Página inicial
 
Mural de recados
25.04 | Jose Helio Pessoa
DODEIRO NÃO ATRAPALHA....O CENTRAL SÓ NÃO É MAIOR DO QUE SUA LOUCURA...TIRAR LI ...
25.04 | Patativa
Que time é esse em ? O vexame vai ser pior do q do ano passado jogadores que nun ...
25.04 | Patativa
Quem tem que sair é esse bodeiro que nunca fez nada pelo central e só faz atrapa ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
24/09/2016
18h20 | esportes - SÉRIE B 2016
SÉRIE B - Paraná 1x2 Náutico - Timbu se aproxima do G-4
Invicto no comando do Náutico, o técnico Givanildo Oliveira vem dando mostras que o acesso pode se tornar realidade para o Timbu. Mais um importante passo rumo ao G4 da Série B do Brasileiro foi dado na tarde deste sábado, na Vila Capanema, em Curitiba. O Alvirrubro soube se prevalecer sobre o Paraná e ganhou o jogo por 2 a 1. Assim, mantém a  diferença de três pontos para a zona de acesso à Primeira Divisão, mas diminui a quantidade de clubes na sua frente.

O Timbu teve uma postura digna de mandante no início da partida. Embora com o volante Rodrigo Souza iniciando no lugar do meia Renan Oliveira, o que teoricamente poderia deixar o meio-campo da equipe com uma vocação mais defensiva, o Náutico não se furtou em tomar as rédeas do jogo. Criou as melhores oportunidades no primeiro tempo. Servindo-se também de frequentes erros de passes do adversário, o time pernambucano poderia ter aberto o placar já aos oito minutos, quando Rafael Pereira cabeceou a bola após escanteio e obrigou o goleiro Marcos a espalmá-la para escanteio. Karanga quase faz um gol contra a favor do Alvirrubro, aos 21.

As respostas do Paraná vinham em esporádicos contra-ataques, principalmente pelas beiradas. Um chute cruzado dado por Diego Tavares precisou da intervenção de Júlio César. Pouco demais para quem jogava em casa e precisava da vitória após três derrotas consecutivas na Segundona. Frente a um time com baixo poderio ofensivo e com uma defesa sofrível, não demorou para os comandados de Givanildo Oliveira inaugurarem a contagem.

E foi justamente Rodrigo Souza quem acabou fazendo 1 a 0 para o Náutico, aos 25 minutos. Muito graças a Marco Antônio, que assistiu o colega. O Paraná acordou com o golpe e tentou encurralar o Náutico, que amoleceu na marcação, terminando o primeiro tempo com quase metade da posse de bola dos oponentes. Um volume, entretanto, não convertido em mais chances reais.

Segundo tempo
O jogo praticamente foi definido com somente um minuto do segundo tempo. Inspirado, Marco Antônio deu assistência para mais um gol. Dando um lançamento de trás do meio-campo, o armador achou Rony. Com uma frieza não muito comum a ele, o atacante fez 2 a 0. Os paranistas se complicaram ainda mais sete minutos depois. Anderson Uchôa deu uma entrada dura em Vinícius e foi expulso pela arbitragem. Mesmo com um jogador a menos, o Paraná chegou a diminuir com Fernando Karanga, aos 17, em lance de bola parada. O Tricolor de Curitiba teve como empatar. Foram pelo menos três chances claras. Júlio César e Gaston evitaram o pior. Quando caiu de produção, porém, a sorte acompanhou o Náutico.

Ficha do jogo

Paraná 1
Marcos; Lucas Taylor (Murilo Rangel), Leandro Silva, Leonardo e Henrique Gelain (Fernandes); Anderson Uchôa, Lucas Otávio, Nadson, Diego Tavares e Guilherme Queiroz (Henrique); Fernando Karanga. Técnico: Marcelo Martelotte.

Náutico 2
Júlio César; Joazi, Rafael Pereira (Igor Rabello), Adalberto e Gaston; João Ananias, Rodrigo Souza (Negretti), Marco Antônio e Vinícius; Rony e Bergson (Yuri Mamute). Técnico: Givanildo Oliveira.

Estádio: Durival de Brito (Curitiba-PR). Árbitro: Cláudio Francisco Lima e Silva (SE). Assistentes: Ailton Farias da Silva (SE) e Daniel Vidal Pimentel (SE). Gols: Rodrigo Souza (25’ do 1T, Náutico); Rony (1’ do 2T, Náutico) e Fernando Karanga (17’ do 2T, Paraná). Cartões amarelos: Leandro Silva, Fernando Karanga, Pitty e Murilo Rangel (Paraná); Rony e Gaston (Náutico)
Cartão vermelho: Anderson Uchôa (8' do 2ºT, Paraná). Público: 2.863.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker