Página inicial
 
Mural de recados
28.04 | Antonio
Esse Danilo Costa parece ser um monstro na zaga ...
28.04 | Anderson
Esse zagueiro Danilo parece ser um bom jogador para a nossa PATATIVA!!!! ...
28.04 | Gabriel
O Central precisa de um bom plano de marketing, filmar bastidores, como é a roti ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
14/03/2016
08h00 | esportes - PE 2016
PE 2016 - Náutico 5x0 América - Timbu reassume a liderança e se classifica para a semifinal
DO SUPER ESPORTES PE 
 
O Náutico não vencia há dois jogos. Sua última vitória havia sido na quarta rodada do Campeonato Pernambucano, contra o América. E foi justamente no reencontro com os americanos que o Timbu voltou a ganhar. Mas um triunfo qualquer não seria suficiente. Era preciso mais. Depois de marcar apenas dois gols em três partidas, era necessário vencer e convencer. Dever cumprido com louvor. Os alvirrubros atropelaram os alviverdes, em uma noite de muita chuva… De gols. Foram cinco. E com o 5 a 0, o Náutico não apenas reassume a liderança do Estadual (ultrapassando o Salgueiro graças ao confronto direto), como também garante, com três rodadas de antecipação, a classificação para a semifinal.

Gilmar Dal Pozzo escalou o time com as mudanças esperadas. No ataque, Thiago Santana ganhou a vaga de Daniel Morais. Nas laterais, Walber voltou a ser titular em detrimento de Rafael Pereira pela direita, enquanto o estreante Henrique entrou no lugar do suspenso Gastón na esquerda. Por sinal, os dois laterais tornaram a situação dos até então titulares bem complicadas. Com bastante noção tática e muita consistência ofensiva, ambos deram mais profundidade e amplitude ao ataque alvirrubro. Não por acaso, cada um esteve envolvido em um dos três gols do primeiro tempo.

O primeiro tempo, por sinal, foi relâmpago. Com 30 segundos de jogo, Henrique chegou à linha de fundo e passou para trás. Thiago Santana não bateu bem, mas Renan Oliveira se esticou para cabecear para o fundo das redes de Delone. O segundo gol não demorou muito. Caíque deu passe para Walber, que cruzou para a área, onde a bola encontrou Danilo Cirqueira, que traiu sua própria meta e fez contra.

A vantagem no placar fez com que o Timbu tirasse o pé do acelerador. E permitiu ao América criar três oportunidades de perigo, sempre explorando lances em profundidade, nas costas da defesa. Júlio César, porém, interveio bem em todas elas, salvando os alvirrubros. Depois dos sustos, o Náutico voltou a impor seu ritmo. E aos 35 minutos chegou ao terceiro gol. Caíque, em noite inspirada, deu belo passe para a penetração de Rony, que bateu com categoria na saída do goleiro, marcando seu primeiro gol pelo Náutico e desencantando, também, o ataque, que não marcava desde a terceira rodada.

Mais dois
O Náutico voltou para o segundo tempo com o mesmo ímpeto ofensivo da etapa inicial. E o quarto gol só não veio mais cedo porque Thiago Santana não soube aproveitar a oportunidade dada pelo treinador. O centroavante desperdiçou duas chances claras de ampliar aos seis e nove minutos. Até que Caíque, o melhor em campo, também resolveu desencantar. O meia pegou a bola no meio da área e bateu firme no ângulo de Delone. Um golaço.

Tecnicamente muito superior ao América, o Náutico manteve a pressão sobre o adversário, em busca do quinto gol, que lhe daria a liderança. O da liderança. Que só veio, entretanto, nos acréscimos. Aos 46 minutos, Ronaldo Alves, o zagueiro artilheiro, recolocou o Timbu no primeiro lugar do Estadual.

Ficha do jogo

Náutico 5
Júlio César; Walber, Ronaldo Alves, Eller e Henrique; Niel (Eduardinho) e Rodrigo Souza; Rony, Renan Oliveira e Caíque (Esquerdinha); Thiago Santana (Daniel Morais). Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

América 0
Delone; Ricardinho, Danilo Cirqueira, Yuri e João Victor (Danyel); Gláuber, Victor, Césinha (Odair) e Alex Gaibu; Carlinhos Bala (Carioca) e Cajá. Técnico: Charles Muniz.

Local: Estádio do Arruda (Recife-PE). Árbitro: Diego Fernando Silva de Lima. Assistentes: Albino de Andrade Albert Junior e Fabrício Leite Sales. Gols: Renan Oliveira (aos 30 seg 1º T), Danilo Cirqueira (contra, aos 11 min 1º T), Rony (aos 35 min 1º T), Caíque (aos 16 min 2º T) e Ronaldo Alves (aos 46 min 2º T) (N). Cartões amarelos: Niel (N); Yuri, Carlinhos Bala (A). Público: 2.830. Renda: R$ 36.180,00

...
 
 
 
eXTReMe Tracker