Página inicial
 
Mural de recados
23.05 | Ze ligado
Mas não é com esse ataque de nervos com azul que é um dos piores jogadores que ...
23.05 | Patativa
Esta mensagem vai para o ingrato jogador Araújo,este ex jogador em atividade que ...
23.05 | MARCOS LEITE
PERDEMOS UMA BATALHA, MAS NÃO PERDEMOS A GUERRA VAMOS GANHAR O CORURIPE, CENTRAL ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
22/07/2016
09h21 | esportes - SÉRIE B 2016
SÉRIE B - Náutico 3x1 Avaí - Uma vitória com o sabor de alívio, já que há três rodadas o Alvirrubro só conhecia o gosto das derrotas
Se no futebol a regra básica para vencer é marcar gols e não sofrê-los, o Náutico foi quase perfeito na noite desta sexta-feira, na Arena de Pernambuco. Com dois gols no primeiro tempo, um no início e outro no fim da etapa inicial, e mais um na etapa final para garantir a vitória, o Timbu garantiu mais três pontos ao vencer o Avaí por 3 a 1 e segue sonhando em encostar no G4 da Série B. Uma vitória com o sabor de alívio, já que há três rodadas o Alvirrubro só conhecia o gosto das derrotas. 

Sem Yuri Mamute e Bergson, o técnico Alexandre Gallo não foi incoerente ou fez invenções. Parece que o discurso de fazer o simples, falado por praticamente todos os jogadores. Por isso, não mudou a última formação que utilizou no último treino que a imprensa acompanhou. Escalou a equipe em um 4-4-2 e colocou Hugo e Renan Oliveira marcando no meio e a dupla Rony e Jefferson Nem abertos nas pontas.

Com esse esquema, o time foi eficiente no que era necessário. Soube aproveitar as chances como há muito tempo não fazia. Logo com um minuto de partida, o atacante Rony deu sorte no chute de Jefferson Nem que saiu cruzado, mas o suficiente para sobrar para o camisa 7 que só teve o trabalho de empurrar para o fundo do gol. 

A eficiência na primeira finalização seguiu na marcação. Durante todo o primeiro tempo o Avaí quase não chegou ao gol de Júlio César e os alvirrubros começaram a explorar o contra-ataque. Foi assim que Jefferson Nem e Rony começaram a sofrer faltas que se tornaram em cartões amarelos. Azar o de Renato Silveira, que acabou com duas arrancadas do camisa 7 e foi expulso com 30 minutos de partida.

Mesmo com um jogador a mais, o Náutico não soube aproveitar a vantagem númerica. A boa apresentação ficou resumida à boa marcação. Isso até os 45 minutos, quando Hugo cobrou escanteio e Eduardo desviou para o gol ainda na primeira trave. 2 a 0 no placar e nenhum sinal de reação do adversário. 

Sem mudança na segunda etapa
As mudanças para começar o segundo tempo foram apenas nas peças. O Avaí mudou dois jogadores, mas não conseguiu perfurar o bloqueio timbu. Gallo continuou investindo nos contra-ataques e sempre no “desafogo” do time. As bolas tinham endereço certo e procuravam os pés de Rony ou Jefferson Nem. Tanta insistência deu resultado aos 19 minutos da etapa final. Com um pouco de sorte, é verdade. Joazi cruzou, a defesa do Avaí desviou ao ponto de atrapalhar o goleiro Renan e Jeffferson Nem só empurrou para o fundo das redes. Com 3 a 0 no placar não havia motivo para se arriscar em mais nada e Gallo aproveitou para dar mais tempo de jogo a peças como Walber e Ygor. A partida sói naço foi perfeita, porque o Náutico permitiu que aos 42 minutos do segundo tempo, a defesa alvirrubra permitiu que Lucas Coelho completasse escanteio e diminuísse o placar. 

Além de continuar na busca pelo G4, agora mais perto, o Náutico manteve viva a meta de ter 100% de aproveitamento até o fim do 1º turno. Um objetivo que tem tudo para contiuar sendo cumprido na próxima rodada, quando o Timbu recebe o Tupi, um dos piores times da Série B. 

FICHA DO JOGO

Náutico 3
Júlio César; Joazi (Walber, aos 24’ do 2ºT), Rafael Pereira, Eduardo e Gaston; João Ananias (Ygor, aos 19’ do 2ºT), Maylson, Renan Oliveira e Hugo (Tiago Adan, aos 28’ do 2ºT); Jefferson Nem e Rony. Técnico: Alexandre Gallo.

Avaí 1
Renan; Renato, Renato Silveira, Fábio Sanches e Capa; Luan, João Filipe, Jajá (Toshi, no intervalo) e Diego Jardel (Lucas Coelho, aos 20’ do 2ºT); Rômulo e William (Romarinho, no intervalo). Técnico: Silas.

Estádio: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Leandro dos Santos Ruberdo (SP)
Gols: Rony (aos 1’ do 1ºT), Eduardo (45’ do 1ºT) e Jefferson Nem (aos 19’ do 2ºT); Lucas Coelho (aos 42' do 2ºT)
Cartões amarelos: Rômulo e Renato Silveira (AVA)
Expulsão: Renato Silveira (AVA)
Público: 2.147  
Renda: R$ 28.010
 
DO SUPER ESPORTES PE 
 
 
Náutico x Avaí (Foto: Marlon Costa (Pernambuco Press)) (Foto: Marlon Costa (Pernambuco Press)
...
 
 
 
eXTReMe Tracker