Página inicial
 
Mural de recados
23.05 | MARCOS LEITE
PERDEMOS UMA BATALHA, MAS NÃO PERDEMOS A GUERRA VAMOS GANHAR O CORURIPE, CENTRAL ...
22.05 | Davi
Essa Racreche sei não viu... ...
22.05 | Aldery
Alguém lembra aqui da Série B de 1997? Da parceria entre Central e Cadimo Barros ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
13/02/2017
15h22 | esportes - NÁUTICO
Náutico garante Dado Cavalcanti no cargo e pede união para superar má fase
Após mais de duas horas depois do início marcado para o treino do Náutico, a direção de futebol alvirrubra foi até a sala de imprensa para esclarecer o que estava acontecendo. Eduardo Henriques, Toninho Monteiro e Guilherme Rocha realizaram uma reunião com o técnico Dado Cavalcanti na manhã desta segunda-feira e garantiram que o técnico segue no clube. “Não estamos trabalhando com essa hipótese”, afirmou diretamente Henriques.

Porta-voz da direção na entrevista coletiva, Henriques classificou o encontro como rotineiro e disse que apenas anteciparam a reunião noturna. “Tivemos uma reunião com Dado após todos os jogos. Normalmente a gente se reúne sempre após os jogos para passar nossa impressão e cobrar os relatórios da comissão técnica. O fato de estarmos aqui de manhã é porque temos um jogo importante na quarta-feira. Não poderíamos deixar para a noite ou amanhã. Foi uma reunião que se alongou porque estávamos discutindo detalhes desde dentro e fora de campo. Foi uma reunião rotineira”, explicou.

Henriques admitiu que o momento não é o esperado após a preparação do início do ano, mas espera que a união de esforços fará o time sair da situação atual. “Imaginávamos um começo bem melhor, mas temos que acreditar no trabalho da gente. Sabemos que existem erros e temos que procurar fazer o seu melhor. Todos estão conscientes que temos que melhorar. Todos vieram sabendo da pressão que existe por resultados esse ano”, lembrou.

Um dos motivos para o dia ter sido diferente no clube foi a ausência do treinador durante o treinamento dos reservas. Dado não apareceu em campo. Algo estranho já que normalmente o técnico sempre está presente e participa da movimentação. Desta vez não. Ficou no hotel o tempo todo e a reunião demorou um pouco mais. Um dos assuntos que pode ter alongado a conversa foi o comportamento de Maylson, que após sair de campo reclamou da comissão técnica. “Estamos debatendo e iremos conversar sobre esse assunto hoje à tarde. Já conversamos com Dado e com a comissão técnica”, confirmou Eduardo Henriques.

Pressão na Copa do Brasil

Por ser um jogo eliminatório, na próxima quarta-feira contra o Guarani de Juazeiro, Dado sofre uma pressão maior. Uma desclassificação significaria uma perda de R$315 mil para o clube e foi nesse ponto que a direção afirmou não tratar a demissão do técnico como uma hipótese. “Esse regulamento da Copa do Brasil transformou os jogos mais difíceis. A gente precisa encarar como uma decisão e não estamos contando com derrota. O que precisamos é melhorar, reconhecer os erros para juntos superar isso”.
 
DO SUPER ESPORTES PE

.
 
 
 
eXTReMe Tracker