Página inicial
 
Mural de recados
25.07 | luciano
pra resolver o problema do central, não é preciso fechar as portas , e sim os só ...
24.07 | Franco
Carlos e Paulo Alvinegro, vcs pelo menos são sócios, ou apenas críticam e defend ...
24.07 | Paulo alvinegro
Parabéns Carlos pelo seu comentário. ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
21/10/2015
11h50 | esportes - Náutico
Náutico: Há 45 dias no Timbu, Gilmar Dal Pozzo já conseguiu definir estilo e tática do time
Desde que chegou ao Náutico, Gilmar Dal Pozzo ainda busca uma escalação ideal. Por vários fatores não repetiu o time que deseja. Lesões e suspensões são as principais, mas o tempo era o principal adversário do técnico neste período.  Agora, após quase 45 dias no comando do clube, ele finalmente pode dizer que deu sua cara ao time.

Sempre exigindo forte – e adiantada -  marcação de todos os jogadores, Dal Pozzo não solidificou apenas o estilo de jogo da equipe. O técnico também definiu o desenho tático do time e tem usado bastante duas variáveis. O Náutico tem entrado em campo um sistema tático que, no papel, é composto por três volantes e três atacantes. O treinador observa de outro modo, como fez no treino de ontem, o primeiro com atividade tática após a vitória no Clássico das Emoções. 

“Procuro trabalhar sempre uma, no máximo duas variações, para não confundir os jogadores. Na primeira parte do treino eu utilizei o 4-2-3-1 com uma linha de quatro bem forte atrás, dois volantes, o Biteco mais aberto pelo lado, fazendo uma variação com Hiltinho, o Fillipe Soutto do lado esquerdo e Daniel Morais isolado na frente”, explicou.

A variação que Dal Pozzo mais utiliza não muda tanto o meio de campo. A primeira formação, pode evoluir para um losango, onde um dos atacantes recua e faz o papel de meia, como ocorreu contra o Santa Cruz na última rodada. Quando isso acontece, uma alteração pode ser necessária e a que mais ocorre é a saída de um volante de mais marcação, por outro que tenha uma melhor saída de bola. Willian Magrão tem sido a principal peça a fazer essa função, algo que ocorreu já no primeiro treino da semana e pode ser uma das surpresas do técnico. 

“Esse ajuste tático (saída de João Ananias e entrada de Willian Magrão) eu fiz na partida contra o Santa Cruz. Usamos o losango e a característica do João é de marcação. O Caucaia jogou bem na primeira função. Tem que ter uma boa saída de bola do meio campista. Se eu fizer essa mudança eles já estarão preparados”, comentou.
 
Do Super Esportes 
 
Foto: Ricardo Fernandes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker