Página inicial
 
Mural de recados
26.04 | MARCOS LEITE
O CENTRAL PERDEU VÁRIOS BONS JOGAGORES Q DISPUTARAM O PERNAMBUCACNO DESSE ANO, A ...
26.04 | Beltrão
A próxima contratação do Central vem do : A) veloclube B) aeroclube C) Cineclub ...
25.04 | Jose Helio Pessoa
DODEIRO NÃO ATRAPALHA....O CENTRAL SÓ NÃO É MAIOR DO QUE SUA LOUCURA...TIRAR LI ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
28/07/2015
09h36 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B: Náutico segue sem apresentar bom futebol longe da Arena PE e é derrotado pelo Paraná: 2x0
O Náutico comprovou que tem dois times. O mandante e o visitante. Um que domina qualquer adversário na Arena Pernambuco e outro que tem 23,8% de aproveitamento longe de casa. O que jogou nesta terça-feira foi o visitante e o Paraná se aproveitou disso. Fez 2 a 0 com menos de 20 minutos, expôs que o time precisa começar as partidas mais atento e comprovou que se o Alvirrubro quiser subir, vencer fora de casa é algo mais do que desejável. É obrigatório. 

Pelo segundo jogo consecutivo, o Náutico cochilou no começo da partida e mais uma vez, através de uma saída de bola errada, deixou o adversário abrir o placar. João Ananias se enrolarou com a bola, o ataque paranista pressionou e Rafael Costa fuzilou da entrada da área. Júlio César ainda tentou, mas a bola foi rasteira e no cantinho. 

Foram oito minutos até que o Timbu conseguisse dar uma resposta, mesmo que não tenha resultado em gol. Luciano Castán se enrolou com a bola, Hiltinho recuperou a posse e passou para o meio da área. William Magrão chutou e a bola tinha destino certo, mas esbarrou na defesa e foi para escanteio. 

O castigo por não ter feito o gol veio à galope. Aos 19 minutos o volante Jean driblou Ronaldo Alves, ganhou a dividida com Fabiano Eller e a bola sobrou para Fernando Viana, que deixou a bola quicar a chutou com força no mesmo canto do primeiro gol. 2 a 0 e a sensação de que a tendência era piorar.

William Magrão novamente foi quem conseguiu chegar mais perto do gol e em outro chute, desta vez de mais longe, o volante carimbou a trave de Marcos. Os dois chutes do volante foram os melhores momentos do Timbu na primeira etapa e Lisca precisava fazer algo para que sua equipe reagisse. 

O técnico ousou. Colocou Renato no lugar de Guilherme e adiantou a marcação do Timbu. Ofensivamente não se viu tanto efeito e ao menos o time não sofreu gols. O Náutico até ensaiou que pressionaria o Paraná, mas a empolgação não durou mais de 15 minutos. Os donos da casa  começaram a se impor no contra-ataque e não deixaram o Timbu mais jogar.

Lisca mudou mais uma vez e colocou Pedro Carmona na vaga de Marino, que ainda se recuperava de uma amigdalite e seguiu sem mostrar o seu melhor futebol. Sua atuação não foi aquém do restante da equipe, que mesmo com mais força ofensiva em campo, seguiu sem responder.

A última cartada foi a entrada de Bruno Alves no lugar de Hiltinho, mas não foi ele que mudou algo na partida. Isso parecia ser algo impossível. A menos de 15 minutos do fim da partida, Douglas invadiu a área e foi derrubado. A reclamação não surtiu efeito e o lance talvez fosse marcado na Arena Pernambuco, mas longe de casa a falta de sorte da equipe seguiu sem mudar. 

Ao menos o time teve sorte na tabela, já que os resultados o deixaram ainda dentro do G4, mas com a obrigação de vencer o Macaé no próximo sábado, na Arena Pernambuco.

Ficha do jogo

Paraná 2
Marcos; Ricardinho, Luciano Castán, Luiz Felipe e Rafael Carioca; Jean, Fernandes, Rafael Costa (Lucas Pará, 21’ do 2ºT) e Danielzinho; Fernando Viana (Paulo Henrique, aos 40’ do 2ºT) e Henrique (Rodrigo, aos 43’ do 2ºT). Técnico: Fernando Diniz. 

Náutico 0
Júlio César; Guilherme (Renato, no intervalo), Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Fillipe Soutto; João Ananias, William Magrão, Marino (Pedro Carmona, aos 17’ do 2ºT) e Gil Mineiro; Hiltinho (Bruno Alves, aos 26’ do 2ºT) e Douglas. Técnico: Lisca

Estádio: Durival de Brito, em Curitiba
Horário: 19h30
Árbitro: José Cláudico Rocha Filho (SP)
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Junior e Ricardo Pavanelli Lanutto (ambos de São Paulo)
Gols: Rafael Costa (aos 5’ do 1ºT) e Fernando Viana (19’ do 1ºT) (PAR);
Cartões amarelos: Rafael Costa (PAR); Douglas e Bruno Alves (NAU).
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker