Página inicial
 
Mural de recados
11.12 | MARCOS LEITE
PAULO, SE O CENTRAL TIVER BEM, COMEÇAR COM O PÉ DIREITO , A GALERA VAI EM MASSA, ...
10.12 | paulo
A SERIE D NAO RENDA NADA MUITO PELO CONTRARIO DA MUITO PREJUIZO MEUS AMIGO FOI I ...
09.12 | Rubro Negro
Campeão com mérito? Como assim,série B de 86 tem um monte de time q se intitula ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
26/09/2015
10h04 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B: Náutico 3x0 ABC - Timbu segue vivo em busca do acesso
A vitória inesperada sobre o Paysandu, fora de casa, no última rodada devolveu a esperança de acesso à torcida do Náutico. Esperança, no entanto, atrelada a uma possível sequência de triunfos nos três compromissos seguintes do Timbu. Todas contra equipes da parte debaixo da classificação. O primeiro passo foi dado neste sábado, na Arena Pernambuco. Contra o virtual rebaixado ABC, que completou 17 jogos sem vencer, os alvirrubros fizeram o dever de casa com uma vitória tranquila por 3 a 0.Construída no segundo tempo, com direito a grande atuação do atacante Bergson, autor de dois gols. 

Com o triunfo, o Náutico chega aos 43 pontos, na 8ª colocação. A caminhada para voltar de vez à briga pelo acesso segue contra o Oeste, próximo sábado, fora de casa, e em seguida diante do lanterna Mogi Mirim, na Arena Pernambuco, antes do clássico contra o Santa Cruz.

Para a partida, as principais mudanças do técnico Gilmar Dal Pozzo foram no ataque, um dos setores mais deficientes do time. Não por acaso, entre todas as equipes que almejam o acesso, o alvirrubro é o de poder ofensivo mais pobre (34 gols). Sendo assim, Bergson e Renato ganharam uma oportunidade. Artilheiro do time, mas em má fase há várias rodadas, Douglas foi vetado pelo departamento médico. Porém, foi outra ausência a mais sentida pelo Timbu na primeira etapa. Também sem condições físicas, o meia Guilherme Biteco foi vetado.
 
Sem ele, a missão de municiar o ataque em um meio de campo com três volantes caiu nos pés de Rogerinho. E mais uma vez, o jogador se mostrou incapaz para a função. Errando passes em demasia e mostrando certa displicência em alguns lances, o jogador conseguiu irritar a torcida com menos de 30 minutos em campo. Sem poder de criação, coube ao Náutico explorar as laterais para chegar ao ataque. Muito pouco.

Nem a expulsão do zagueiro Luizão, logo aos 19 minutos, por falta em Bérgson (era o último homem), ajudou. Só aos 31 minutos, o Náutico ameaçou a meta do goleiro Saulo (ex-Sport) em chute sem direção de Gaston. E a única chance real de abrir o placar foi desperdiçada por Fillipe Soutto, sem marcação e de frente para Saulo, aos 34, que chutou para fora. Bérgson estava livre ao seu lado. Do outro lado, o fraco ABC, com um jogador a menos, chegou a assustar, como em um quase gol olímpico cobrado por Ednei. A bola tocou no travessão. Ao fim da etapa, vaias da torcida alvirrubra.

Para o segundo tempo, o técnico alvirrubro resolveu explorar a vantagem de um jogador a mais e campo e armou o Náutico mais ofensivo, sacando Marino para a entrada de Hiltinho e o fraco Renato para dar chance a Daniel Morais. E as mudanças tiveram efeito relâmpago. Isso porque bastaram cinco minutos, para o Timbu construir a vitória. Primeiro com Daniel Morais, em um belo chute colocado de fora da área, aos dois, e em seguida com Bérgson recebendo lançamento de Rogerinho e chutando entre as pernas do goleiro Saulo (ex-Sport). 

Com a vantagem no placar, um jogador a mais em campo e diante de um virtual rebaixado, restou ao Náutico controlar o jogo, tocar bola e esperar as oportunidades. E entre várias criadas, o terceiro gol saiu de grande forma, Após linda troca de passes na entrada da área do ABC, Bérgson recebeu de frente para Saulo e com um toquinho tirou o goleiro do ABC da jogada, coroando sua bela atuação. O melhor em campo. 
 
 Ficha do jogo

Náutico 3
Júlio César; Lucas Farias, Ronaldo Alves, Rafael Pereira e Gaston; Jackson Caucaia (William Magrão), Marino (Hiltinho), Fillipe Soutto e Rogerinho; Bérgson e Renato (Daniel Morais). Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

ABC 0
Saulo; Ednei, Luizão, Adriano e Marcílio (Michel); Fábio Bahia, Rafael Miranda, Ronaldo Mendes (Wellington Bruno) e Romarinho; Edno e Elivelton (Mael). Técnico: Hélio dos Anjos.

Local: Arena Pernambuco.
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL). Pedro Jorge Santos e Esdras Mariano de LIma (ambos de AL).

Gols: Daniel Morais (3 min do 2º tempo) e Bérgson (5 min do 2º tempo).

Cartões amarelos: Jackson Caucaia e William Magrão (N).

Cartão Vermelho: Luizão (ABC).

Público: 6.126.

Renda: R$ 101.931
 
Do Super Esportes 

...
 
 
 
eXTReMe Tracker