Página inicial
 
Mural de recados
22.05 | Aldery
Alguém lembra aqui da Série B de 1997? Da parceria entre Central e Cadimo Barros ...
22.05 | Israelito Almeida
Maravilhosa Graça! E a saga de vergonha continua. Até quando senhores alvinegr ...
22.05 | Patativa
Qual a parceria que fez o Atlético Pernambucano e qual a empresa parceira do Sal ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
16/10/2016
18h17 | esportes - NÁUTICO
Náutico perde o meia Vinícius e o atacante Rony para o confronto contra o Luverdense
NÁUTICO
A vitória do Náutico sobre o Ceará teve como saldo negativo os cartões amarelos. Dois atletas, por sinal, tomaram o terceiro e desfalcam a equipe no duelo contra o Luverdense, próxima sexta-feira. Rony e Vinícius estão suspensos e não viajam para o Mato Grosso. Perdas que geram dúvidas na cabeça do técnico Givanildo Oliveira. O treinador, porém, exaltou a força do grupo alvirrubro para superar as ausências.

"Qualquer time que eu dirijo, e os outros técnicos também, você não tem 11. Tem sempre um grupo, e os que jogam mais porque estão melhores. Mas os que de repente entram e correspondem podem arrumar uma vaga. Futebol é assim. Inclusive de vez em quando falo essa história, que se alguém está cheatado por não estar jogando, trabalhe para mostrar condições", elogiou Givanildo.

Sem Vinícius, a tendência é que Givanildo opte por escalar Renan Oliveira, que inclusive chegou a entrar no seu lugar durante a partida. Para o lugar de Rony, o técnico alvirrubro pode escalar Yuri Mamute, liberando Bergson para atuar pelas pontas, ou o garoto Jefferson Nem, vice-artilheiro do Timbu na Série B e que também foi acionado no segundo tempo contra o Ceará.

Seja quais forem os escolhidos contra o Luverdense, o treinador sabe que terá deles entrega, algo que tem sido uma marca do Náutico sob seu comando. "Não pode se entregar. Sempre consegui essa parte, o respeito e a dedicação deles como está acontecendo hoje. Todos estão querendo jogar, treinando bem, e quem entra, se não vai bem, dá tudo dele. Tem sido assim por isso", completou.
 
DO SUPER ESPORTES PE 
 
FOTO: LÉO LEMOS 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker