Página inicial
 
Mural de recados
19.10 | Antonio do Salgado
Respondento a Paulo. Meu chefe a diretoria é nova no clube, mais os funcionár ...
18.10 | MARCOS LEITE
É VERDADE PAULO RICARDO, DIRETORIA VAI ARRUMAR A KSA, ISSO NÃO PODE SER FEITO DA ...
18.10 | Paulo R
! Antônio, amigo a nova diretoria só faz 15 dias que assumiu o club e vc pergunt ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
26/09/2016
22h18 | esportes - NÁUTICO
Náutico terá série de quatro jogos decisivos nas duas primeiras semanas de outubro
NÁUTICO
Um olhar frio para a classificação da Série B e o décimo lugar que o Náutico ocupa atualmente não parece ser animador. Mas a Segunda Divisão do Brasileiro neste ano está bastante peculiar. Com 39 pontos, o Timbu está a apenas três pontos do G4. Após as duas últimas vitórias, a equipe voltou a se credenciar ao acesso. Os alvirrubros, porém, sabem que, com o acirramento da briga, terão que dar continuidade à sequência de bons resultados. E as duas primeiras semanas de outubro serão decisivas nesse sentido. 

A série de quatro jogos que o Náutico terá entre o próximo sábado, 1° de outubro, e o dia 15 pode definir as pretensões do time na Série B. A sequência inicia diante de um adversário forte, o Vasco, disparado na ponta da tabela. No primeiro turno, as equipes travaram um duelo equilibrado, no Rio de Janeiro, apesar da vitória carioca por 3 a 2. Em seguida, um confronto que pode ser um trunfo para a equipe. Embora seja fora de casa, o Timbu pega o Bragantino, atualmente na zona de rebaixamento. 

Os dois últimos jogos da série estão entre os mais decisivos. Serão duas partidas em casa, na Arena Pernambuco, contra adversários diretos por uma vaga no G4. Primeiro, o Timbu pega o Brasil de Pelotas. Depois, recebe o Ceará. São equipes que hoje estão logo à sua frente na tabela. Com a proximidade na pontuação entre os times, vencer esses duelos pode fazer a diferença na reta final da competição. 

Com a vitória por 2 a 1 fora de casa sobre o Paraná, no último sábado, o Náutico chegou ao quarto jogo invicto nesta Série B. A série teve início com a chegada do técnico Givanildo Oliveira, que empatou seus dois primeiros jogos e venceu os dois mais recentes. Os alvirrubros sabem que, se quiserem seguir rumo ao G4, vão ter que ampliar essa sequência. A maior série sem derrota do Timbu nesta Segundona foi entre a quarta e a oitava rodada. Na ocasião, foram cinco confrontos sem perder, sendo quatro vitórias e um empate. O resultado disso foi a chegada do time ao G4, na época.

Assim como na última semana, antes de enfrentar o Vasco, Givanildo Oliveira terá tempo para trabalhar. Serão cinco dias livres a partir de hoje para treinar pensando no time carioca. Para essa partida, o treinador não poderá contar com o lateral esquerdo Gastón, que conseguiu passar oito jogos pendurado sem levar cartão. Diante do Paraná, porém, foi advertido e está fora do confronto. O reserva Mateus Muller deve ficar com a posição.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker