Página inicial
 
Mural de recados
28.06 | ojuara
CONCORDO NELHOR PAGAR SAFADAO DE QUE INVESTIR NESSE CLUBE SAFADO DE LADROES PORQ ...
28.06 | Paulo Junior
Parabéns pela atitude dos torcedores do Central em dividir o dinheiro com os fun ...
27.06 | Carlos
Eu acho que esse verdade nua e crua tem problemas mentais ele fica pensando,pens ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
16/06/2017
05h20 | esportes - NÁUTICO
NÁUTICO - Atacante Gilmar foi apresentado oficialmente nesta quinta-feira
Sorrisos, agradecimentos e reconhecimento que a fase do Náutico não é das melhores. Foi nesse tom que o atacante Gilmar foi apresentado no CT Wilson Campos, na manhã desta quinta-feira. O atleta, que usará a camisa 84, ano do seu nascimento, afirmou mais uma vez que voltou ao clube por acreditar que pode contribuir de forma direta no processo de recuperação do time. A parte financeira, segundo elem não foi importante para o retorno. O coração falou mais alto. 

“Eu vivi alguns momentos em alguns clubes que eu passei e acho que o Náutico foi algo especial. Hoje, eu me tornei torcedor do Náutico pelo carinho que o torcedor tem por mim. Sempre recebo mensagens de carinho e sempre quis ver o Náutico bem. Quando minha contratação foi anunciada muitos companheiros disseram que eu posso apagar o meu passado aqui, mas discordo. Quem gosta tem que abraçar em uma situação dessa. O Itumbiara não queria que eu saísse, mas tínhamos um acordo que poderia sair com proposta de Série A e Série B e disse que vinha pela identificação e não por dinheiro”, revelou.
 
Gilmar lembrou que foi sondado outras vezes pelo Náutico e que tem certeza que o melhor foi não ter retornado. As lesões e o momento da carreira não seriam favoráveis. Agora, mais experiente, Gilmar sabe que não adianta se afobar com a situação da tabela. O jogador lembrou várias vezes durante a entrevista que ainda há tempo de se recuperar na competição. Só não pode acreditar que isso será fácil. “Vamos esquecer esses sete jogos e vamos pensar nos jogos restantes. Temos que pensar jogo a jogo. Não adianta pensar no segundo sem jogar o primeiro”, avisou.

Velocidade

Acostumado a ser um homem de velocidade, Gilmar não é mais nenhum garoto e com o tempo aprendeu que é preciso ir se adaptando ao futebol. Questionado como vem atuando, o camisa 84 disse que ainda pode jogar aberto, como fez sucesso no Timbu, mas não será surpresa se atuar mais centralizado.
 
“Com o passar do tempo vamos aprendendo algumas coisas e os atalhos do campo. Gosto de jogar pelos lados do campo, mas alguns treinadores gostam de me colocar para jogar como falso 9. Eu gosto de ser homem surpresa e vindo de trás. Acho que posso render como esse homem”, prometeu.
 
Outra mudança que Gilmar comentou foi a do comportamento da torcida do Náutico. Acostumado a atuar nos Aflitos sempre com um bom apoio dos alvirrubros, o atacante pediu que a torcida volte a apoiar o time o mais rápido possível.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker