Página inicial
 
Mural de recados
25.06 | Kaio SGD
Tás assistindo os jogo. Dizer q ele jogou até agora pelo amor de Deus ...
25.06 | Adalgisio
Kaio SDG ou você não assistiu nenhum jogo ou não entende de futebol pra dizer qu ...
24.06 |
Soube que a procura de ingressos foi fraca... Que torcida fraca essa do central ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
28/11/2016
10h19 | esportes - NÁUTICO
Náutico calculava trabalhar com orçamento de até R$ 50 milhões caso fosse para a Série A
O fracasso na busca pelo acesso à Série A vai custar caro ao Náutico, de acordo com estimativa da própria diretoria do clube. A expectativa era de que o Timbu faturasse, em 2017, uma verba de até R$ 50 milhões, caso disputasse a Série A. Esse dinheiro seria proveniente da verba da televisão e de contratos de patrocínio.

Diante de um valor tão alto, fica ainda maior o lamento da diretoria do Náutico, que traçou duas opções de planejamento para a próxima temporada: com e sem o acesso. "Essa derrota pegou a gente de surpresa, porque estávamos confiantes no acesso. Infelizmente, não contávamos com o que aconteceu. O time foi horrível em campo, perdendo o jogo de forma ridícula e um acesso que nos dá um prejuízo de R$ 50 milhões", afirmou o diretor de futebol Eduardo Henriques.

O Náutico tinha a expectativa de um contrato entre R$ 28 mi e R$ 30 mi de verbas de televisão. Estava nos planos, também, uma aumento significativa no valor do patrocínio com a Caixa, atual parceiro master do clube. No total, o cálculo é que o Timbu arrecadaria até R$ 50 milhões. "Além da verba da TV, poderíamos ter um acréscimo no patrocínio da Caixa, que chegaria a mais do que o dobro do atual valor, sem falar de outros benefícios de se estar numa Série A", lamentou Eduardo Henriques.
 
DO SUPER ESPORTES PE

...
 
 
 
eXTReMe Tracker