Página inicial
 
Mural de recados
22.11 | CLEO
VERDADE MARCONDES ESSA É A HORA DA MASSA ALVINEGRA AJUDAR O CENTRALZÃO. ...
22.11 | MARCONDES
TODOS UNIDOS PELO CENTRAL, IMPRENSA, DIRETORIA E TORCIDA SÓ ASSIM O CENTRAL VAI ...
22.11 | paulo
ESSE BABACA DA PATATIVA DEVE SER TORCEDOR DO SPORTE RECIFE ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
27/06/2017
10h48 | esportes - Náutico
NAUTICO - Jejum Timbu já é o maior do clube desde 2009
O torcedor do Náutico vai ter que puxar pela memória para lembrar a última vitória do clube na temporada. E talvez muitos não vão conseguir. Afinal, faz tempo. Exatos 78 dias desde que o Timbu venceu o clássico contra o Santa Cruz por 2 a 1, no Arruda, no dia 10 de abril, ainda pela última rodada do hexagonal do Campeonato Pernambucano.
 
De lá para cá, já são 14 jogos de jejum (quatro do Estadual e 10 pela Série B), com dez derrotas e quatro empates. Nesse intervalo, três treinadores passaram pelo clube, começando por Milton Cruz, passando por Waldemar Lemos e chegando até Beto Campos. E nada. O hiato de vitórias já é o maior do clube desde 2009, quando ficou a ficar 13 partidas sem triunfos.

Na ocasião, todos os jogos foram válidos pela Série A do Brasileiro, com oito derrotas e cinco empates. Um rendimento de 20,5%. Bem superior ao do atual jejum que é de pífios 9,5%. Só para lembrar, em 2009, o Náutico acabou rebaixado para a Série B na penúltima posição, a frente apenas do rival Sport.
 
Já em 2013, quando o clube fez a segunda pior campanha da história dos pontos corridos na Série A, com apenas 20 pontos conquistados, o Timbu também passou por um longo período sem vitórias. No caso, 12 derrotas seguidas, nas 13 rodadas finais. No último jogo venceu o Corinthians, na Arena de Pernambuco. 

Por tudo isso, reagir sexta-feira diante do CRB, também na Arena, é urgente. Para muitos, talvez a última chance do time iniciar uma recuperação. Afinal, com apenas 10 rodadas disputadas na Série B, o risco de rebaixamento do Náutico já varia entre 88% e 90% segundo o departamento de matemática da Universidade Federal de Minas Gerais e o site Chance de  Gol, especializado em projeções.

Do Super Esportes PE
 
 
 
eXTReMe Tracker