Página inicial
 
Mural de recados
25.06 | Adalgisio
Kaio SDG ou você não assistiu nenhum jogo ou não entende de futebol pra dizer qu ...
24.06 |
Soube que a procura de ingressos foi fraca... Que torcida fraca essa do central ...
24.06 | Gustavo
Lembro de quando anunciaram essa parceria com Granada fiz uma pesquisa e vi que ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
07/11/2015
10h16 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B: Na Arena Pernambuco, Náutico vence Paraná sem atropelos e segue firme na briga pelo G4
 Enquanto há campeonato, o Náutico se mantém firme na briga para subir de divisão. Na tarde deste sábado, o Timbu fez a sua parte e se reaproximou do G4 da Série B. Ao vencer o Paraná por 2 a 0, na Arena Pernambuco, o Alvirrubro chegou a experimentar o sabor do grupo dos quatro melhores e só não continuou lá porque houve vencedor entre Bahia x Santa Cruz, em Salvador. Os comandados do técnico Gilmar Dal Pozzo agora enfrentam o Macaé na próxima terça-feira, no Rio de Janeiro. Podem emendar a terceira vitória seguida e, enfim, retornar à zona de acesso.

Às vistas de um público razoável para um duelo de tamanha importância da competição, o Alvirrubro não se furtou em tomar a iniciativa do jogo. Inaugurar o placar parecia ser só questão tempo. E foi. Com 15 minutos jogados, Rafael Pereira aproveitou cruzamento de falta de Guilherme Biteco e fez 1 a 0. Também não demorou para que a vantagem fosse ampliada. Passados mais 12 minutos, Daniel Morais aumentou, também com uma testada. 

A atuação do time pernambucano acabou sendo bem diferente da adotada no jogo passada, quando venceu o Vitória, no Barradão. Ao invés de esperar o adversário para poder contra-atacar, manteve o controle do jogo e abafou a equipe de Curitiba desde o início. Bem diferente também de quando foi goleado, uma rodada antes, pelo Botafogo, na Arena, onde se acuou. Em casa e diante de um modesto Paraná, sem mais pretensão alguma na Segundona, a partida exigia, de fato, tal postura mais encorajada do Timbu.

Sabor de G4
Com os resultados parciais da rodada, o Timbu desceu para os vestiários no G4. A torcida do Náutico vibrou com o pênalti perdido do Bahia contra o Santa Cruz, que o tiraria da zona de acesso. Esfriou em seguida com o gol dos baianos, mas explodiu no momento do empate dos rivais corais. Porém, desanimou outra vez com o gol da virada do tricolor pernambucano, que o deixou novamente fora do grupo dos melhores. Se a torcida estava acompanhando também a partida na Arena Fonte Nova, o foco dos jogadores alvirrubros era não permitir uma reação do Paraná. Conseguiram com proeza.

Náutico
Júlio César; Rafael Pereira, Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Gastón; João Ananias (Marino), Jackson Caucaia, Guilherme Biteco (Douglas) e Hiltinho; Bergson e Daniel Morais ((Fillipe Soutto). Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

Paraná
Marcos; Crystian, Luiz Felipe, Luciano Castán e Fernandes; Jean, Éder, Rosinei e Rafael Costa; Henrique e Carlão (Lucas Pará). Técnico: Fernando Miguel

Local: Arena Pernambuco
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Assistentes: Evandro Gomes Ferreira (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Gols: Rafael Pereira (14’ do 1T, Náutico); Daniel Morais (27’ do 1T, Náutico)
Cartões amarelos: Ronaldo Alves, Daniel Morais e Marino (Náutico); Carlão, Fernandes e Luciano Castán e Luiz Felipe (Paraná)
Público: 8.818
Renda: R$ 146.360,00
 
Do Super Esportes 
 
(Foto: Adelson Carneiro / Pernambuco Press)

.
 
 
 
eXTReMe Tracker