Página inicial
 
Mural de recados
15.12 | Fabio
Sorteio da Copa do Brasil: Santos/AP x Sport Fluminense de Feira/BA x Santa ...
15.12 | Patativa
Foi no lacerdao hoje e fiquei impressionado com o péssima qualidade do gramado,m ...
15.12 | KLEO
CARLOS, TU ALÉM D SER PESSIMISTA, SÓ PENSA NEGATIVO, DIFERENTE DE MIM Q SOU OTIM ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
10/02/2016
09h22 | esportes - PE 2016
PE 2016 - Náutico vence o Salgueiro e dispara na liderança do Estadual

 

Era o jogo do líder contra o vice-líder. Um confronto de invictos. De um lado o Náutico com seus 100% de aproveitamento. Do outro, o Salgueiro que seguia imbatível mesmo após enfrentar Sport e Santa Cruz. E se tecnicamente a partida deixou muito a desejar, não faltou disposição e entrega de ambos os lados. Em um embate marcado pelo equilíbrio, prevaleceu quem foi mais eficaz. Daniel Morais marcou o único gol do jogo, que ainda teve um pênalti perdido pelos sertanejos. Vitória suada do Náutico, que, com três vitórias em três rodadas, dispara na liderança do Pernambucano.

O equilíbrio foi a tônica no primeiro tempo. É verdade que o Náutico, à imagem do que o time já vem apresentando neste Pernambucano, dominava a posse de bola. O Salgueiro, entretanto, e também fiel à estratégia que havia mostrado frente a Sport e Santa Cruz, fechava bem os espaços para a sua área. Com um sistema defensivo armado em 4-1-4-1, com as linhas bem compactas, os sertanejos impediam a progressão timbu no setor ofensivo.

Para tentar furar esta retranca, o alvirrubro apostava na boa visão de jogo e qualidade de passe do volante Rodrigo Souza, que diante de uma atuação apagada do meia Caíque, era o principal municiador do jogo ofensivo do Náutico. Foi somente de bola parada, entretanto que o Timbu conseguiu achar seu primeiro gol. Bérgson, que havia falhado duas cobranças de escanteios anteriormente, acertou o pé e encontrou Daniel Morais, que, com uma cabeçada precisa, desencantou no Estadual e balançou as redes do Carcará.

Atrás no marcador, o Salgueiro se viu forçado a abrir mais seu jogo, dando, assim, mais espaços para que o Náutico explorasse outra de sua marca neste Pernambucano: a velocidade. E foi assim que o Timbu esteve próximo de ampliar o marcador por duas vezes. Daniel Morais e Rony, falharam no momento da concretização dos lances e a partida foi para o intervalo com o Náutico à frente pelo placar mínimo.

 

 Segundo tempo

O Náutico demorou a acordar na segunda etapa. Apático, sem intensidade ofensiva e frágil no balanço defensivo, o Timbu viu o Salgueiro tomar conta do jogo. Com apenas sete minutos, a equipe sertaneja já havia criado três boas oportunidades para igualar o marcador. Aos 13, após boa triangulação no lado direito defensivo alvirrubro, Piauí penetrou na área e sofreu falta de Ronaldo Alves. Júlio César, porém, agigantou-se diante de Rogério, que foi incapaz de bater o guardião alvirrubro na cobrança da grande penalidade.

Somente aos 22 minutos e depois de mais um lance perigoso do Carcará é que o Timbu acordou para a partida. Para isso, Dal Pozzo precisou colocar em campo Eduardinho e Ratão, na tentativa de recuperar mais controle na posse de bola. Entretanto, era na base da correria de Rony, sempre pelo lado direito do ataque, que o Náutico conseguia chegar à área do Salgueiro. As chances, porém, eram desperdiçadas uma após a outra, como a que Eduardinho, debaixo do gol, mandou por cima da barra. E o placar se manteve em Náutico 1 a 0 Salgueiro.

Ficha

Náutico 1
Júlio César; Rafael Pereira, Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Gastón; Elicarlos e Rodrigo Souza; Bérgson (Thiago Santana), Caíque (Eduardinho) e Rony; Daniel Morais (Rafael Ratão). Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

Salgueiro 0
Mondragon, Marcos Tamandaré, Ranieri, Rogério e Daniel; Rodolfo Potiguar (Nilson), Moreilândia (Paulinho Mossoró), Alexon (Anderson Lessa) e Jeferson Berger; Cassio e Piauí. Técnico: Sérgio China

Local: Arena Pernambuco (São Lourenço da Mata-PE). Árbitro: Sebastião Rufino Ribeiro Filho. Assistentes: Bruno Cesar Chaves Vieira e Cleberson Nascimento Leite. Gol: Daniel Morais (Náutico). Cartões amarelos: Gastón, Daniel Morais, Ronaldo Alves (Náutico); Moreilândia, Jeferson Berger, Ranieri, Rogério, Nilson (Salgueiro). Público: 2893. Renda: R$ 56.775,00.
 
DO SUPER ESPORTES PE 
 
FOTO: RICARDO FERNANDES/DP 
 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker