Página inicial
 
Mural de recados
22.05 | Aldery
Alguém lembra aqui da Série B de 1997? Da parceria entre Central e Cadimo Barros ...
22.05 | Israelito Almeida
Maravilhosa Graça! E a saga de vergonha continua. Até quando senhores alvinegr ...
22.05 | Patativa
Qual a parceria que fez o Atlético Pernambucano e qual a empresa parceira do Sal ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
15/09/2015
07h00 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B: Náutico 1x1 Atlético/GO - Timbu manteve invencibilidade em casa, mas segue sem vencer há cinco jogos
O jogo esfriou e quase fez os poucos torcedores presentes na Arena Pernambuco dormirem. Outro lance de perigo só ocorreu aos 22 minutos da etapa inicial e Douglas perdeu mais uma chance incrível e Márcia ainda pareceu tocar na bola. Um dos motivos que levaram o Timbu a não render bem foi o esquema tático. Em alguns momentos os jogadores pareciam perdidos no esquema com três atacantes e três homens no meio de campo. Foi possível ver o lateral direito Lucas Farias aparecer na ponta esquerda e Fillipe Soutto na lateral direita em momentos distintos.

Apesar da tática confusa, Daniel Morais teve uma nova chance. Dentro da pequena área, aos 36 minutos, o atacante cabeceou a bola tirando do alcance de Márcio, mas para fora. O castigo por perdeu um chance tão clara poderia ter vindo aos 43 minutos, quando Juninho entrou livre dentro da área e chutou em cima de Júlio César. O apito que indicava o fim do primeiro tempo veio acompanhado de uma sonora vaia das arquibancadas.

Segundo tempo
O Náutico voltou menos motivado do que deveria. Voltou sem mudanças e permitindo ataques do Atlético-GO. Até os 13 minutos a partida seguiu o ritmo da reta final da primeira etapa. Dal Pozzo sabia que precisava de algo mais e decidiu promover a estreia de Guilherme Biteco. No seu primeiro lance, o meia deixou Bruno Alves em ccondições de abrir o placar. Só faltou acertar a pontaria. 

A entrada do meia empolgou a torcida e parecia que o Timbu cresceria no jogo, mas a partir do gol perdido, a partida se tornou uma agonia para o Náutico. No primeiro ataque do Atlético-GO, aos 18 minutos, após Bruno Alves perder o gol, Juninho abriu o placar para os visitantes em um lance que sua posição era duvidosa. Dal Pozzo respondeu imediatamente e acionou Stéfano Yuri na vaga de Daniel Morais. 

O nervosismo tomou conta do Alvirrubro e a cada passe errado, cruzamento rebatido e chance perdida, as reclamações iam aumentando na Arena Pernambuco. Rafael Pereira perdeu um gol feito e não se ouvia mais nada além de reclamações. A salvação veio aos 28 minutos, quando Biteco encontrou Gaston na lateral e o passe foi preciso para Bruno Alves empatar o jogo. Apesar de conseguir a igualdade, o Náutico não evoluiu mais do que isso na partida. Por sorte não sofreu o gol de empate, já que a trave de Júlio César foi ser carimbada após a bola desviar na defesa e os visitantes também perderam várias chances de vencer o jogo.

O empate deixa o Timbu na sua pior sequência na Série B e já são cinco jogos sem vencer. Agora, a equipe se prepara para visitar o Paysandu, em Belém.

Ficha do Jogo

Náutico 1
Júlio César; Lucas Farias, Rafael Pereira, Ronaldo Alves e Gaston; Fillipe Soutto (Guilherme Biteco, aos 13’ do 2ºT), Jackson Caucaia e Marino; Douglas (Douglas, aos 39’ do 2ºT), Bruno Alves e Daniel Morais (Stéfanio Yuri, aos 19’ do 2º). Técnico: Gilmar Dal Pozzo. 

Atlético-GO 1
Márcio; Éder Sciola, Rafael, Samuel e Eron; Feijão (Anderson Leite, aos 31’ do 2ºT), Pedro Bambu, Washington(Geraldo, aos 26’ do 2ºT) e Willie; Juninho Marcus Vinícius, aos 40’ do 2ºT) e Arthur. Técnico: Gilberto Pereira.

Estádio: Arena Pernambuco, em São Lourenço. Horário: 20h30. Árbitro: Antônio Rogério Batista do Padro (SP). Assistentes: Marco Antônio de Andrade Motta Junior (SP) e Armando Lopes de Sousa (CE). Gols: Bruno Alves, aos 29' do 2ºT (NAU), Juninho, aos 20' do 2ºT (ATG). Cartões amarelos: Rafael e Eron (ATG); Rafael Pereira (NAU). Público: 2.066. Renda: R$25.905
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker