Página inicial
 
Mural de recados
17.11 | VICTOR HUGO
TA DECRETADA A QUEDA DO SPORT KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Q BELEZA KKKKKKKKKKKKKKKKKK ...
13.11 | CLEO
É VERDADE MARCOS LEITE O TRIO DE FERRO DA CAPITAL FOI UMA VERGONHA ESSE ANO. ...
13.11 | Pierre Santos
Aí é onde mora o perigo caro Aldery, a federação vai ficar mais compromissada ai ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
12/09/2017
09h46 | esportes - Nautico
Náutico tem a melhor campanha entre times ameaçados de queda nas últimas dez rodadas
A 23ª rodada da Série B foi excelente para o Náutico, que após vencer o Brasil-RS por 1 a 0 na última quarta-feira viu os seus rivais diretos na luta contra o rebaixamento tropeçarem e a diferença para deixar o Z4, que já foi de 12 pontos, diminuir para apenas cinco. Reação alvirrubra que, no entanto, não se iniciou na semana passada. Nas últimas dez rodadas, o Timbu tem a melhor campanha entre os times que lutam contra o descenso.

Dentro desse recorte, iniciado quando o Náutico era comandado pelo técnico Beto Campos, o time pernambucano somou 14 dos seus atuais 20 pontos (70% do total). Considerando a briga contra o rebaixamento se iniciando a partir do Paysandu, 14º colocado e que possui 24,5% de risco de queda segundo o departamento de matemática da Universidade Federal de Minas Gerais, nenhum outro clube somou mais pontos que o Timbu. O Brasil-RS, 13º com 30 pontos, tem risco de apenas 8,2%.
 
Quem se assemelha ao Náutico dentro desse recorte é o Luverdense, que somou os mesmos 14 pontos. A equipe matogrossense, no entanto, ficaria atrás em uma hipotética classificação por ter saldo de gols zerado, contra um positivo dos alvirrubros. Na classificação real, o time de Lucas do Rio Verde aparece na 15º colocação, com 27 pontos, sete a mais que o Timbu.

Ainda dentro do intervalo dos últimos 10 jogos, Paysandu e Figueirense somaram 13 pontos, o Goiás apenas oito, enquanto os dois ameaçados de rebaixamento que menos pontuaram nesse período foram Santa Cruz e ABC, com seis e cinco pontos, respectivamente.

Ainda é preciso melhorar

No entanto, se o recorte das dez últimas rodadas reforça a esperança do torcedor do Náutico, ele também serve para reforçar o quanto a caminhada para fugir do rebaixamento é árdua devido ao começou praticamente nulo da equipe na competição. 

Se o aproveitamento de 46,7% das últimas dez rodadas for mantido até o final da Série B, o Náutico somará mais apenas 21 pontos, que somados aos 20 que já possui levaria a equipe a terminar a competição com 41. O que representa ainda um alto risco de disputar a Série C em 2018. Ainda segundo a UFMG, com 41 pontos, uma equipe possui um ameaça de queda de 86%. De acordo com os matemáticos mineiros, apenas com 46 pontos o risco de queda passa a ter uma margem segura, no caso de apenas 5,5%.

Os ameaçados de rebaixamento

Classificação real

14º) Paysandu - 27 pontos (24,5% de risco de queda)
15º) Luverdense - 27 pontos (26,3% de risco de queda)
16º) Goiás - 25 pontos (43,3% de risco de queda)
17º) Figueirense - 25 pontos (45% de risco de queda)
18º) Santa Cruz - 24 pontos (62,4% de risco de queda)
19º) Náutico - 20 pontos (77,5% de risco de queda)
20º) ABC - 17 pontos (94,2% de risco de queda)

Classificação das 10 últimas rodadas

1º) Náutico - 14 pontos (46,7% de aproveitamento)
2º) Luverdense - 14 pontos (46,7% de aproveitamento)*
3º) Paysandu - 13 pontos (43,3% de aproveitamento)
4º) Figueirense - 13 pontos (43.3% de aproveitamento)
5º) Goiás - 8 pontos (26,7% de aproveitamento)
6º) Santa Cruz - 6 pontos (20% de aproveitamento)
7º) ABC - 5 pontos (16,7% de aproveitamento)

*Fica atrás no saldo de gols

Do Super Esportes
 
 
 
eXTReMe Tracker