Página inicial
 
Mural de recados
22.07 | MARCOS LEITE
NA SÉRIE A2 SÓ SOBE O CAMPEÃO, ESPERO SEJA O PORTO GAVIÃO DO AGRESTE. OU PESQUEI ...
21.07 | jose arruda
Warley, obrigado pela informação atualizada sobre o Sub 20-2017. A FPF divulgou ...
21.07 | Adalgisio
Warley relembra aquela campanha do central na serie D que o time era comandado p ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
21/03/2016
18h11 | esportes - NÁUTICO
NÁUTICO > Atacante Rafael Coelho tem estreia discreta, mas ganha tempo para treinar
Rafael Coelho Náutico (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)Rafael Coelho jogou 20 minutos contra o Santa Cruz (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

 

Vinte minutos em campo e nenhum chute a gol. Foi assim a primeira aparição do atacante Rafael Coelho com a camisa do Náutico. Ele entrou na reta final do jogo contra o Santa Cruz, no último domingo, e não conseguiu ser eficiente para ajudar o Timbu a conquistar mais uma vitória no Campeonato Pernambucano. Apesar dos números negativos, o centroavante tem a condescendência do técnico Gilmar Dal Pozzo, que esperava esse desempenho do atleta.
 
- Seria desumano fazer a avaliação do atleta com 20 minutos. Ele demonstrou muita vontade e ficou nítido que a condição física dele está muito longe em relação a dos outros atletas. Já exisita um planejamento para ele e agora vai ter duas semanas para se condicionar bem.

De positivo no jogo, apenas o fato de a torcida do Náutico ter visto que Rafael Coelho pode fazer duas funções no ataque. Contratado para brigar pela camisa 9 com Thiago Santana e Daniel Morais, ele foi escalado por Dal Pozzo como uma espécie de ponta.

- Coloquei ele como ponta porque já tinha Daniel Morais em campo. - explicou Dal Pozzo. 

Rafael Coelho foi contratado pelo Náutico há 20 dias e vinha fazendo um trabalho forte de condicionamento físico, já que nos últimos anos passou pelo futebol indiano e tailandês, além do chinês. Ele deixou o Brasil em 2011. 
 
DO GLOBOESPORTE.COM/PE 

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker