Página inicial
 
Mural de recados
25.06 | Adalgisio
Kaio SDG ou você não assistiu nenhum jogo ou não entende de futebol pra dizer qu ...
24.06 |
Soube que a procura de ingressos foi fraca... Que torcida fraca essa do central ...
24.06 | Gustavo
Lembro de quando anunciaram essa parceria com Granada fiz uma pesquisa e vi que ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
08/07/2016
22h21 | esportes - SÉRIE B 2016
SÉRIE B - Náutico 1x3 CRB - Timbu foi presa fácil para o organizado time alagoano, superior durante todo o jogo
O Náutico não conseguiu emplacar uma reação na Série B. Num jogo que seria de afirmação, contra um adversário que está à sua frente na tabela, o Timbu falhou. Foi dominado e derrotado pelo CRB, por 3 a 1, neste sábado, em plena Arena Pernambuco, onde estava invicto nesta Série B. Desconexo, sem organização, o Alvirrubro foi presa fácil para o time alagoano, superior durante toda a partida.

Como se suspeitava, o técnico Alexandre Gallo armou o Náutico várias mudanças no meio de campo. Eurico, Hugo e Taiberson foram titulares. Recuperado há pouco tempo de lesão, Maylson iniciou o jogo no banco de reservas. A esperada estreia de Yuri Mamute quase aconteceu, mas um incômodo sentido pelo jogador no aquecimento impediu sua escalação. Com isso, Rony iniciou a partida.

O Náutico não começou bem a partida, errando muitos passes. Hugo, que deveria ser o articulador da equipe, não conseguia ditar o ritmo do jogo. Com pouca mobilidade, em vez de dar dinâmica ao time, deixava o sistema lento. Para complicar, Taiberson se machucou e teve que deixar o campo. Jefferson Nem entrou no lugar dele e foi bem. Ele, pelo menos, conseguia dar um pouco mais de velocidade ao Timbu. 

O CRB mostrou que sua boa posição na classificação não é por acaso. Assim como a condição de segundo melhor visitante da Série B. Bem postado, o time alagoano foi superior durante boa parte do primeiro tempo. Soube aproveitar as falhas do Náutico, principalmente, defensivas. A defesa alvirrubra estava atuando em linha, dando espaço para Luidy e Welington Júnior passarem direito nas costas dos laterais e dos zagueiros. 

Foi assim que surgiu o gol do CRB, aos 29 minutos, num lançamento de Diego para Gerson Magrão, que apareceu livre, nas costas da zaga. O meia só precisou dar um toque para encobrir Júlio César e colocar o time visitante na frente. O empate do Náutico só veio aos 39, quando o time conseguiu crescer de produção. Jefferson Nem lançou para Bergson, que bateu cruzado. O goleiro de rebote, que Rony aproveitou. 

O Náutico terminou o primeiro tempo melhor e começou o segundo superior também. Gallo acionou Maylson, que sentiu um pouco a falta de ritmo, mas fez melhorar a qualidade do passe no meio campo. Hugo também deixou o campo, pouco tempo depois do início da etapa final, dando lugar a Daniel Morais, de volta ao time após chegar a treinar em separado. 

A falta de criatividade, porém, continuou sendo o principal problema do Náutico, que sequer ameaçava o goleiro adversário. O CRB, pelo contrário, cresceu no jogo, graças à entrada de Roger Gaúcho, que deu mais velocidade ao time. E assim, os visitantes passaram a ameaçar mais o Timbu. Aos 25, veio o gol. Roger Gaúcho lançou Luidy na direita, que cruzou para a área. Em meio aos zagueiros, Matheus Galdezani apareceu como elemento surpresa, cabeceando para o gol. 

O Náutico correu em busca de um novo empate, com Gallo posicionando o time todo para frente. Faltou, porém, qualidade. Não houve sequer uma jogada que ameaçasse o CRB. Pelo contrário. O Timbu errava os passes e dava ao adversário o contra-ataque. Nos acréscimos, veio com justiça o terceiro gol do time alagoano. A jogada foi bem parecida com a do primeiro tento da equipe. Roger Gaúcho recebeu nas costas da defesa e tocou por cima de Júlio César. 

Ficha do jogo
Náutico
Júlio César; Joazi, Rafael Pereira, Eduardo e Mateus Muller; João Ananias (Maylson), Eurico, Hugo (Daniel Morais) e Taiberson (Jefferson Nem); Rony e Bérgson. Técnico: Alexandre Gallo

CRB
Júlio César; Marcos, Flávio, Diego Jussani e Diego; Olívio, Matheus Galdezani e Gérson Magrão; Luidy (Assisinho), Wellington Júnior (Roger Gaúcho) e Zé Carlos (Neto Baiano). Técnico: Mazola Jr.

Estádio: Arena Pernambuco. Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS). Rafael da Silva Alves e Lúcio Flor (RS). Gols: Gerson Magrão (aos 29 min do 1ºT), Rony (aos 39 min do 1ºT), Matheus Galdezani (aos 25 min do 2ºT). Cartões amarelos:Eduardo, Maylson (N), Gerson Magrão (C). Público: 8.323. Renda: R$ 193.925,00.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker