foi contrato pelo Náutico no começo de agosto. Esperou quase duas semanas para fazer a estreia pelo clube. Desde então, fez apenas quatro partidas e marcou um gol.
DO SUPER ESPORTES PE 
 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker