Página inicial
 
Mural de recados
24.11 | Kaio
Tbm tem q trazer o Naldinho e Caça Rato e trazer um zagueiro experiente ...
22.11 | CLEO
VERDADE MARCONDES ESSA É A HORA DA MASSA ALVINEGRA AJUDAR O CENTRALZÃO. ...
22.11 | MARCONDES
TODOS UNIDOS PELO CENTRAL, IMPRENSA, DIRETORIA E TORCIDA SÓ ASSIM O CENTRAL VAI ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
12/09/2015
07h00 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B: América/MG 2x1 Náutico - Timbu perde na estreia de Gilmar Dal Pozzo
Logo em seu primeiro jogo como técnico do Náutico, Gilmar Dal Pozzo teve a dimensão do trabalho que terá pela frente. O Timbu mostrou os mesmos erros da época de Lisca e, mais uma vez, acabou perdendo uma partida como visitante no Brasileirão. Desta vez, os alvirrubros caíram diante do América-MG. O resultado de 1 a 0, ontem, na Arena Independência, em Belo Horizonte, deixou o time pernambucano ainda mais distante do G4. O Timbu segue empacado nos 36 pontos. Já os mineiros estão com as esperanças renovadas. Eles somaram mais três pontos, chegaram aos 41 e continuam na luta para voltar ao grupo de classificação à Série A.

No giro de dois jogos como visitante, o Náutico não conseguiu somar nenhum ponto. Terá agora, na próxima rodada, a chance de se reabilitar na Série B. O confronto será contra o Atlético-GO, na terça-feira, na Arena Pernambuco. Será o primeiro contato do técnico Gilmar Dal Pozzo com a torcida alvirrubra. Já o América-MG vai até Maceió enfrentar o CRB, no Rei Pelé.

Pressão
Seria difícil ver alguma melhora técnica na equipe alvirrubra. Afinal, Dal Pozzo teve pouquíssimo tempo para armar o time. Foram apenas dois dias de treinos. Mesmo assim, o treinador fez algumas mudanças no time. A que surpreendeu mais foi a entrada de Gil Mineiro entre os titulares. Porém, toda a estratégia armada pelo novo técnico do Timbu parecia que iria por água abaixo logo com três minutos de jogo. Em uma bola alçada na área, Guilherme subiu para dividir com Marcelo Toscano e acabou tocando com o braço. O árbitro Rodolpho Toski marcou pênalti. O próprio Toscano foi para a cobrança. Bateu forte, no canto direito, mas Júlio César fez excelente defesa.

Pela vibração dos jogadores alvirrubros esperava-se que a equipe acordasse em campo. O time ganhou uma nova chance na partida, mas não aproveitou. Sem conseguir trocar três passes certos, os alvirrubros erravam demais na saída de bola. Melhor para o adversário. O tinha mais posse de bola e pressionava bastante. Assim, o gol era uma questão de tempo. E, aos 13 minutos, ele saiu. Marcelo Toscano acertou um torpedo de fora da área e acertou o ângulo de Júlio César. América 1 a 0. 

A pressão do adversário não cessava na partida. Com pouca pegada no meio-campo, o Náutico dava espaço e o time mineiro aproveitava para trocar passes e passar o tempo. Toscano continuava sendo o jogador mais perigoso do Coelho. E a principal arma eram os chutes de longa distância sempre com perigo. O Timbu criou algumas poucas chances, sempre sem levar maior perigo ao goleiro João Ricardo. Para se ter ideia da ineficiência do Náutico no primeiro tempo, em um contra-ataque rápido, puxado por Hiltinho, o jogador pegou a defesa adversária aberta, mas acabou pisando na bola, tropeçou sozinho e caiu no campo.

Irregular
Na etapa final, o técnico alvirrubro não mexeu no time. Mesmo assim, o Náutico voltou melhor. Pelo menos teve mais posse de bola, acertou mais passes e criou algumas chances, mas sempre pegando nas finalizações. A falta de pontaria principalmente de Douglas acabou fazendo trazendo a primeira mudança. Bergson entrou em campo. Deu mais mobilidade ofensiva, mas pouco conseguiu acrescentar em termos de finalizações. 
Melhor para o time mineiro. 

Aos poucos, o América foi crescendo. E, aos 22 minutos, em uma bola enfiada pelo lado esquerdo, Walber recebe em posição irregular e cruza para Felipe Amorim. Livre de marcação, o atacante só tem o trabalho escorar para o gol e decretar a vitória por 2 a 0. Já nos acréscimos, aos 47 minutos, Guilherme, cobrando falta, diminuiu o marcador para 2 a 1. Mas já era tarde.


Ficha do Jogo

América-MG
João Ricardo; Wesley Matos (André – 25’ do 1ºT), Alison e Anderson Conceição; Walber, Rodrigo Souza (D. Lorenzi - 27’ do 2ºT), Leandro Guerreiro, Marcelo Toscano e Xavier (Robertinho – intervalo); Felipe Amorim e Richarlison. Técnico: Givanildo Oliveira

Náutico
Júlio César; Guilherme, Rafael Pereira, Ronaldo Alves e Gaston; João Ananias, Marino, Hiltinho e Gil Mineiro (Daniel Morais - 37 do 2ºT); Patrick Vieira (Rogerinho - 30 do 2T) e Douglas (Bergson – 11’ do 2ºT). Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Estádio: Independência, em Belo Horizonte. Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR). Assistentes: Victor Hugo Imazu (PR) e Pedro Martinelli (PR). Gols: Marcelo Toscano (13’ do 1ºT) e Felipe Amorim (22’ do 2ºT) (AMG); Guilherme (47' do 2ºT) (NAU). Cartões amarelos: João Ricardo, Walber, M. Toscano, F. Amorim (AMG); Guilherme, Júlio César, P. Vieira, R. Pereira (NAU).
 
Do Super Esportes 
 
América-MG x Náutico (Foto: Divulgação/América-MG)América-MGvenceu o Náutico e ficou perto de retornar ao G-4 da Série B do Brasileiro (Foto: Divulgação/América-MG)

.
 
 
 
eXTReMe Tracker